Saúde

Saúde
Tondela: Fresenius Kabi inaugura a primeira Unidade de Compounding Industrial Portuguesa

A Fresenius Kabi Portugal inaugura, esta terça-feira (20 de setembro), a primeira Unidade de Compounding Industrial Portuguesa, dedicada à preparação de fórmulas magistrais para nutrição parentérica, em Santiago de Besteiros, no concelho de Tondela.
"Orgulhamo-nos de ter a primeira Unidade de Compounding industrial de Nutrição Parentérica em Portugal, qualificada e licenciada pelo INFARMED”, refere Glenn Luís, Diretor Geral da Fresenius Kabi Portugal.
Acrescenta ainda que a unidade “faz parte do projeto de investimento do grupo Fresenius Kabi no âmbito da estratégia para o desenvolvimento e expansão da empresa, contribuindo decisivamente para a melhoria da qualidade de vida dos doentes e criando valor em Portugal, onde conta com mais de 800 colaboradores”.
A nova unidade produtiva, integrada no complexo industrial da Fresenius Kabi Portugal, em Santiago de Besteiros, tem como propósito dar uma resposta inédita ao mercado farmacêutico, privilegiando uma oferta de serviços com a preparação de fórmulas magistrais para nutrição parentérica destinadas a doentes pediátricos e adultos, em regime de internamento hospitalar e domiciliário. “Este projeto foi pensado e construído segundo os mais recentes e elevados padrões de qualidade europeus de Boas Práticas de Fabrico de Medicamentos e com recurso a tecnologia de última geração. Deste modo, os requisitos específicos e complexos associados ao processo de fabrico estão acautelados, como sejam a esterilidade, a isenção de partículas visíveis e outros potenciais contaminantes, a compatibilidade e estabilidade físico-química e a atribuição de um prazo de utilização" conclui Bianca Lucero, Diretora de Produção da Unidade de Compounding.
A Fresenius Kabi passa agora a dispor de um serviço consolidado e completo na área da nutrição clínica, reforçado pela preparação de fórmulas magistrais para nutrição parentérica e ainda por um programa de apoio domiciliário ao doente com nutrição parentérica e entérica Fresenius Kabi, personalizado, continuado e diferenciado. Destina-se a contribuir para uma melhoria da qualidade de vida e conforto do doente dependente de Nutrição Clínica, com a prestação de serviços com rigor e segurança.
O Diretor de Marketing e Vendas, João Carlos Serra, acrescenta que “esta é uma solução inovadora e flexível no mercado nacional, acessível 24 horas, 365 dias por ano. A partir de agora existe a oportunidade única das entidades hospitalares subcontratarem serviços de preparação de fórmulas magistrais para nutrição parentérica à Fresenius Kabi, com disponibilização quer na instituição hospitalar ou no domicílio do doente."

Saúde
Centro Hospitalar Tondela-Viseu integra projeto para combater infeções hospitalares

O Centro Hospitalar Tondela-Viseu vai integrar o Desafio Gulbenkian “STOP Infeção Hospitalar 2.0”, cujo objetivo é reduzir em 50% o número de infeções hospitalares num período de três anos.
O projeto STOP Infeção Hospitalar é uma iniciativa do Programa de Prevenção e Controlo de Infeções e de Resistências aos Antimicrobianos da Direção Geral da Saúde, em colaboração com a Fundação Calouste Gulbenkian.
A integração no projeto pretende avaliar de forma regular os resultados de cada hospital, monitorizar todo o processo de redução da mortalidade associada às infeções hospitalares e do tempo de internamento deste tipo de doentes bem como analisar o ganho económico com a redução de custos associada à diminuição de taxas de infeção.

Saúde
Terminaram as férias. E agora como voltar à rotina?

Algumas pessoas manifestam síndrome pós-férias quando os dias de descanso terminam. A fadiga, distúrbios do sono e do apetite, falta de motivação e irritabilidade são alguns dos sintomas. Nada de patológico, sendo que na maior parte dos casos trata-se apenas do organismo a adaptar-se ao regresso à rotina. O ideal é antecipar esse momento e fazer uma transição tranquila. Tome nota de algumas dicas práticas para ajudar a usufruir de um sono tranquilo e reparador.

Faça do dormir um momento importante
O cérebro necessita de 02 a 03 horas para se desligar das atividades diárias. No seu quarto troque os equipamentos eletrónicos por uma leitura breve, antes de dormir. Por outro lado, se o seu colchão e almofada estiverem a necessitar de ser substituídos não hesite, pois são essenciais para ter um sono reparador.

Pratique exercício físico
Fazer exercício físico ajuda a libertar endorfinas que aumentam a sensação de bem-estar. O exercício deve ser feito preferencialmente 03 a 04 horas antes de dormir.

Privilegie uma alimentação saudável
Aumente o consumo de frutas e legumes e evite o álcool, doces e gorduras. Esta atitude ajudará a aumentar a sensação de bem-estar.

Eduque a mente
A meditação e ioga ajudam a disciplinar a forma como pensamos e, com isso,  ajudam a evitar sentimentos negativos e de ansiedade, que são inimigos de noites tranquilas.

 

Saúde
Governo: ministra da saúde demitiu-se

A ministra da Saúde, Marta Temido, apresentou, esta terça-feira, a demissão por entender que “deixou de ter condições” para exercer o cargo, demissão que foi aceite pelo primeiro-ministro, António Costa.
“A ministra da Saúde, Marta Temido, apresentou a sua demissão ao primeiro-ministro por entender que deixou de ter condições para se manter no cargo”, dá conta uma nota enviada às redações.
Também um comunicado do gabinete do primeiro-ministro informou que António Costa "recebeu o pedido de demissão da ministra da Saúde". "Respeita a sua decisão e aceita o pedido, que já comunicou ao Senhor Presidente da República", pode ler-se na mesma nota.
"O primeiro-ministro agradece todo o trabalho desenvolvido pela dra. Marta Temido, muito em especial no período excecional do combate à pandemia da covid-19", acrescentou.

