Viseu: dez mulheres foram violadas, no distrito, nos últimos 20 meses

Viseu é o 11º distrito do país com mais violações de mulheres, segundo os números do Relatório Anual de Segurança Interna 2020 (RASI 2020) e da Polícia Judiciária (PJ). Houve a registar 10 casos entre 01 de janeiro de 2020 e 31 de agosto de 2021.
A liderar a tabela surge o distrito de Lisboa com 146 casos de crimes de violação contra mulheres adultas. Em segundo lugar está o distrito do Porto, com 58 casos de violação, e em terceiro lugar o distrito de Setúbal, com 55 casos.
Em 4.º e 5.º lugares da lista de distritos com mais violações aparecem Faro (33) e Braga (32), seguidos pelos distritos de Aveiro (23), Coimbra (18), Santarém (17), Leiria (14) e Viana do Castelo com 12.
Portugal registou menos 25% de violações contra mulheres adultas em 2020 (315), em relação a 2019 (421), e a quebra poderá explicar-se com o “assalto sexual” na rua que abrandou devido à pandemia, explica a PJ.
A Polícia Judiciária alerta que é fundamental que as violações sejam "finalizadas" às entidades policiais para se aferir sua "verdadeira dimensão”.
Para a investigação policial, a PJ sugere que quanto mais proximamente do facto for feita a denúncia "melhores meios e mais capacidades há para recolha de dados objetivos”.
“Se a denúncia for feita próxima do evento se calhar há vestígios ainda suscetíveis de serem recolhidos. Gostaríamos que o ato de denúncia ou de sinalização fosse o mais próximo possível do crime”, sustenta.
A denúncia, por vezes, até pode ser feita onde a vítima recebeu assistência, seja no hospital ou no Instituto de Medicina Legal, onde a vítima foi assistida.
“Quanto mais vestígios objetivos, quanto mais marcas biológicas do agressor se conseguirem reunir, melhor. E esses vestígios biológicos conseguem-se recolher mais facilmente se for no conjunto de horas seguintes ao evento criminoso”, acrescenta.
A PJ aconselha as vítimas de violação a não tomarem banho. “Se pessoa já tiver tomado banho é normal, porque a pessoa sente-se conspurcada e tem pressa de se libertar desse sentimento de sujidade, mas para o interesse da investigação, a possibilidade de recolha de vestígios deve ser feita sem que a pessoa se lave, sem que a pessoa mude a roupa interior, se afaste daquilo que sofreu”.

Autor: Irene Ferreira
2021-09-28 09:56:52

 

 


Publicidade

Outras Notícias


Local

Penalva do Castelo integra plataforma nacional de turismo 'Portugal por dentro'

A Câmara Municipal de Penalva do Castelo assinala este Dia Mundial do Turismo (27 de setembro), associando-se à Organização Mundial do Turismo (OMT), com a divulgação do lançamento da plataforma nacional de turismo, “Portugal por dentro”.
“Portugal por dentro” é uma plataforma turística (disponível para iOS e Android), completamente gratuita para o utilizador, criada pela O.R.B. Turismo TT em parceria com agentes públicos e privados. Também o alojamento e a gastronomia do país estão evidenciados nos programas Experiências e Sabores de forma a conhecer os melhores alojamentos e a gastronomia típica de cada concelho.
Penalva do Castelo integra o programa com uma rota turística com 10 pontos de interesse do concelho e que funciona como um “cartão de visita”.
A Rota de Penalva do Castelo, apresentada em língua portuguesa e três idiomas estrangeiros, tem partida e chegada na Câmara Municipal /Ponto de Informação Turística do Concelho, passa pela Casa da Ínsua, Mata de Nossa Senhora de Lurdes, Anta do Penedo do Com, Açude dos Cantos, Igreja Matriz, Mosteiro do Santo Sepulcro, Ponte Medieval de Trancozelos, Baloiço do Rossio, Lages de Sangemil, Igreja e Núcleo Museológico da Misericórdia e Centro histórico da Vila.
O kunicípio acredita que a plataforma será mais uma forma de potenciar a atividade turística do concelho, proporcionando aos utilizadores, de forma autónoma, o acesso a uma visita guiada aos diversos locais de atração turística do concelho.

Local

Nelas: exposição sobre as Termas da Felgueira assinala Dia Mundial do Turismo

Para assinalar o Dia Mundial do Turismo celebrado esta terça-feira, dia 27 de setembro, o município de Nelas promove a exposição “140 Anos da Companhia das Águas Medicinais da Felgueira”. A mostra fica patente na Biblioteca Municipal de Nelas até ao dia 26 de novembro.
A exposição foi inaugurada em agosto no Balneário Termal das Caldas da Felgueira, sendo que vai percorrer o concelho.
Sob o mote “Traços do Passado na Construção de uma Aldeia de Portugal”, a exposição, desenvolvida pelos serviços municipais da Biblioteca, Arquivo e Património Cultural, é o resultado de um trabalho multidisciplinar, dinâmico e social: além de respeitar o correto tratamento histórico dos dados, envolveu a própria comunidade local no processo de recolha de informações orais e espólio fotográfico.
Esta exposição itinerante tem como objetivo, segundo a autarquia de Nelas, preservar, respeitar e divulgar o passado singular desta estância termal que muito contribuiu para o desenvolvimento e afirmação da aldeia das Caldas da Felgueira, recentemente classificada como Aldeia de Portugal. Pretende-se manter aberta para integrar outros conteúdos que possam resultar da transmissão de novos dados pela comunidade local. 

