Ciclismo: edição deste ano da Volta a Portugal tem mais de 1500 quilómetros

Montanha não falta no regresso da Volta a Portugal em bicicleta ao seu figurino habitual, com a 82.ª edição a ‘visitar’ a Torre na terceira etapa e a incluir uma sucessão Larouco-Senhora da Graça antes do contrarrelógio final.

A 82.ª edição decorre entre 04 e 15 de agosto e vai ligar Lisboa a Viseu no total de 1568,2 quilómetros. Conta com um prólogo e 10 etapas.

Após uma edição diferente, ‘encurtada’ e ‘deslocada’ no calendário devido à pandemia de covid-19, a 82.ª Volta a Portugal retoma o desenho montanhoso, com um traçado que pode muito bem ser o mais difícil dos últimos anos, pela sucessão de metas em alto que prevê: a Torre, desafio maior do pelotão, aparece logo à terceira etapa, na véspera da sempre complicada chegada à Guarda, e o duo Larouco-Senhora da Graça antecede o ‘crono’ final.

A primeira etapa será de homenagem a Joaquim Agostinho, com Torres Vedras, cidade daquele que é considerado o melhor ciclista português de sempre, a ser o ponto de partida de 175,8 quilómetros até Setúbal, onde a meta está instalada depois da passagem pela contagem de segunda categoria no Alto da Arrábida, sempre propícia a ataques-surpresa das maiores figuras do pelotão, este ano composto por 19 equipas, entre as quais a Movistar, a primeira formação WorldTour a participar na prova desde 2011.

Para a segunda tirada está reservada a única ‘estreia’ desta edição, a da cidade alentejana de Ponte de Sor, que acolhe o início de 162,1 quilómetros até ao empedrado da Avenida Nuno Álvares, no centro de Castelo Branco, onde os ‘sprinters’ terão uma das raras oportunidades para brilhar até Viseu.

No sábado, 07 de agosto, é dia de ‘etapa rainha’ da Volta a Portugal, com o ponto mais alto de Portugal continental a ‘coroar’ uma jornada de 170,3 quilómetros a partir da Sertã, que inclui quatro contagens de montanha, a última das quais, a única de categoria especial, a coincidir com a meta instalada na Torre.

Antes do dia de descanso, o pelotão ainda terá pela frente, na quarta tirada, 181,6 quilómetros entre Belmonte e a Guarda, onde dois prémios de montanha de terceira categoria aguardam os corredores dentro do perímetro urbano da cidade mais alta de Portugal, à qual chegarão já depois de terem ultrapassado uma segunda categoria menos de 30 quilómetros antes do final.

Cumprida a única pausa desta edição, é altura de regressar à estrada para a quinta etapa, com a partida para os 171,3 quilómetros até Santo Tirso, mais concretamente o alto do Santuário da Nossa Senhora da Assunção, a ser dada em Águeda para homenagear os que em 1978 conseguiram, pela primeira vez, roubar protagonismo a Lisboa e Porto ao receber o final da Volta a Portugal desse ano - até aí, a prova sempre terminara ora numa, ora noutra cidade.

O sétimo dia de competição será inteiramente minhoto, com uma ligação de 182,4 quilómetros entre Viana do Castelo e Fafe, onde os homens rápidos terão uma palavra a dizer, na antessala da etapa mais longa desta edição, a sétima, que vai começar em Felgueiras e percorrer 193,2 quilómetros até Bragança.

Será também da cidade brigantina que começa a oitava tirada, uma jornada de 160,7 quilómetros que vai terminar em Montalegre, mais concretamente na Serra do Larouco, após a sempre difícil (e amiúde invernal) subida de 10 quilómetros até ao segundo ponto mais alto de Portugal Continental, a uma altitude de 1.503 metros.

Os candidatos enfrentam, no sábado, 14 de agosto, o penúltimo desafio na última etapa montanhosa: desde Boticas ao alto da Senhora da Graça (Mondim de Basto), os corredores percorrem 145,5 quilómetros e têm pela frente dois prémios de montanha de primeira categoria, o último na tão carismática chegada ao topo do Monte Farinha.

Será Viseu, no entanto (e pela sétima vez), a definir a classificação geral final, no tradicional contrarrelógio repleto de rotundas naquela cidade: são 20,3 quilómetros de uma luta individual contra o cronómetro, com fim na Avenida da Europa, para encontrar o vencedor da 82.ª Volta a Portugal.


Publicidade

 

 


2021-07-23 12:35:58
Autor: Irene Ferreira

Outras Notícias


Cultura

Mangualde: dezenas de pessoas participaram na visita guiada à Igreja Matriz (com áudio)

No âmbito das visitas ao patrímónio histórico do concelho de Mangualde, promovidas por João Carlos Alves, investigador e docente de História, este sábado (16 de outubro) foi retomada a iniciativa depois de um interregno devido à pandemia.
A Igreja Matriz, também conhecida por Igreja de S. Julião e classificada como Monumento de Interesse Público desde 1983, foi o monumento escolhido para a visita guiada orientada João Carlos Alves, see que contou com a participação de dezenas de pessoas.
A iniciativa contou com a presença de alunos do Agrupamento de Escolas de Mangualde e encarregados de educação, alunos da Universidade Sénior e elementos da Associação Cultural Azurara da Beira (ACAB).
João Carlos Alves explica os objetivos das visitas guiadas ao património do concelho de Mangualde.