Saúde
Mangualde: 'Mais Saúde também na aldeia' decorre até 31 de agosto (com áudio)

As aldeias que compõem a União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta estão a acolher o projeto “Mais Saúde também na aldeia”.
Até dia 31 de Agosto, uma equipa constituída por um enfermeiro e um psicólogo percorrem as localidades e fazem o atendimento. A iniciativa já passou por Almeidinha e Ançada. Madalena Fátima, a coordenadora do projeto, explica que o objetivo passa por aproximar os cuidados de saúde da população.
A coordenadora considera que o projeto “Mais Saúde” permite a resolução de dúvidas sem que a população tenha de se deslocar aos serviços de saúde na sede do concelho.
“Mais Saúde também na aldeia” é uma iniciativa da União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta. Na sexta-feira (22 de julho), a equipa passa pelas aldeias de Canedo do Chão e do Mato, entre as 09h30 e as 11h00. (ver na fotografia as datas nas restantes aldeias)

Saúde
Viseu: Vigília para reivindicar mais médicos de família acontece esta tarde (com áudio)

Com o objetivo de reivindicar mais médicos de família para a região, esta tarde acontece uma vigília com médicos e utentes, no Rossio em Viseu, pelas 18h00.
A médica Márcia Azevedo falou à Dão Digital e disse que pretendem sensibilizar a população para a situação.
A médica refere que não há médicos de família suficientes para a população da região, o que faz com que a procura pelas urgências do Hospital de Viseu aumente.
 

Saúde
Viseu: União de Sindicatos reivindica abertura de USF (com áudio)

Em defesa do Serviço Nacional de Saúde, a União de Sindicatos de Viseu promove esta quinta-feira ao final da tarde uma ação junto da Unidade de Saúde Familiar (USF), na Rua das Bocas.
A estrutura já está concluída há mais de meio ano, mas ainda não abriu ao público.
Uma situação que Francisco Almeida, da direção da União de Sindicatos, considera inaceitável.
 

Saúde
Sindicato de Enfermeiros Portugueses faz exigências

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses exige a admissão de mais enfermeiros com contratos sem termo no Centro Hospitalar Tondela Viseu.
Em conferência de imprensa após um plenário com enfermeiros do Centro Hospitalar, o sindicalista Alfredo Gomes disse que, no âmbito da pandemia foram contratados mais de 70 enfermeiros dos quais o Governo só autorizou a passagem de 39 a contratos sem termo.O sindicalista aponta ainda outras situações que considera irregulares.
Alfredo Gomes estima que cerca de 700 enfermeiros (dois terços) do CHTV estejam na situação de não lhes serem atribuídos os pontos para efeitos de progressão na carreira.
No seu entender, este é um dos motivos por que os enfermeiros saem do Serviço Nacional de Saúde, emigram ou vão para o sistema privado.

Saúde
Centro Hospitalar Tondela Viseu com autorização para abrir três vagas para médicos

O Centro Hospitalar Tondela Viseu tem autorização do Governo para abrir três vagas no âmbito do concurso de mobilidade para médicos.
As unidades com maior número de vagas são o Hospital do Espírito Santo de Évora e a Unidade Local de Saúde Norte Alentejano, com seis vagas cada.
De acordo com o despacho publicado esta quarta-feira (11 de maio), ao chamado “concurso de mobilidade” podem concorrer médicos detentores do grau de especialista na correspondente especialidade que, cumulativamente, sejam detentores de um vínculo de emprego público por tempo indeterminado ou de um contrato de trabalho sem termo.

Saúde
Ordem dos Enfermeiros promove Reuniões Livres em Viseu e Lamego

Esta terça-feira, dia 12 de Abril, a Secção Regional do Centro (SRCentro) da Ordem dos Enfermeiros (OE) vai dinamizar as Reuniões Livres na cidade de Viseu e de Lamego.
Durante a manhã, entre as 09h00 e as 12h00, a Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Viseu (IPV) vai acolher o evento presencial que tem como intuito empoderar os enfermeiros e os estudantes de enfermagem.
Durante a tarde, entre as 15h00 e as 18h00, o Teatro Ribeiro Conceição, em Lamego, também recebe a iniciativa. "As Reuniões Livres vão servir para esclarecer dúvidas, atualizar conhecimentos ético-deontológicos para o exercício profissional da enfermagem, partilhar experiências no âmbito dos diversos contextos de prática clínica, que se querem de qualidade e seguros, e reflectir sobre possíveis ou efectivos constrangimentos éticos que têm vivido no exercício da profissão", refere a organização.

Saúde
Nelas: ACES Dão Lafões garante, à autarquia, reabertura das extensões de saúde do concelho em abril

O presidente da Câmara Municipal de Nelas, Joaquim Amaral, teve a garantia do ACES Dão Lafões que durante este mês de abril, as extensões de saúde de Carvalhal Redondo e de Santar volta a abrir portas. Este foi um dos temas que esteve em cima da mesa numa reunião de trabalho com a ARS Centro e com o  ACES Dão Lafões.
Reunião que serviu, segundo um comunicado da autarquia de Nelas, para “reivindicações importantes para reposição de condições de saúde no concelho”, nomeadamente o horário de atendimento da USF de Nelas, urgências, extensões de saúde e requalificação dos edifícios.
Sobre o atual encerramento do Centro de Saúde às 17H00, foi dito ao autarca que se trata de uma “situação temporária, uma vez que aguarda da parte da ARS Centro a aprovação da contratação de mais dois assistentes técnicos para a resoluçã”.
“Colocada a questão sobre a reabertura das urgências em Nelas, foi também adiantado que será uma questão a debater entre a ARS e o ACES Dão Lafões com a coordenadora do Centro de Saúde, no sentido de avaliar qual o melhor horário, de segunda a sexta das 20h00 às 00h00, e aos sábados”, explica. 
No comunicado da autarquia pode ainda ler-se que a Câmara Municipal de Nelas “tem encetado todos os esforços possíveis no sentido de minimizar os impactos negativos causados pelo funcionamento deficitário dos serviços de saúde, quer através da cedência de assistentes técnicos e operacionais, quer na contratação de dois enfermeiros que ao longo de quatro meses asseguraram o Centro Vacinação, bem como o corpo de voluntários do banco Local de Voluntários do Município, aos quais o município agradece pelo seu altruísmo”.

