Viseu: autarca diz que o Estado está a transferir os problemas da área Social para as Câmaras

Com o aproximar da data para a transferência de competências da área da Ação Social para a Câmara Municipal de Viseu, o presidente da autarquia, Fernando Ruas, referiu durante a reunião de Câmara que “já começam a aparecer as dificuldades e os constrangimentos deste processo”.
Desta forma, o autarca referiu que não deixará de apontar, “sempre que for necessário”, aos responsáveis por esta imposição, os problemas que estão a transferir para o Município de Viseu. “Não deixaremos que nos imputem quaisquer responsabilidades que não são nossas, até porque é-nos dito, por quem hoje executa essa tarefa para o Estado Central, que as verbas transferidas são insuficientes para as despesas. Por isso, volto a reiterar que não aceitámos esta competência. Ela vai é ser-nos imposta por decisão superior do Estado Central.”
O presidente da Câmara sustentou que o valor que vai ser transferido impossibilita que as tarefas na Ação Social sejam desenvolvidas, mesmo com a última atualização financeira que foi realizada. “As verbas continuam a ser insuficientes, por isso não nos podem pedir para arcar com esse custo adicional de equilíbrio de contas. De uma responsabilidade, que, como disse, nunca quisemos assumir”, acrescentou.
Ao elencar exemplos de “equipas que não têm valores atualizados de vencimentos há mais de uma década”, “carros de serviço que estão para lá da sua idade de substituição”, “locais e equipamentos onde se desenvolvem as tarefas obsoletos, com grandes necessidades de obras e reparações”, Fernando Ruas revela que os valores financeiros propostos não estão a acompanhar nem a inflação, nem o aumento do custo de vida atual.
Segundo o presidente de Viseu, estão a ser reportados défices de financiamento, sem contar com custos de instalações e restantes custos de contexto, na ordem dos 15% a menos e o número de processos de referência para cada técnico “é manifestamente gigantesco”.

Autor: Irene Ferreira
2023-03-17 09:50:44

 

 


Publicidade

Outras Notícias


Local/Regional

Viseu acolhe mais uma Semana Académica entre esta quarta e a próxima terça-feira

A Semana Académica de Viseu arranca esta quarta-feira (24 de abril). Até terça-feira (30 de abril), a festa dos estudantes conta com diversas iniciativas, desde concertos, a Serenata, Missa e Benção das Pastas e o tradicional desfile académico.
O Pavilhão Multiusos recebe, na abertura, o Revenge of the 90’s, na quinta-feira os DJ’s Breyth e Zanova e na sexta-feira sobe ao palco o Baile das Novinhas.
No sábado é a vez de ProfJam, no domingo é Mizzy Miles e Saúl sobe ao palco do Multiusos na segunda-feira. Para fechar o cartaz, na terça-feira, último dia do evento estudantil, atua o rapper Dillaz.
A serenata acontece esta sexta-feira e a Missa de Finalistas (14h30) e a Bênção das Pastas no domingo.
O tradicional desfile académico, pelas ruas da cidade de Viseu, marca o dia de segunda-feira.

Local/Regional

Mangualde: Mega Caminhada liga, esta quinta-feira, Água Levada a Casal de Cima (com áudio)

Mais de uma centena de pessoas participam, nesta quinta-feira, feriado do 25 de Abril, na 11ª Mega Caminhada organizada pela Associação Cultural e Recreativa de Água Levada, no concelho de Mangualde.
Uma iniciativa que pretende dar a conhecer a região e partilhar experiência com outras coletividades, como refere Carlos Henriques, o presidente. Este ano, a caminhada liga Água Levada a Casal de Cima, na freguesia de Santiago de Cassurrães, numa distância de 14 quilómetros.
De acordo com a organização, os caminhantes vão poder desfrutar de um percurso por vias secundárias em volta do vale do Rio Castelo, com passagem pelas encostas da serra de Almeidinha. A participação na caminhada é gratuita. O encontro, em Água Levada, é às 08h45.

