Termas Centro e mais 11 redes de turismo juntas em campanha de preservação da natureza

O consórcio Termas Centro associou-se a uma campanha nacional que desafia os portugueses a serem responsáveis e a pensarem no meio ambiente durante os meses de verão, altura em que há mais afluência às áreas naturais e protegidas.
A iniciativa tem como mote o apelo “Obrigado por Cuidar do Nosso País” e junta 12 redes de turismo. As Termas Centro, a ADERE Peneda-Gerês, as Aldeias de Montanha, as Aldeias do Xisto, as Aldeias Históricas de Portugal, o Geopark Naturtejo, as Heranças do Alentejo, os Lugares da Serra Alentejana, as Montanhas Mágicas, a Rota da Terra Fria Transmontana, a Rota do Românico e a Rota Vicentina irão mostrar, durante o mês de agosto, que o futuro do turismo está na preservação da natureza e da cultura local.
Abastecer-se com produtos locais, deixar menos lixo do que encontrou, respeitar os ritmos de vida locais, investir o valor justo pela qualidade, procurar informações sobre a região e as suas particularidades e não sobrecarregar locais sensíveis, são algumas das mensagens da iniciativa, que decorre nas redes sociais das 12 redes de turismo.
A ideia, que partiu do Turismo de Portugal, teve como objetivo juntar 12 redes colaborativas especialmente procuradas pela sua vasta oferta em Turismo de Natureza e Turismo Ativo. É o caso das Termas Centro, uma vez que a grande maioria das estâncias termais estão inseridas em territórios rodeados pela natureza.
“As estâncias das Termas Centro estão situadas em locais de grande beleza natural e tranquilidade, com uma envolvência que convida a usufruir da natureza e a praticar o turismo ativo. As Termas têm, aliás, um papel decisivo na promoção da saúde, não só pelos tratamentos terapêuticos, mas também pelo estímulo da atividade física que proporcionam. Não surpreende, por isso, que as Termas Centro estejam na primeira linha da defesa da sustentabilidade e da preservação da natureza”, explica Adriano Barreto Ramos, coordenador da rede Termas Centro.


Publicidade

 

 


2021-07-30 15:09:13
Autor: Irene Ferreira

Outras Notícias


Local

Viseu passa ter gabinete destinado a crianças e jovens vítimas de violência doméstica

A Casa do Povo de Abraveses, no concelho de Viseu, vai integrar uma equipa de apoio psicológico e psicoterapêutico de crianças e jovens vítimas de violência doméstica. Ao todo são 31 equipas para todo o país e que foram apresentadas esta quinta-feira (16 de setembro), em Viseu, pela secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Monteiro. Uma parceria com o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) da Comarca de Viseu que passa a ter um gabinete de atendimento às vítimas.
A secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, sublinhou a importância do Gabinete de Informação e Estabilização da Vítima (GIEV), que trabalhará em proximidade com o Ministério Público.
“Tem a particularidade de ter uma parceria específica na qual intervém a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, que acompanhará todo o processo, potenciará ações de capacitação, de formação e de acompanhamento”, explicou a governante.
A secretária de Estado adiantou que a equipa, que é multidisciplinar, ”apoiará toda a componente não só de estabilização emocional, mas também facilitará o acesso à justiça, à compreensão dos procedimentos necessários”.
“Caso se considere adequado, acompanhará nos momentos de prestação de declarações, de confronto, e também apoiará no próprio processo de avaliação de risco, de elaboração das medidas de proteção das vítimas e de afastamento e contenção da pessoa agressora”, acrescentou.

Local

Representante das Misericórdias de Viseu defende terceira dose de vacina para pessoas vulneráveis

O presidente do secretariado regional de Viseu da União das Misericórdias Portuguesas, José Tomás, disse hoje à agência Lusa, após apresentação do estudo denominado “Protetor covid-19”, que é muito importante” a terceira dose da vacina para as pessoas mais vulneráveis.
O estudo do Algarve Biomedical Center e da Fundação Champalimaud realizado em mais de cinco mil pessoas vacinadas e apresentado esta quinta-feira (16 de setembro) concluiu que, passados quatro meses após duas doses de vacina contra a covid-19, há uma “diminuição abrupta” dos anticorpos.
“Estes dados são muito importantes para o futuro, nomeadamente para aquilo que hoje se fala, a terceira dose para as pessoas mais vulneráveis e mais frágeis e é isso que estamos aqui a falar e de que não há grandes dúvidas, depois da apresentação deste estudo, de que estes dados são uma informação extremamente relevante para as decisões que forem tomadas”, defendeu José Tomás.
Este responsável das Misericórdias e provedor da Santa Casa de Mangualde, falava à agência Lusa no final da apresentação, em Viseu, do estudo “Protetor covid-19”, realizado pelo Algarve Biomedical Center, em parceria com a Fundação Champalimaud e com o apoio do Ministério do Trabalho, Solidariedade e da Segurança Social.