Saúde
Hospital de Viseu promove rastreios gratuitos de prevenção do AVC

Na próxima quinta-feira, dia 31 de março, o Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV) vai promover rastreios gratuitos de prevenção do Acidente Vascular Cerebral (AVC).
A ação acontece a propósito do Dia Nacional do Doente com AVC e decorre no átrio do hospital entre as 14h00 e as 15h00. O objetivo é sensibilizar para a importância da deteção precoce da doença, bem como aconselhar boas práticas de saúde, bem-estar e de promoção de um estilo de vida saudável.
Neste dia, vão ainda decorrer as jornadas do AVC do CHTV, que vão contar com a presença da associação AVC - União de Sobreviventes, Familiares e Amigos.
O AVC é a principal causa de incapacidade e de mortalidade em Portugal. Os sintomas são conhecidos pelos “3 F”: desvio da face, falta de força num braço e dificuldade em falar. Trata-se de uma doença com tratamento que é mais eficaz quanto mais cedo forem detetados os sintomas.

Saúde
Cinfães: inaugurada a Unidade de Saúde de Nespereira

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde e o presidente da Câmara Municipal de Cinfães inauguraram, esta segunda-feira (07 de fevereiro), a nova Unidade de Saúde de Nespereira que vai servir uma população inscrita de 1725 utentes. A obra, projetada e executada pela Câmara Municipal, resulta da requalificação, remodelação e apetrechamento da antiga escola primária da Feira, através de um protocolo de cooperação com a Administração Regional de Saúde do Norte.
O presidente da Câmara Municipal, Armando Mourisco, relembrou os ganhos enormes na saúde e na melhoria da qualidade de vida dos cinfanenses, com a cobertura de médicos de família a 100%, o arranque da medicina dentária, a resposta eficaz e sempre em proximidade face à pandemia, as consultas de pedopsiquiatria e mais recentemente as consultas de urologia no Centro de Saúde de Cinfães, deixando o repto para que outras consultas de especialidade sejam uma realidade. O autarca de Cinfães deixou também um apelo ao secretário de Estado relativamente à Unidade de Fisioterapia em Cinfães, ansiada e reivindicada há muito tempo, e já candidatada pela Santa Casa da Misericórdia de Cinfães.
Já o secretário de Estado Adjunto e da Saúde referiu que a Unidade de Saúde de Nespereira é um exemplo do trabalho de parceria que as autarquias devem desenvolver. António Lacerda Sales vincou a melhoria das condições de trabalho para os profissionais de saúde, a quem agradeceu o trabalho que realizado especialmente nestes tempos de pandemia, assim como a melhoria das condições de prestação de cuidados e de proximidade às populações. O governante deixou ainda o compromisso de manter e reforçar o trabalho de proximidade com a Câmara de Cinfães e entidades locais.
O novo edifício é constituído por dois pisos, em que o rés-do-chão contempla um gabinete de isolamento, dois gabinetes médicos, um gabinete de Saúde Infantil, um gabinete de Planeamento Familiar, um Gabinete de Enfermagem, uma receção/secretariado, sala de espera, bem como áreas de apoio necessárias e inerentes ao funcionamento da Unidade de Saúde e o primeiro andar, uma sala de reuniões e um espaço para formação totalmente equipado para o efeito.
O valor global do investimento ascende a cerca de 318 mil euros.

Saúde
Covid-19: Casa de Saúde, em Viseu, suspense visitas aos utentes

A Casa de Saúde São Mateus, em Viseu, suspendeu as visitas aos utentes internados. A informação é avançada pela unidade de saúde que justifica a medida com "a situação epidemiológica atual". 
A suspensão das visitas acontece por tempo indeterminado.

 

 

Saúde
Cinfães: nova unidade de saúde abre portas esta segunda-feira

Esta segunda-feira, dia 24 de janeiro, entram em funcionamento as novas instalações da Unidade de Saúde de Nespereira, no concelho de Cinfães.
O novo equipamento substitui as anteriores instalações que, para além de exíguas, segundo a autarquia, "não reuniam as condições para a prestação de cuidados no âmbito da reforma dos Cuidados de Saúde Primários que o Governo continua a levar a efeito".
O novo edifício é constituído por dois pisos, em que o rés-do-chão contempla um gabinete de isolamento, dois gabinetes médicos, um gabinete de Saúde Infantil, um gabinete de Planeamento Familiar, um Gabinete de Enfermagem, uma receção/secretariado, sala de espera, bem como todos as áreas de apoio necessárias e inerentes ao funcionamento da Unidade de Saúde e o primeiro andar, uma sala de reuniões e um espaço para formação totalmente equipado.
O valor global do investimento é de 317.972,47€, acrescido de IVA à taxa de 6% –  foi obtido através do Programa “Norte 2020” em processo organizado pela Câmara Municipal de Cinfães.
A Unidade de Saúde vai servir uma população inscrita de 1725 utentes.

A Administração Regional de Saúde do Norte fez o acompanhamento do projeto e procedeu à aquisição de algum equipamento.

Saúde
Tondela: Hospital Cândido Figueiredo suspende visitas em serviço devido a casos positivos de Covid

O Serviço de Cuidados Paliativos do Hospital Cândido de Figueiredo, em Tondela, tem as visitas suspensas devido à deteção de casos positivos de Covid-19 em dois utentes.
Segundo o Centro Hospitalar Tondela Viseu, os casos positivos estão em isolamento e a unidade procedeu “à testagem de todos os profissionais e utentes do serviço em causa”.

Saúde
Centro Hospitalar Tondela Viseu recebe 97 médicos internos

O Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV) recebeu esta segunda-feira, dia 03 de janeiro, 97 médicos internos, que escolheram a unidade hospitalar para realizarem a formação e darem início à carreira profissional.
A sessão de boas-vindas decorreu na Aula Magna do Instituto Politécnico de Viseu, e contou com a presença de Eduardo Melo, diretor clínico do CHTV.
“Em nome do CHTV, dar-vos as boas-vindas e desejar-vos o maior sucesso pessoal e profissional, neste início de ano e também de início de ciclo formativo. Felizmente, todas as nossas vagas foram ocupadas. Obrigada por confiarem na nossa instituição”, afirmou.
Segundo a instituição, para este ano, o Centro Hospitalar Tondela Viseu preencheu todas as vagas disponíveis com 64 médicos de formação geral e 33 de formação especializada.
 