Local/Regional

Tondela: Vitor Kley é a 1ª confirmação na FICTON 2024

No âmbito da realização da Feira Industrial e Comercial do Concelho de Tondela (FICTON), em setembro, a autarquia anunciou, esta quarta-feira (24 de abril), o primeiro nome do cartaz musical. Trata-se da estreia de um artista internacional nas festas do concelho. O músico brasileiro Vitor Kley. De acordo com a autarquia, o cantor vai atuar no palco principal do evento a 14 de setembro.
“O Sol”, “Morena”, “Adrenalizou” e “Pupila” são algumas das músicas que não irão faltar no concerto. A FICTON cumpre este ano 30 edições entre 11 e 16 de setembro. 
 

Desporto

Futsal: Diogo Couceiro assinou pelo Viseu 2001

O Viseu 2001 chegou a acordo com Diogo Couceiro para representar o clube, que irá disputar o Campeonato Nacional da 3ª Divisão Nacional na próxima época desportiva 2024/2025.
O ala de 22 anos, passou por clubes como CS S. João, Futsal Azeméis ou Ossela, e na época desportiva passada representou o ABC Nelas, tendo atingido a marca de melhor marcador do clube.

Desporto

Parakaraté: atleta do Centro Bujutsu de Mangualde, João Azevedo, convocado para Campeonato da Europa

Atleta  do Centro Bujutsu de Mangualde, João Azevedo, foi chamado, uma vez mais, para integrar a Seleção Nacional de Parakaraté para representar Portugal no Campeonato da Europa. A acompanhar o atleta mangualdense vai estar também o atleta da Guarda António Pereira.
A competição está agendada para maio, entre os dias 07 e 12, na Croácia.
O treinador, o Sensei Pedro Veloso mostra-se satisfeito com a convocatória e diz-se confiante na prova.

Local/Regional

Mensagem do Bispo de Viseu: 'Que o 25 de Abril nos lembre sempre da importância dos valores humanos'

Este ano, em que se comemoram os 50 anos da Revolução do 25 de Abril, manifesto a minha gratidão a todos aqueles que contribuíram para o fim pacífico da ditadura, inaugurando um tempo marcado pela esperança de uma vida melhor e de uma sociedade mais plural e justa.
O 25 de Abril abriu as portas a um regime democrático, onde a liberdade e a responsabilidade, perante os outros e as instituições, tiveram um papel importante na mudança e transformação da sociedade portuguesa. Que esta data sirva para valorizarmos e preservarmos os valores humanos, da liberdade, da igualdade e da democracia, numa sociedade plural.
Contudo, ainda temos um longo caminho a percorrer, num mundo marcado por grandes desigualdades sociais e económicas, onde a guerra continua a afetar tantas nações. Peço a todos os cidadãos que nos empenhemos nos valores próprios da humanidade para que sejamos um povo feliz e uma nação desenvolvida, justa e próspera. Devemos, por isso, estar atentos e vigilantes no compromisso de um bem maior de todos, no respeito pelas diferenças e minorias.
Formulo votos para que os valores da Revolução dos Cravos ajudem os cidadãos na renovação, modernização, inovação e desenvolvimento de Portugal, procurando zelar pelos direitos e deveres de todos, defendo a liberdade, a igualdade e a democracia.
Participemos todos na construção de uma sociedade civil através da abertura a um pluralismo político sadio, eleições livres e liberdade do uso dos meios de comunicação social.
Faço um apelo aos católicos, politicamente comprometidos, no Governo, nas autarquias, organismos e instituições de solidariedade social, para que contribuam para erradicar a pobreza, o desemprego, as injustiças, a corrupção e as desigualdades sociais, que criam tantas vulnerabilidades na vida das pessoas. Sejamos construtores de uma sociedade plural, desenvolvida, próspera, justa, solidária e fraterna para todos.

Pelo Bispo de Viseu D. Luciano Costa