Desporto

VISEU 2001 é certificado como entidade formadora quatro estrelas pela FPF

O Departamento de Futsal do Viseu 2001 foi certificado pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) como Entidade Formadora de quatro Estrelas, distinção que "reconhece o trabalho de excelência na formação de atletas para a prática de futsal".
O Processo de Certificação destaca a qualidade do processo formativo de jovens praticantes, a qualidade organizacional dos clubes e em defender a saúde e segurança dos atletas, conside­rando que neste caso, o Futsal do Viseu 2001 cumpre com os requisitos para ter a certificação.
"A aprovação do processo de Certificação no Viseu 2001 como Entidade Formadora de quatro Estre­las é uma distinção do trabalho que está a ser implementado, e é motivo de orgulho para as equipas do Futsal do Viseu 2001, todos os seus atletas, encarregados de educação, diretores, coordenadores, técnicos, administrativos, estagiários e muitos simpatizantes, bem como da região de Viseu", explica o clube.
 

 

 

Local

Tondela: um homem foi detido por furto

Por furto no concelho de Viseu, um homem de 42 anos foi detido pela GNR.
No âmbito de uma investigação que decorria há dois meses, os militares realizaram quatro mandados de busca que culminaram na recuperação de diversos artigos furtados. A GNR apreendeu  também um quadriciclo, cordão detonante, 66 gramas de pólvora e seis munições.
O detido foi constituído arguido, e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Tondela.

Saúde

Foi apresentado, em Viseu, um estudo que revela baixa 'abrupta' de anticorpos em idosos vacinados

Em Viseu foi esta quinta-feira apresentado um estudo do Algarve Biomedical Center e da Fundação Champalimaud sobre os anticorpos nas pessoas idosas depois da vacinação. Um estudo do Algarve Biomedical Center e da Fundação Champalimaud realizado em mais de cinco mil pessoas vacinadas.
O concluiu que, passados quatro meses após duas doses de vacina contra a covid-19, há uma “diminuição abrupta” dos anticorpos.
“Há uma diminuição abrupta dos anticorpos em pessoas com mais de 70 anos que tenham tido duas doses de vacina e quatro meses após a vacinação completa. Contrariamente, as pessoas que tiveram covid-19 e que receberam uma dose de vacina mantêm níveis altos de anticorpos ao longo de todo o tempo”, anunciou o responsável do estudo do Algarve Biomedical Center.
Nuno Marques concluiu assim a apresentação do estudo denominado “Protetor covid-19”, realizado, com o apoio do Ministério do Trabalho, Solidariedade e da Segurança Social, durante 15 dias do mês de agosto nas regiões do Alentejo e Algarve, em 5.174 residentes e trabalhadores em lares de idosos.
Do total de pessoas analisadas, 2.303 foram funcionários de lares e 2.871 foram utentes residentes. A população do estudo foi maioritariamente feminina, e entre os funcionários a idade média foi de 47 anos enquanto nos utentes foi de 85 anos. Destes, 2.277 têm mais de 80 anos e mais de 1.000, têm mais de 90 anos.
Nuno Marques explicou que os objetivos do estudo, “o maior do género", era perceber qual a percentagem de utentes e funcionários de lares que possuem anticorpos para a covid-19, durante quanto tempo utentes e funcionários mantêm anticorpos após a vacinação, se a presença de anticorpos varia com a idade e se haveria diferenças na presença de anticorpos entre as pessoas vacinadas com duas doses e as que tiveram covid-19 e receberam uma dose de vacina.
“O estudo mostrou que nos funcionários temos anticorpos presentes em 79% deles e nos utentes em 46% deles. É uma diferença estatisticamente significativa e altamente considerável entre os dois, mas este dado precisava de ser trabalhado de outra forma para se compreender melhor”, avisou.
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, assistiu à apresentação do estudo e, no final, disse que "fica evidente que não podemos baixar a guarda, do ponto de vista de manter as medidas de proteção, naturalmente com uma capacidade de irmos evoluindo, como fomos evoluindo”.
A governante alertou que “há muitas outras características deste isolamento que depois também têm efeitos nefastos nas pessoas” e apelou para que se cuide “dos outros lados da pandemia, nomeadamente do isolamento dos idosos”.
Ana Mendes Godinho disse que uma das medidas preventivas para proteger os idosos é “a testagem aos funcionários à entrada dos lares que vai manter-se” no programa de outono e inverno que está a ser preparado e pediu “a abertura para as visitas, sempre com medidas de prevenção, para retomar a vida de forma tranquila” também nos lares.
Nuno Marques anunciou que o estudo vai ser enviado para instituições europeias.