Saúde
Viseu: Unidade de psiquiatria com verba para melhoramentos

A criação de novas unidades de internamento em psiquiatria nos hospitais públicos, um investimento de mais de 13,4 milhões de euros, através do Plano de Recuperação e Resiliência, arrancou esta quarta-feira (22 de dezembro) com a assinaturas de contratos entre as entidades envolvidas.
Neste primeiro ato público referente à aplicação do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) na área da saúde, a Administração Central do sistema de Saúde (ACSS) assinou os compromissos de investimento com os centros hospitalares de Entre Douro e Vouga, Tondela/Viseu, do Oeste e o Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra).
A ACSS adianta em comunicado que a dotação do PRR alocada ao cumprimento desta submedida totaliza 13.443.394,84 euros, cabendo aos centros hospitalares do Oeste 542.620,32 euros e ao de Entre o Douro e Vouga 4.595.090,52 euros.
O Centro Hospitalar Tondela-Viseu receberá uma verba de 6.232.128,00 euros e o Hospital Amadora–Sintra 2.073.556,00 euros.
Segundo a ACSS, estes investimentos visam a conclusão da cobertura nacional de Serviços Locais de Saúde Mental, nas vertentes de internamento, ambulatório e intervenção comunitária, através da criação de serviços de internamento em unidades hospitalares ainda sem resposta na área de internamento de psiquiatria.
O objetivo é eliminar “os internamentos de agudos em hospitais psiquiátricos ou em hospitais distantes da área de residência dos doentes”.

Saúde
Carregal do Sal recebe rastreio de cancro da mama

O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC.NRC) lança o apelo às utentes do concelho de Carregal do Sal com idade compreendida entre os 50 e os 69 anos, para participarem no Programa de Rastreio de Cancro da Mama promovido pela LPCC.NRC. 
Com início na quarta-feira, dia 15 de dezembro, e a decorrer até meados de janeiro de 2022, a Unidade Móvel de Mamografia Digital encontra-se estacionada no Centro de Saúde de Carregal do Sal, estando em funcionamento de segunda a quinta-feira, das 9h00 às 13h30 e das 14h00 às 19h00 e à sexta-feira, das 9h00 às 12h30 e das 13h30 às 17h30. 
As mulheres com inscrição atualizada no Centro de Saúde recebem uma carta-convite com a indicação da data e hora de realização do exame. Segundo a LPCC, constata-se que muitas faltas ao rastreio decorrem da desatualização dos dados de morada nos registos dos Centros de Saúde, motivo pelo qual a LPCC apela à atualização dos mesmos e à participação no rastreio. 
O exame mamográfico deve ser repetido de dois em dois anos de forma a garantir uma prevenção eficaz. 
Para marcações ou informações adicionais, deve contactar-se o Centro de Coordenação do Rastreio através do telefone 800 910 232 (número gratuito) ou do e-mail: rcmama.nrc@ligacontracancro.pt

Saúde
Covid-19: vacinação de crianças tem início a 18 de dezembro

A vacinação contra a COVID-19 das crianças entre os 5 e os 11 anos vai ter início a 18 de dezembro, por faixas etárias decrescentes e priorizando as crianças com doenças de risco para COVID-19 grave.
O autoagendamento arranca na segunda-feira (dia 13 dezembro).

 

Saúde
Nelas: autarquia comparticipa a vacina da gripe nas farmácias do concelho

A autarquia de Nelas está a comparticipar a administração da vacina da gripe aos munícipes entre os 6 meses de idade e os 64 anos, inclusive, e com fisiopatologias associadas, garantindo assim a administração gratuita de 300 vacinas, em cinco farmácias do concelho.
"Disponibilizam-se, desta forma, mais meios e recursos, na proteção da população mais vulnerável e salvaguarda da saúde pública local, através do Protocolo celebrado entre a Câmara Municipal, Associação Nacional de Farmácias e Associação de Farmácias de Portugal", refere a Câmara Municipal.
Para beneficiar do apoio e receber gratuitamente a vacina do SNS na farmácia, "basta dirigir-se às farmácias aderentes, em Canas de Senhorim, Farmácia do Pelourinho e Farmácia Monteiro, e em Nelas, Farmácia da Misericórdia, Farmácia Faure e Farmácia Albino Pais", fazendo-se acompanhar de declaração médica emitida pelo médico através da Plataforma de Prescrição Eletrónica de Medicamentos (PEM).

Saúde
Ministra da Saúde visitou o Hospital de Lamego

A Ministra da Saúde iniciou esta sexta-feira (03 de dezembro) uma visita de trabalho ao Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, com uma deslocação ao Hospital de Lamego.
Durante a visita, Marta Temido manifestou,segundo a autarquia de Lamego, satisfação com o funcionamento da cirurgia de ambulatório, "um projeto inovador que privilegia o acompanhamento domiciliário com o objetivo de reduzir o impacto do internamento na vida dos doentes e das suas famílias. Em média, são realizadas aqui cerca de 8 mil cirurgias por ano, valor que traduz uma elevada produtividade".
Entre várias questões relacionadas com a área da saúde, Francisco Lopes, o presidente da Câmara Municipal manifestou a "necessidade urgente" de Lamego ter um novo centro de saúde que reúna num único local, vários serviços e valências que atualmente se encontram dispersos pela cidade. "Precisamos de ir ao encontro dos anseios dos moradores deste concelho, oferecendo cuidados de saúde mais humanizados e de melhor qualidade. O futuro centro de saúde também deve prever, ao mesmo tempo, a diminuição dos constrangimentos relacionados com a mobilidade condicionada, por exemplo, dos nossos idosos", afirmou.

