Arqueólogos avançam no estudo sobre o primeiro milénio da era cristã em Santa Comba Dão

O grupo de arqueólogos da Universidade de Coimbra, dirigido por Pedro Matos, está de volta ao Couto do Mosteiro para uma escavação que alarga o estudo sobre a ocupação humana, em Santa Comba Dão, no primeiro milénio da era cristã. Os trabalhos de arqueologia são promovidos pelo Município de Santa Comba Dão, sendo realizados em articulação e com o apoio da
Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia do Couto do Mosteiro e da Associação de Estudos do Baixo Dão.
Pedro Matos reitera que as ruínas - já reveladas em 2020 - correspondem, de facto, à "sapata" (fundações) de um edifício contemporâneo ao primeiro registo histórico da igreja de Santa Columba (974 da era cristã), sendo que a própria dimensão da estrutura permite sustentar que se trata de um edifício de cariz público e não de natureza privada. Apesar destes progressos, o arqueólogo acautela que "não existem dados suficientes para dizer que foram encontrados vestígios da igreja de Santa Columba" avançando, no entanto, que as estruturas reveladas - balizadas cronologicamente entre os séculos X e XIII depois de Cristo (Alta idade Média) - poderão corresponder a um anexo, fisicamente associado ao templo.
Escavando a um nível mais profundo encontraram provas de ocupação romana, ocorrida entre os séculos I e III d.c.
Pedro Matos explica que no setor existia uma antiga villa romana, que já havia perdido o seu caráter de propriedade senhorial há, pelo menos, meio milénio, tendo posteriormente sido construído o edifício medieval em estudo.
O diretor da escavação antevê que as próximas campanhas vão permitir perceber a planta da estrutura da Alta Idade Média e sustentar hipótese(s) sobre a sua função ou funções. Por exemplo, o que já foi escavado deixa antever um edifício de dimensões consideráveis, que poderá permitir dar corpo à teoria da existência, durante a Alta Idade Média, de um pequeno mosteiro na zona. A escavação em profundidade vai, de igual modo, possibilitar o estudo da sequência ocupacional do sítio arqueológico. Há vários séculos de hiato entre o que conhecemos da ocupação do local: Alto Império romano - entre os séculos I e III d.c, e Alta Idade Média - entre os sécs. X e XIII. "Depois do período romano vieram as invasões bárbaras. Teria havido ocupação durante as invasões bárbaras ou não? Veio depois o domínio islâmico. Será que vamos encontrar materiais dessa período que poderemos associar a uma ocupação islâmica?". Estas e outras questões, levantadas pela equipa de arqueólogos, podem vir a ter resposta nas próximas campanhas no sítio do Couto do Mosteiro.


Publicidade

 

 


2021-10-06 12:17:12
Autor: Irene Ferreira

Outras Notícias


Local

Viseu: Trabalhos no ex-IP5 condicionam trânsito durante três dias

Entre quinta e sexta-feira (27 a 29 de outubro), o trânsito no antigo IP5 vai estar condicionado na zona de Viseu, durante o dia, devido ao desmantelamento dos pórticos de sinalização. Em comunicado de imprensa a Infraestruturas de Portugal (IP) explica que "por forma a garantir a segurança dos utilizadores da via e dos trabalhadores em obra, torna-se necessário proceder ao condicionamento do trânsito, com a circulação a processar-se de forma alternada à passagem no local da intervenção”.
Neste sentido, a IP agendou o início dos trabalhos para as 08h30 sendo que, na quinta-feira, se realizam no nó de Figueiró (km 81,5), na quinta-feira será no nó de São Pedro do Sul (km 88,5) e, na sexta-feira, no nó do Sátão (km 93,5).
“A zona de trabalhos e respetivos condicionamentos encontram-se devidamente sinalizados e terão acompanhamento das autoridades policiais no local”, refere a IP, apelando à “melhor compreensão para os eventuais transtornos que este condicionamento temporário possa provocar”.