Local

Feira de S. Mateus registou, este ano, o maior número de sempre de entradas

A edição deste ano da Feira de São Mateus, que decorreu entre 04 de agosto e 21 de setembro, registou o maior número de sempre de entradas, fixando-se em 1.271.848, o que equivale a uma média de 25.956 pessoas por dia no recinto. 
Segundo a organização, houve um aumento de 40% no volume total de vendas, sendo que 25% da faturação de bilheteira foi realizada online e com vendas efetuadas em mais de dez países da Europa e da América do Sul.
O balanço da feira foi feito esta terça-feira (27 de setembro).
“Para além de inúmeros espetáculos musicais, com artistas de renome nacionais e internacionais, ao longo dos 49 dias da feira, realizaram-se diversas atividades desportivas, que contaram com a adesão de mais de cinco mil participantes, em que se destacam o Constálica Rallye Vouzela e Viseu, o 24ª Torneio Internacional de Andebol de Viseu, a 39ª Meia Maratona de Viseu e o 1º Torneio de Paddel da Feira de São Mateus”, refere a autarquia viseense.
Fernando Ruas, presidente da Câmara Municipal, refere que “não  poderíamos estar mais satisfeitos com o balanço desta nova edição da Feira de São Mateus, que foi um sucesso a vários níveis”.  
Para Pedro Alves, presidente da Viseu Marca, entidade organizadora, “a edição 2022 da Feira de São Mateus foi, sem dúvida alguma, uma aposta ganha em todas as frentes e isso deixa-nos imensamente satisfeitos e com a certeza de que vamos continuar a querer fazer cada vez mais e melhor. Para isso, estamos já a planear a Feira do próximo ano. A aposta vai passar por garantir a certificação da Feira como o 1º evento sustentável deste género no país”.
Pedro Alves adiantou que “temos o dever de criar novos hábitos a quem nos visita e a Feira de São Mateus poderá ser um veículo pedagógico, em termos ambientais”. Em relação à edição que agora terminou, o presidente da Viseu Marca adiantou também que “foi a primeira sem gastos públicos, já que não requereu qualquer contrapartida financeira por parte da Câmara Municipal de Viseu e alcançou um resultado que permitirá à Viseu Marca executar o seu plano de atividades para o marketing territorial e branding durante o resto no ano, mitigando o efeito da sazonalidade das atividades”.

Local

Mangualde: professores com baixas médicas deixam alunos sem aulas (com áudio)

Em Mangualde há uma turma do 1º ciclo na Escola Ana de Castro Osório sem professor, porque a docente entrou em baixa médica, esta segunda-feira (26 de setembro).
Uma outra turma também ainda não tem professor oficial, desde o dia 16 de setembro, mas conta com uma docente susbtituta, como explica o diretor do Agrupamento de Escolas, Agnelo Figueiredo.
O responsável explica que a docente substituta deixou outros alunos sem aulas para poder assegurar a turma.
Alunos esses que estão a ser acompanhados por outros professores em horas extraordinárias não remuneradas. Uma situação que representa ilegalidade.
O número elevado de professores que estão com baixas médicas verifica-se por todo o país.
Uma situação que segundo o diretor do Agrupamento de Mangualde vai marcar todo o ano letivo, pela falta de bolsas de professores nas escolas.

Local

Viseu: Museu Nacional Grão Vasco destinguido por portal norte americano (com áudio)

O Museu Nacional Grão Vasco, em Viseu, foi premiado pela Tripexpert, um portal de viagens com sede em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, que atribuiu oito pontos num máximo de dez ao museu como sendo um ponto turistíco relevante.
Para a diretora do espaço museológico, Odete Paiva, a distinção é um orgulho.
Para a diretora do Museu Grão Vasco, a distinção permite dar a conhecer o espaço e atrair mais visitantes estrangeiros e também locais.

País

Liga Portuguesa Contra o Cancro precisa de voluntários para o peditório nacional

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) tem a decorrer uma campanha de recrutamento de voluntários para o peditório nacional. Para ser voluntário da LPCC não há limite de idade, e a participação pode ser feita à medida da disponibilidade. Para se inscrever basta preencher o formulário de candidatura como Voluntário pontual do peditório no site. Após a submissão do formulário, a candidatura será remetida para o Núcleo Regional da Liga Portuguesa Contra o Cancro do local onde pretende desenvolver o peditório, o qual entrará em contacto oportunamente a fim de lhe prestar as informações necessárias.
A LPCC promove o Peditório Nacional entre 28 de outubro a 01 de novembro deste ano, que é apadrinhado por Cristiano Ronaldo, que “apela ao voluntariado pontual, convidando-o a juntar-se a esta causa, com o objetivo de fazer da luta contra o cancro um exemplo nacional de entreajuda e de solidariedade”.
“O peditório de rua da LPPC representa, não só, a principal fonte de financiamento da Instituição na sua relação com a comunidade, mas sobretudo o garante da sustentabilidade das atividades que promove no âmbito dos seus 4 eixos de missão: o apoio ao doente oncológico e cuidadores, a promoção da saúde, a prevenção do cancro e o estímulo à formação e investigação em oncologia”.

Inscrições