Saúde
Moimenta da Beira: autarquia disponibiliza testes rápidos gratuitos

O Município de Moimenta da Beira vai disponibilizar testes rápidos gratuitos efetuados por uma equipa que estará ao dispor de todos os cidadãos do concelho que estiveram em contacto com casos positivos ou que tenham algum sintoma associado à Covid-19.
A ação terá início este sábado, 4 de dezembro, nas antigas instalações da Escola Carolina Guedes, junto à Central de camionagem. Os cidadãos elegíveis têm de fazer a marcação prévia através das Linhas Telefónicas de Apoio Covid-19: 912 328 230 ou 910 058 561.
“A pandemia de Covid-19 coloca um enorme desafio a todos nós e obriga as instituições a reverem as suas práticas de atuação no dia-a-dia. É o que o Município está a fazer com esta ação de testagem gratuita”, explica Paulo Figueiredo, presidente da Câmara Municipal de Moimenta da Beira.
Horário de funcionamento:
Segunda a sexta-feira das 10h00 às 12h00 e das 15h00 às 17h00
Aos sábados das 9h00 às 12h00

Saúde
Aguiar da Beira: Centro de Saúde com dois enfermeiros para mais de quatro mil utentes (com áudio)

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) alerta para a falta de profissionais no Centro de Saúde de Aguiar da Beira. Ao serviço estão apenas dois profissionais para mais de quatro mil pessoas. O sindicalista Alfredo Gomes faz o ponto de situação.
Um alerta que o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses já fez chegar à Administração Regional de Saúde do Centro.

Saúde
Tondela: 1.900 utentes da extensão de saúde de Lageosa do Dão sem médico de família

A extensão de saúde de Lajeosa do Dão, no concelho de Tondela, está sem médica de família “há 15 dias e ainda sem substituição prevista”, alerta a Câmara Municipal.
“A extensão de saúde continua sem dar uma resposta eficaz aos utentes, já que a médica de família está ausente há cerca de 15 dias e ainda sem substituição prevista, mesmo após o município ter alertado que esta se encontrava em final de tempo de gravidez e que deveria ser acautelada a sua substituição”, afirma uma nota de imprensa da autarquia.
Lajeosa do Dão, esclarece o documento, é uma freguesia “com cerca de 1.900 habitantes”, ou seja, praticamente o mesmo número de utentes, já que tem “um nível de envelhecimento bastante elevado e bastante disperso geograficamente, que fica sem médico de família”.
O executivo municipal considera que “não há qualquer preocupação das entidades de tutela em acautelar as situações que atempadamente são referenciadas” pela autarquia, “como é o caso da falta de médicos de família em locais já por si desprovidos de outros recursos” uma vez que não é a primeira vez que acontece.
O executivo lembra que, “há cerca de um ano, o município de Tondela, não sendo da sua responsabilidade, disponibilizou assistentes operacionais para as extensões de saúde do Caramulo e da Lajeosa do Dão, para garantir a abertura e o normal funcionamento” das estruturas.
Também em São João do Monte, “após uma longa luta para conseguir a reabertura desta extensão”, a Câmara “conseguiu a criação de um Balcão SNS 24 a funcionar no espaço” e o balanço, desde a implementação em maio, “evidencia a sua necessidade pelas utilizações que tem tido”.
Este balcão, continua a nota, “responde a parte das necessidades da população da União de Freguesias de São João do Monte e Mosteirinho, mas, mais uma vez, só foi possível instalar-se porque a responsabilidade financeira de uma assistente técnica, bem como do apetrechamento de todo este espaço, é da responsabilidade da autarquia” tondelense.
Face à situação atual, “a autarquia vai apelar, uma vez mais, às entidades competentes para que os problemas referentes à área da saúde sejam resolvidos” no concelho.
Assim, e aprovado em reunião do executivo, esta terça-feira, os responsáveis autárquicos “conscientes de que as estruturas locais não têm possibilidade de resolução destas questões” irão reportar a situação às entidades da tutela.
 

Saúde
Proteja-se do frio. Siga os conselhos das autoridades de saúde

Com as temperaturas (máxima e mínima) a baixar na região e no país, o Departamento de Saúde Pública da ARS Centro, através da coordenação regional do Plano de Saúde Sazonal Outono-Inverno 2021-2022, alerta a população para as medidas a ter em conta, tendo em vista salvaguardar a sua saúde:

· Mantenha o conforto térmico das habitações, assegurando o seu aquecimento e sem prejuízo de garantir o arejamento e ventilação necessários (abertura intermitente de janelas e portas em horas do dia mais favoráveis).

· Tenha atenção às braseiras e fogareiros de carvão: além do risco de incêndio, podem provocar intoxicações, potencialmente mortais, pelo monóxido de carbono.

· Utilize várias camadas de roupa, de preferência de tecidos naturais (algodão e lã) e cubra as extremidades (cabeça e mãos), em especial se tiver de deslocar no exterior. Mantenha os pés quentes e confortáveis, utilizando meias e calçado apropriado.

· Tome banho com água não muito quente e garanta que a temperatura do quarto de banho é confortável. Vá reduzindo, progressivamente, a temperatura da água do banho.

· Depois do banho, enxugue-se rápida e vigorosamente com uma toalha seca e vista-se de seguida.

· Reforce a sua alimentação e ingira bebidas e alimentos quentes, como sopas, chás ou leite. Evite as bebidas alcoólicas.

· Mantenha a atividade física (por exemplo, movimentos de braços, para se manter mais quente) mas evite o exercício físico intenso ou extenuante.

· Cumpra a medicação crónica que lhe foi prescrita. Garanta uma reserva de medicamentos para vários dias: assim evitará sair à rua nos dias mais frios. Em caso de dúvida, contacte o seu médico assistente ou o seu farmacêutico.

· Contacte, com regularidade, os seus familiares ou amigos que vivem isolados, em especial se idosos ou acamados. Faça-o, de preferência, telefonicamente. Assegure que se encontram bem e que dispõem de alimentos, medicamentos ou outros bens essenciais.

· Atenção às quedas: utilize calçado antiderrapante e evite saídas em períodos de chuva ou geada.

· Caso desenvolva sinais ou sintomas de infeção (febre/arrepios de frio, dores musculares, tosse, falta de ar de início súbito ou agravada…) mantenha-se isolado em casa e contacte a linha SNS 24 (808 24 24 24) para triagem e orientação.