Cultura

Mangualde: livro de Almada Negreiros inspira concerto da Gira Sol Azul

A Biblioteca Municipal Alexandre Alves, em Mangualde, acolhe na sexta-feira (29 de outubro), pelas 21h30, o concerto “Tangerina”, para adultos e crianças, pela banda do coletivo Gira Sol Azul eu se inspirou no livro “A invenção do dia claro”, de Almada Negreiros.
Segundo uma nota de imprensa trata-se de um espetáculo “onde os artistas recuperam a metáfora da tangerina que rola de um cesto até ao mar e descobre o mundo, e com ela também todos partem à descoberta de novos lugares”.
“O concerto irá trazer um reportório com um lado rock/pop, mas cujas composições são muito influenciadas pela harmonia jazz, música erudita e música étnica. Fusão de estilos que caracteriza os vários trabalhos que Ana Bento e Bruno Pinto, intérpretes musicais e cofundadores da Gira Sol Azul”, explica a nota de imprensa.
O concerto tem entrada gratuita, mas é sujeito ao levantamento prévio de bilhetes, e exige o cumprimento das regras da Direção-Geral da Saúde (DGS) quer no respeito pela sinalética e distanciamento de segurança, como no uso obrigatório de máscara.

Local

Tribunal de Viseu adia leitura de acórdão de presidente da Câmara de Tondela

O Tribunal de Viseu adiou, esta sexta-feira (22 de outubro), a leitura do acórdão relativo ao caso que envolve o presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus (PSD), acusado de ter recebido pagamentos indevidos por deslocações em viaturas próprias.
A leitura do acórdão "foi adiada por motivos de saúde da juiz presidente do coletivo", disse uma fonte do tribunal.
Nos próximos dias, "será designada nova data" para essa diligência, acrescentou.

 

Política

Mangualde: JS com eleições a 30 de outubro. Renato Albuquerque avança com recandidatura (com áudio)

A Juventude Socialista (JS) de Mangualde vai a eleições no final deste mês de outubro. Recandidata-se ao cargo Renato Albuquerque que se apresenta como candidato único. Para os próximos dois anos a aposta é na formação política e no reforço da militância. À Dão Digital, Renato Albuquerque justifica a recandidatura.
As eleições estão marcadas para dia 30 de outubro.

Local

Covid-19: três turmas da Escola Ana de Castro Osório, em Mangualde, em isolamento (com áudio)

Três turmas da Escola Ana de Castro Osório, em Mangualde, e dois professores estão em isolamento profilático, depois de três alunos e uma professora terem testado positivo ao novo coronavírus.
O diretor do Agrupamento de Escolas de Mangualde, Agnelo Figueiredo, faz o ponto de situação.
Os três alunos e a professora infetados regressam à escola no início de novembro. O diretor do agrupamento apela calma à comunidade escolar.
Também nas Piscinas Municipais estão quatro turmas de crianças e uma de adultos em isolamento, depois de na quarta-feira (20 de outubro) um professor de natação ter testado positivo.
Na quinta-feira, a Câmara Municipal de Mangualde deu conta de 21 novos casos de Covid-19, no concelho, relativamente às últimas 24 horas. Esta sexta-feira surgiram mais seis infetados.
Nesta altura, no concelho, há 29 casos ativos.

Local

Mangualde: feira promove a adoção animal, este sábado (com áudio)

Este sábado (23 de outubro) decorre em Mangualde a ”Feira de adoção” de animais de companhia. São cães provenientes do CROI (Centro de recolha oficial intermunicipal de animais de companhia, localizado no concelho de Sátão.
Um serviço intermunicipal que abrange os concelhos de Mangualde, Sátão, Penalva do Castelo e Aguiar da Beira.
O objetivo passa por sensibilizar a população para a adoção, como explica Rui Costa, vereador na autarquia de Mangualde.
Rui Costa considera que é necessária uma maior aposta na sensibilização para a adoção de animais.
A iniciativa tem lugar em frente ao edifício da Câmara Municipal entre as 14h30 e as 17h30. Segundo a autarquia, o animal adotado é entregue gratuitamente esterilizado, vacinado e identificado com microship.