Local

Viseu: Executivo aprovou homenagem a oito personalidades e entidades no Dia do Município

João Caiado, Capitão Arnaldo Costeira, Ernesto Paes de Almeida, Manuel Almeida Lucas e António José Marques de Matos Almeida, são as personalidades que serão galardoadas no Dia do Município de Viseu, na próxima terça-feira (21 de setembro). Às individualidades, juntam-se três coletividades do concelho, nomeadamente o Dínamo Clube Estação, a Casa de Saúde de São Mateus e o Centro de Apoio a Deficientes de Santo Estevão.
 
“Depois de um ano terrível para o país e o mundo e, pelas razões que todos conhecem, também de forma muito contundente para Viseu, o Município faz questão de celebrar o 21 de setembro e homenagear estas personalidades e coletividades que tanto fizeram pela nossa vida em comunidade”, afirmou Conceição Azevedo, Presidente da Câmara Municipal de Viseu. A autarquia de Viseu não esqueceu o trabalho desempenhado pelos profissionais de saúde durante este período, que Conceição Azevedo considerou “inexcedível e com uma abnegação, altruísmo e compaixão que ultrapassa em muito o dever e obrigações profissionais”.
Nesse sentido, o Município de Viseu aprovou também um Voto de Louvor a estes profissionais, a realizar no Dia do Município. “No momento em que surgiram os primeiros sinais de recuo da pandemia, foram eles que, com o seu conhecimento e experiência, aconselharam e deram o seu melhor para manter a situação controlada. Quando foi necessário recuar, porque o surto epidemiológico recrudesceu, foram também os Profissionais de Saúde que abdicaram das suas férias, das horas de convívio com os seus entes queridos e, muitas vezes, da sua vida familiar para, uma vez mais, dar a resposta que os portugueses necessitavam”, lê-se no texto, que destaca ainda “o papel desempenhado por todos os viseenses, que foram capazes de dar o seu melhor durante os últimos 18 meses”.
No que respeita aos galardões Municipais, nomeadamente às Medalhas de Mérito a atribuir, as diferentes personalidades e instituições serão distinguidas pelo “meritório trabalho desenvolvido no concelho”. João Caiado tem um longo percurso na área Educativa e, nos últimos 30 anos destacou-se como Diretor do Agrupamento de Escolas Infante D. Henrique, em Repeses. Ernesto Paes de Almeida é homenageado em virtude da recente doação ao Museu Nacional Grão Vasco de uma coleção de obras de arte de grande valor. Já no caso de Manuel Almeida Lucas, o Município vem reconhecer o percurso empreendedor e inovador que fez no concelho e na região, onde se dedicou à área da restauração. António José Marques de Matos Almeida é distinguido pela carreira como cavaleiro, durante a qual conquistou vários prémios e vitórias para Viseu.
Entre as coletividades, será homenageado o Dínamo Clube Estação que, ao longo de 50 anos de existência, formou milhares de jovens viseenses em diferentes modalidades desportivas. A Casa de Saúde de São Mateus, que este ano celebrou 60 anos de vida, receberá a Medalha de Mérito por todo o trabalho desenvolvido em prol da saúde dos viseenses. Também na área da Saúde, será ainda galardoado o Centro de Apoio a Deficientes de Santo Estêvão, pelo apoio e promoção da qualidade de vida de pessoas com deficiência profunda. Foi ainda aprovada a atribuição da Medalha de Valor e Altruísmo ao Capitão de Abril Arnaldo Costeira, responsável pelo comando da Companhia Operacional do Regimento de Infantaria 14, de Viseu, durante a revolução dos cravos.
De referir que o Dia do Município de Viseu será ainda marcado pela homenagem ao antigo Presidente da Câmara. António Almeida Henriques será distinguido com a Medalha de Ouro do Município e com o Viriato de Ouro, a mais elevada condecoração de Viseu, aprovada em Assembleia Municipal. “Nunca esqueceremos o que fez por nós, por Viseu e pela região. António Almeida Henriques merece a nossa sentida homenagem”, conclui Conceição Azevedo.