 

Saúde
Covid-19: Hospital de Viseu vacina mais de dois mil profissionais de saúde com dose de reforço

Os profissionais de saúde do Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV) vão ser inoculados com a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 na próxima quinta, sexta-feira e sábado (25, 26 e 27 de novembro).
Segundo a unidade hospitalar, nesta fase são administradas vacinas a 2100 profissionais de saúde, que cumprem os critérios definidos pela Direção-Geral da Saúde.
Durante esses dias, e de forma a não prejudicar a atividade hospitalar, o processo de vacinação "é reforçado com uma equipa de quase 30 profissionais".
A vacinação decorre entre as 09h00 e as 18h00, na estrutura modular de apoio ao Serviço de Urgência do Centro Hospitalar Tondela-Viseu.

Saúde
Covid-19: cerca de dois mil bombeiros do distrito de Viseu tomam 3ª dose da vacina (com áudio)

Quase dois mil bombeiros do distrito de Viseu estão a reforçar a vacina contra a Covid-19 com a 3ª dose.
O presidente da Federação de bombeiros do distrito de Viseu, Guilherme Almeida, vê com bons olhos a inclusão dos profissionais nesta fase de reforço.
A 3ª dose da vacina está a ser administrada, no distrito de Viseu, a mais de 1900 operacionais, em regime de casa aberta.

Saúde
Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro regista aumento dos indicadores de produtividade

O Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD E.P.E.), que abrange o Hospital de Lamego, registou no período de janeiro a outubro de 2021, um aumento dos indicadores de produtividade, relativamente ao período homólogo de 2019, designadamente no número de consultas, cirurgias e sessões de hospital de dia. Segundo a unidade hospitalar, a evolução positiva da resposta assistencial é confirmada pelo acréscimo do número total de consultas. "Neste período foram realizadas 270.201 consultas, mais 1% do que no mesmo período de 2019, mais 13,37% do que no mesmo período de 2020, sendo que nas primeiras consultas houve um aumento de 1,5%", explica.
Para Romeu Pires, Diretor da Consulta Externa, estes números "são o resultado da retoma da atividade e sua normalização”. O mesmo aconteceu na atividade cirúrgica. "Até outubro, foram realizadas 13.617 cirurgias, mais 9,4% do que no mesmo período de 2019, mais 38% do que no mesmo período de 2020", refere o Centro Hospitalar acrescentando que na cirurgia convencional verificou-se um aumento de 9,4%, e na cirurgia de ambulatório 11,1%. "Este aumento deve-se, sobretudo, ao esforço que a instituição está a realizar na conciliação da retoma da atividade e na recuperação das listas de espera provocadas pelo contexto de pandemia”, afirma Pinto Sousa, Diretor do Centro de Gestão de Cirurgia.
Também no hospital de dia, houve um aumento de sessões. Em hemodiálise "aumentaram significativamente, mais 16,7% do que no mesmo período de 2019". Teresa Morgado, Diretora do Serviço de Nefrologia, justifica estes resultados “com a criação do Centro de Responsabilidade Integrada – Centro de Diálise, que permitiu alargar a um maior número de doentes a oferta de cuidados prestados e, consequentemente, melhorar a acessibilidade ao SNS da população da área de influência do CHTMAD”. O Conselho de Administração afirma que esta realidade não seria possível "sem a vontade, colaboração e dedicação dos seus colaboradores que diariamente contribuem para melhorar e aumentar a qualidade dos cuidados de saúde prestados à população".

Saúde
Viseu: radioterapia com luz verde para aceder a fundos comunitários (com áudio)

Perante o lançamento do aviso, por parte do Governo, que vai permitir ao Centro Hospitalar Tondela-Viseu aceder a fundos comunitários para a construção do Centro de Ambulatório e Radioterapia, o deputado do PS, João Azevedo, diz que se trata de um passo importante.
O também vereador socialista na autarquia de Viseu acrescenta que nunca teve dúvidas que o projeto estava em andamento e acusa os deputados do PSD de mentirem sobre o assunto.
Segundo João Azevedo, o Centro Oncológico vai permitir também a criação de mais emprego na região.
A Rádio Dão Digital tentou também ouvir o deputado do PSD, Pedro Alves, mas sem sucesso. Em comunicado, os deputados social democratas, manifestam agrado pelo lançamento do aviso que permitirá ao Centro Hospitalar Tondela-Viseu aceder a fundos comunitários e realçam as iniciativas e propostas políticas que realizaram nos últimos seis anos na Assembleia da República.
Os eleitos pelo PSD acrescentam que se trata de um "processo tardio cujo adiamento muito tem prejudicado os viseenses" e acusa o deputado do PS, João Azevedo, de "querer retirar dividendos pessoais" do projeto.

Saúde
Nelas: concentração pela defesa dos serviços de saúde (com áudio)

Em defesa dos serviços de saúde no concelho de Nelas, o Movimento Cívico do concelho organiza ao final desta tarde de quinta-feira (21 de outubro), uma concentração junto ao Centro de Saúde da vila.
À Dão Digital, o porta-voz, António Minhoto dá o exemplo das urgências que estão encerradas há mais de um ano, altura em que surgiu a pandemia.
O atraso nas receitas emitidas pelos médicos de família é outra questão que não agrada à população de Nelas. O Movimento Cívico reivindica também a reabertura dos postos médicos de Carvalhal Redondo e Santar. 
A concentração está marcada para as 18h00, junto ao Centro de Saúde de Nelas.

Saúde
Radioterapia do Hospital de Viseu integra a proposta de Orçamento de 2022 (com áudio)

O Centro de Ambulatório de Radioterapia do Centro Hospitalar de Tondela-Viseu integra a proposta de Orçamento do Estado para 2022. Nos últimos meses, o projeto tem servido para troca de acusações entre os deputados do PS e PSD eleitos por Viseu.
Perante a garantia do governo para o arranque da obra no próximo ano, o deputado socialista, João Azevedo, reforça uma vez mais a importância do projeto para a região.
A Rádio Dão Digital tentou também ouvir o deputado do PSD, Pedro Alves, mas sem sucesso.

