Mais Notícias

Local
Mangualde: uma mulher morre por afogamento

Uma mulher com 68 anos morreu esta sexta-feira (30 de julho) por afogamento na aldeia de Vila Nova de Espinho, no concelho de Mangualde. O alerta foi dado por volta das 12h30. Segundo informações da GNR, a idosa terá caído sobre o rego da água, com a qual regava o quintal. O corpo da vítima foi encaminhado para o serviço de medicina legal para apuramento das causas da queda e consequente morte.

No local estiveram, segundo informações do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viseu, 14 operacionais apoiados por seis viaturas. 

A GNR esteve também no local.

(...)

Desporto
Ciclismo: Volta a Portugal percorre o país até dia 15 de agosto

Arranca esta quarta-feira (04 de agosto) a 82ª Volta a Portagal em bicicleta.  A prova rainha do ciclismo decorre até 15 de agosto e vai ligar Lisboa a Viseu no total de 1568,2 quilómetros. Conta com um prólogo e 10 etapas.
A primeira etapa será de homenagem a Joaquim Agostinho, com Torres Vedras a ser o ponto de partida de 175,8 quilómetros até Setúbal, onde a meta está instalada depois da passagem pela contagem de segunda categoria no Alto da Arrábida, sempre propícia a ataques-surpresa das maiores figuras do pelotão, este ano composto por 19 equipas, entre as quais a Movistar, a primeira formação WorldTour a participar na prova desde 2011.

Para a segunda tirada está reservada a única ‘estreia’ desta edição, a da cidade alentejana de Ponte de Sor, que acolhe o início de 162,1 quilómetros até ao empedrado da Avenida Nuno Álvares, no centro de Castelo Branco, onde os ‘sprinters’ terão uma das raras oportunidades para brilhar até Viseu.

No sábado, 07 de agosto, é dia de ‘etapa rainha’ da Volta a Portugal, com o ponto mais alto de Portugal continental a ‘coroar’ uma jornada de 170,3 quilómetros a partir da Sertã, que inclui quatro contagens de montanha, a última das quais, a única de categoria especial, a coincidir com a meta instalada na Torre.

Antes do dia de descanso, o pelotão ainda terá pela frente, na quarta tirada, 181,6 quilómetros entre Belmonte e a Guarda, onde dois prémios de montanha de terceira categoria aguardam os corredores dentro do perímetro urbano da cidade mais alta de Portugal, à qual chegarão já depois de terem ultrapassado uma segunda categoria menos de 30 quilómetros antes do final.

Cumprida a única pausa desta edição, é altura de regressar à estrada para a quinta etapa, com a partida para os 171,3 quilómetros até Santo Tirso, mais concretamente o alto do Santuário da Nossa Senhora da Assunção, a ser dada em Águeda para homenagear os que em 1978 conseguiram, pela primeira vez, roubar protagonismo a Lisboa e Porto ao receber o final da Volta a Portugal desse ano - até aí, a prova sempre terminara ora numa, ora noutra cidade.

O sétimo dia de competição será inteiramente minhoto, com uma ligação de 182,4 quilómetros entre Viana do Castelo e Fafe, onde os homens rápidos terão uma palavra a dizer, na antessala da etapa mais longa desta edição, a sétima, que vai começar em Felgueiras e percorrer 193,2 quilómetros até Bragança.

Será também da cidade brigantina que começa a oitava tirada, uma jornada de 160,7 quilómetros que vai terminar em Montalegre, mais concretamente na Serra do Larouco, após a sempre difícil (e amiúde invernal) subida de 10 quilómetros até ao segundo ponto mais alto de Portugal Continental, a uma altitude de 1.503 metros.

Os candidatos enfrentam, no sábado, 14 de agosto, o penúltimo desafio na última etapa montanhosa: desde Boticas ao alto da Senhora da Graça (Mondim de Basto), os corredores percorrem 145,5 quilómetros e têm pela frente dois prémios de montanha de primeira categoria, o último na tão carismática chegada ao topo do Monte Farinha.

Será Viseu, no entanto (e pela sétima vez), a definir a classificação geral final, no tradicional contrarrelógio repleto de rotundas naquela cidade: são 20,3 quilómetros de uma luta individual contra o cronómetro, com fim na Avenida da Europa, para encontrar o vencedor da 82.ª Volta a Portugal.

(...)


Publicidade

Local
Vigilância florestal do concelho de mangualde também é feita pelos jovens

Sob o lema “A prevenção cabe a cada um de nós! Estás disposto a fazer a vigilância do teu futuro?”, o Município de Mangualde promove, a partir desta segunda-feira (02 de agosto), o Programa Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas para o Posto de Vigia na Torre da Igreja da Nossa Senhora Castelo. A iniciativa decorre até dia 1 de setembro.
Segundo a autarquia mangualdense, as ações de vigilância de espaços rurais "têm cada vez mais importância na efetiva redução do número de ocorrências de incêndios florestais. Desta forma, estes projetos visam assegurar a deteção imediata de um foco de ignição, a sua localização e a rápida comunicação da ocorrência às entidades responsáveis pela primeira intervenção".

(...)

Cultura
Biblioteca de Mangualde tem patente uma exposição de pintura que recorda Eurico Cunha

A Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde acolhe a partir desta segunda-feira, 2 de agosto. uma exposição de pintura de homenagem ao mangualdense Eurico José Gomes Cunha. A mostra fica patente até dia 11 de setembro. A iniciativa, de entrada livre, é um tributo prestado pelos amigos do autor, que tiveram a necessidade de homenagear e recordar Eurico Cunha.
A exposiçãp será composta por obras reunidas pelos amigos de Eurico, de forma a criar uma exposição à imagem do artista, uma vez que Eurico Cunha desde cedo ofereceu aos amigos e familiares as suas criações. 
 

(...)

Local
Ecopista de Vouzela é inaugurada esta sexta-feira

A Câmara Municipal de Vouzela inaugura, esta sexta-feira, dia 30 de julho, ao final da tarde, a ecopista de Vouzela. Com uma extensão de cerca de 7 km, a obra resulta de um investimento de 857 mil euros financiado em meio milhão de euros pelo Turismo de Portugal, no âmbito do programa Valorizar, Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior.
O troço irá ligar ao projeto intermunicipal da ecopista do Vouga (a decorrer) que por sua vez ligará à ecopista do Dão, constituindo-se, no futuro, como a maior ecopista da Península Ibérica.
"Este será um produto diferenciador para o concelho, que alia a prática desportiva e de bem estar ao turismo, sendo fundamental para dinamizar o território e a sua economia local", refere a autarquia.
Também esta sexta-feira é inaugurado o Pastel de Vouzela Museu, um investimento privado realizado pelos proprietários da Casa Museu e da futura Casa das Ameias e igualmente promotores da Rota do Pastel de Vouzella.
 

(...)



Faça Download

A nossa Equipa

Américo Albuquerque

Coordenador

Irene Ferreira

Jornalista

Paulo Elvas

Editor / Produtor



Apoios