 

Local

Três homens detidos por tráfico de droga em Santa Comba Dão e Carregal do Sal

Por tráfico de droga nos concelhos de Santa Comba Dão e Carregal do Sal, três homens com idades compreendidas entre os 24 e os 36 anos, foram detidos pela GNR.

As detenções ocorreram no âmbito de uma investigação que decorria há cerca de nove meses, na qual já tinham sido detidos dois homens no dia 28 de julho, ficando um deles em prisão preventiva.

Desta vez, os militares efetuaram diversas buscas que culminaram na detenção dos três suspeitos e na apreensão de diverso material, nomeadamente:

50 doses de cocaína, 50 doses de heroína, três balanças de precisão, sete telemóveis, um computador portátil, uma trotinete elétrica, vários cartões de cidadão furtados e diverso material de embalamento de droga.
No decorrer da operação foi ainda constituída arguida uma mulher de 24 anos pelo mesmo crime.
Depois de ouvidos em tribunal, um dos suspeitos ficou sujeito a apresentações diárias e os restantes a apresentações bissemanais às autoridades.

Local

Nelas: antigos mineiros em vigília este sábado à noite (com áudio)

Antigos mineiros da Urgeiriça e respetivas famílias manifestam-se este sábado (16 de outubro), no concelho de Nelas, contra o atraso na recuperação das habitações contaminadas com radiações.
António Minhoto, porta-voz dos ex trabalhadores, considera lamentável que as casas contaminadas continuem a ser habitadas.
Os ex-trabalhadores da Empresa Nacional de Urânio e os moradores da Urgeiriça, exigem receber o relatório sobre as 28 habitações intervencionadas no âmbito do processo de recuperação ambiental.
Para este sábado às 21h00 está prevista uma manifestação para pressionar o Governo para o acelerar do processo de descontaminação das habitações e novos protestos podem acontecer.

 

Desporto

Atletas femininas do Desportivo de Mangualde chamadas à seleção distrital da AFV

Laura Silva (Sub16), Laura Garcia (Sub14) e Telma Ribeiro (Sub14), atletas femininas do Grupo Desportivo de Mangualde (GDM) foram convocadas para integrarem os treinos das Seleções Distritais da Associação de Futebol de Viseu (AFV). A informação foi avançada pelo clube mangualdense.
Treinos que estão agendados para segunda-feira, dia 18 de outubro, no Complexo Desportivo de Castro Daire.
As Seleções Distritais da AFV iniciam assim a preparação para os torneios que vão decorrer no próximo mês de dezembro, em Vila Real.
Para a Seleção Sub-14 de Futebol Feminino Foram convocadas 38 atletas, provenientes de 19 clubes dos Campeonatos Distritais da Associação de Futebol de Viseu, que vão trabalhar sob a orientação de João Peres.
Para a Seleção Sub-16 de Futebol Feminino foram convocadas 22 atletas, provenientes de sete clubes dos Campeonatos Distritais da Associação de Futebol de Viseu, que vão trabalhar sob a orientação de Miguel Marques.

Local

SEF faz fiscalização em Viseu e outras cidades do país. Uma centena de pessoas identificadas

Uma centena de cidadãos nacionais e estrangeiros, cinco dos quais em situação irregular, foram identificados pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) numa ação de fiscalização em seis estabelecimentos de diversão noturna, em diferentes locais do país, incluindo Viseu.

O SEF refere em comunicado que a operação de fiscalização e investigação ocorreu durante a madrugada em estabelecimentos situados em Coimbra, Figueira da Foz, São João da Madeira, Leiria e Viseu.

No decurso da operação foram detetados cinco cidadãos estrangeiros em situação irregular no país, notificados para abandono voluntário, e três com relações de trabalho fictícias.

Cultura

Galeria de Arte do Solar da Porta dos Figos, em Lamego, tem patente uma exposição de pintura

"DOURO INCONVENCIONAL” é o título da exposição de pintura patente na Galeria de Arte do Solar da Porta dos Figos, situada no Bairro do Castelo, em Lamego. A mostra é da autoria de Nuno Castelo, pseudónimo de Nuno Filipe da Silva Costa.
Nuno Castelo é o criador de uma revolução pictórico-plástica e de uma nova estética de representação do Alto Douro Vinhateiro e, em especial, do Homem Duriense. Da sua criatividade nasceu, em 1993, o “Homem Garrafa”. Distinguido, no ano seguinte, com 1º Prémio Inatel, este artista plástico figura em algumas publicações nacionais e internacionais, nomeadamente da UNESCO, ao lado dos principais nomes da pintura portuguesa como Silva Porto, José Malhoa, Júlio Pomar, entre outros.
"DOURO INCONVENCIONAL” é de entrada livre e pode ser apreciada, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 18h00, até dia 20 de novembro.