Saúde
Mangualde: rastreio de cancro da mama junto ao Centro de Saúde

O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC.NRC) lança o apelo às utentes do concelho de Mangualde com idade compreendida entre os 50 e os 69 anos, para participarem no Programa de Rastreio de Cancro da Mama promovido pela LPCC.NRC.
A decorrer desde 8 de outubro e até início do mês de dezembro de 2021, a Unidade Móvel de Mamografia Digital encontra-se estacionada no Centro de Saúde de Mangualde, estando em funcionamento de segunda a quinta-feira, das 09h00 às 13h30 e das 14h00 às 19h00 e à sexta-feira das 9h00 às 12h30 e das 13h30 às 17h30.

As mulheres com inscrição atualizada no Centro de Saúde recebem uma carta-convite com a indicação da data e hora de realização do exame. Segundo a LPCC, constata-se que muitas faltas ao Rastreio decorrem da desatualização dos dados de morada nos registos dos Centros de Saúde, motivo pelo qual a LPCC apela à atualização dos mesmos e à participação no Rastreio.
O exame mamográfico deve ser repetido de dois em dois anos de forma a garantir uma prevenção eficaz.
Para marcações ou informações adicionais, deve contactar-se o Centro de Coordenação do Rastreio através do telefone 239 487 495/6 ou do e-mail: rcmama.nrc@ligacontracancro.pt.

Saúde
Bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas visita centros de saúde do distrito de Viseu

O bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), Miguel Pavão, está esta segunda e terça-feira (11 e 12 de outubro) no distrito de Viseu para uma visita a três centros de saúde. 
A visita está inserida no roteiro ‘Medicina Dentária no SNS’ que prevê visitas a várias unidades das cinco Administrações Regionais de Saúde do país para ver as condições de trabalho dos médicos dentistas no SNS. 
No distrito de Viseu, o programa começa esta segunda-feira no Centro de Saúde de Lamego, do ACES Douro Sul.  Ainda esta segunda-feira, o roteiro prossegue no Centro de Saúde de Armamar. 
Na terça-feira, o roteiro ‘Medicina Dentária no SNS’ vai estar na cidade de Viseu em visita ao Centro de Saúde Viseu 3 do ACES do Dão-Lafões. 
Na base do roteiro está o projeto ‘Saúde Oral para todos’, lançado pelo Governo em 2018 e que previa a inclusão de consultas de medicina dentária em, pelo menos, um centro de saúde em cada ACE (agrupamento de centros de saúde) até 2019. 
O bastonário da OMD quer avaliar no terreno os avanços alcançados e recolher informações sobre o que ainda falta fazer para garantir consultas de saúde oral nos cuidados de saúde primários.  
Miguel Pavão vai também avaliar as condições de trabalho dos médicos dentistas que colaboram em gabinetes de saúde oral espalhados pelas cinco administrações regionais de saúde, bem como as carências existentes a nível nacional. 

Saúde
Nelas: vacinação contra Covid-19 passa para Unidades de Saúde Familiar de Nelas e Canas de Senhorim

Por decisão da Autoridade de Saúde Pública, o Centro de Vacinação de Nelas, que esteve em funcionamento desde 18 de fevereiro, primeiro no Pavilhão Municipal e depois no Cine-teatro, encerra esta sexta-feira, dia 01 de outubro.
A partir da próxima segunda-feira, dia 04 de outubro, os utentes ainda não vacinados e inscritos nas Unidades de Saúde do concelho devem dirigir-se às USF Estrela do Dão, em Nelas, e à UFS Coração da Beira, em Canas de Senhorim, onde lhes será assegurada a vacinação contra a COVID-19, e também contra a gripe.
"A Câmara Municipal de Nelas enaltece e agradece o trabalho e dedicação de todos os profissionais que nos últimos meses desempenharam várias funções no Centro de Vacinação de Nelas, os quais tornaram possível que a campanha de vacinação no concelho de Nelas tenha decorrido com tanto sucesso", refere a autarquia.

Saúde
Melhor vídeo de técnica cirúrgica para o serviço de ginecologia e obstetrícia do Hospital de Viseu

O prémio de melhor vídeo de técnica cirúrgica foi atribuído ao serviço de ginecologia e obstetrícia do Centro Hospitalar Tondela Viseu. O galardão foi anunciado no Congresso Europeu de Ginecologia e Obstetrícia, que decorreu na Grécia.
O vídeo galardoado consiste na realização de técnicas médicas numa cirurgia ao cancro do endométrio. Intervenção que teve a duração de cerca de quatro minutos.
O vídeo é da autoria de um grupo de internos e especialistas do serviço de ginecologia e obstetrícia nomeadamente Francisco Nogueira Martins, Nuno Nogueira Martins, Sara Sousa Sales, Ângela Melo e Sónia Gonçalves.

Saúde
Covid-19: Centros de vacinação do ACES Dão Lafões estão a ser reorganizados (com áudio)

Os Centros de vacinação contra a Covid-19 da região do Agrupamento de Centros de Saúde Dão Lafões estão a ser reorganizados, desde os locais e os novos horários.
Por exemplo, no caso do concelho de Sátão, o espaço inicial dedicado à vacinação foi o pavilhão gimno desportivo, mas com o início das aulas, o serviço foi transferido para o edifício da Casa do Povo.
Em Nelas, o horário de funcionamento do centro de vacinação também já foi ajustado, passa agora a funcionar às segundas, terças, quintas e sextas-feira das 09h00 às 14h00, aos sábados das 09h00 às 12h30 e encerra à quarta-feira e ao domingo.
Alterações que segundo a diretora do Aces Dão Lafões, Rita Figueiredo, estão a ser feitas em sintonia com as respetivas equipas.

 

Saúde
Foi apresentado, em Viseu, um estudo que revela baixa 'abrupta' de anticorpos em idosos vacinados

Em Viseu foi esta quinta-feira apresentado um estudo do Algarve Biomedical Center e da Fundação Champalimaud sobre os anticorpos nas pessoas idosas depois da vacinação. Um estudo do Algarve Biomedical Center e da Fundação Champalimaud realizado em mais de cinco mil pessoas vacinadas.
O concluiu que, passados quatro meses após duas doses de vacina contra a covid-19, há uma “diminuição abrupta” dos anticorpos.
“Há uma diminuição abrupta dos anticorpos em pessoas com mais de 70 anos que tenham tido duas doses de vacina e quatro meses após a vacinação completa. Contrariamente, as pessoas que tiveram covid-19 e que receberam uma dose de vacina mantêm níveis altos de anticorpos ao longo de todo o tempo”, anunciou o responsável do estudo do Algarve Biomedical Center.
Nuno Marques concluiu assim a apresentação do estudo denominado “Protetor covid-19”, realizado, com o apoio do Ministério do Trabalho, Solidariedade e da Segurança Social, durante 15 dias do mês de agosto nas regiões do Alentejo e Algarve, em 5.174 residentes e trabalhadores em lares de idosos.
Do total de pessoas analisadas, 2.303 foram funcionários de lares e 2.871 foram utentes residentes. A população do estudo foi maioritariamente feminina, e entre os funcionários a idade média foi de 47 anos enquanto nos utentes foi de 85 anos. Destes, 2.277 têm mais de 80 anos e mais de 1.000, têm mais de 90 anos.
Nuno Marques explicou que os objetivos do estudo, “o maior do género", era perceber qual a percentagem de utentes e funcionários de lares que possuem anticorpos para a covid-19, durante quanto tempo utentes e funcionários mantêm anticorpos após a vacinação, se a presença de anticorpos varia com a idade e se haveria diferenças na presença de anticorpos entre as pessoas vacinadas com duas doses e as que tiveram covid-19 e receberam uma dose de vacina.
“O estudo mostrou que nos funcionários temos anticorpos presentes em 79% deles e nos utentes em 46% deles. É uma diferença estatisticamente significativa e altamente considerável entre os dois, mas este dado precisava de ser trabalhado de outra forma para se compreender melhor”, avisou.
A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, assistiu à apresentação do estudo e, no final, disse que "fica evidente que não podemos baixar a guarda, do ponto de vista de manter as medidas de proteção, naturalmente com uma capacidade de irmos evoluindo, como fomos evoluindo”.
A governante alertou que “há muitas outras características deste isolamento que depois também têm efeitos nefastos nas pessoas” e apelou para que se cuide “dos outros lados da pandemia, nomeadamente do isolamento dos idosos”.
Ana Mendes Godinho disse que uma das medidas preventivas para proteger os idosos é “a testagem aos funcionários à entrada dos lares que vai manter-se” no programa de outono e inverno que está a ser preparado e pediu “a abertura para as visitas, sempre com medidas de prevenção, para retomar a vida de forma tranquila” também nos lares.
Nuno Marques anunciou que o estudo vai ser enviado para instituições europeias.

Saúde
Nelas: extensões de saúde de Santar e Carvalhal Redondo reabrem esta semana (com áudio)

As extensões de saúde de Santar e Carvalhal Redondo, no concelho de Nelas, reabrem portas esta semana. 
Nos últimos meses as extenções estiveram encerradas devido à deslocação dos médicos para o combate à pandemia, como explica o presidente da Câmara, Borges da Silva.
Para o autarca a reabertura das extensões de saúde é uma mais valia para a população.

Saúde
O concelho de Cinfães vai passar a ter consultas de urologia

O concelho de Cinfães vai passar a ter consultas de urologia. Depois da implementação das consultas de saúde mental da infância e da adolescência, a população local passa a ter também contar com esta especialidade hospitalar. "O desafio lançado pelo presidente do Município de Cinfães foi bem acolhido pelo presidente do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa", refere a autarquia de Cinfães.
"Esta parceria, além das consultas de urologia que deverão arrancar a curto prazo, prevê também a formação dos médicos de Medicina Geral e Familiar em Insuficiência Cardíaca para assim poderem, também nesta área, ficar melhor apetrechados nos cuidados prestados aos utentes", acrescenta.

Saúde
Viseu: Serviço de Medicina Intensiva do Hospital S. teotónio com mais 12 camas

O Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV) vai ampliar o Serviço de Medicina Intensiva, aumentado de 8 para 20 o número de camas disponíveis.
As obras tiveram início esta terça-feira, dia 7 de setembro, "prevendo-se que fiquem concluídas até ao final do ano".
Para Nuno Duarte, presidente do Conselho de Administração do CHTV, “trata-se de uma obra essencial para melhorar o acesso da população aos cuidados de saúde. Portugal está abaixo da média europeia em número de camas de medicina intensiva, com este projeto estamos a criar as condições necessárias para responder às necessidades dos utentes”.
"Para além do aumento do número de camas, a intervenção prevista vai dotar o Serviço de Medicina Intensiva de uma maior capacidade no tratamento dos doentes com doença aguda, através da dotação de melhores equipamentos", refere a unidade hospitalar.
A intervenção tem um investimento superior a três milhões de euros.

Saúde
Viseu assinala o Mês Mundial do Alzheimer (com áudio)

O Centro de Apoio Alzheimer de Viseu, em parceria com a autarquia viseense, está a assinalar o Mês Mundial do Alzheimer. Até ao final de setembro estão previstas mais de 30 iniciativas. O objetivo passa por sensibilizar para a doença, como explica José Carreira, o responsável pelo Centro
Uma das iniciativas é a exposição "Sinais de Alerta: Alzheimer e Outras Demências”, inaugurada esta sexta-feira (03 de setembro). José Carreira destaca outras atividades.

Saúde
Viseu: projeto do Centro de Ambulatório e Radioterapia pronto para candidatura a fundos comunitários

O projeto do Centro de Ambulatório e Radioterapia do Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV) já deu entrada na Plataforma de Investimentos do Serviço Nacional de Saúde. O anúncio foi feito esta terça-feira (31 de agosto) pela unidade hospitalar que refere ainda que foram também entregues os elementos instrutórios do processo de licenciamento na Câmara Municipal de Viseu e assinado o Acordo de Colaboração com o Instituto Português de Oncologia de Coimbra e com o Agrupamento de Centros de Saúde Dão-Lafões. "O Centro Hospitalar Tondela-Viseu assegurou, dentro do prazo a que se comprometeu, a conclusão dos procedimentos administrativos para submissão do Centro de Ambulatório e Radioterapia a fundos comunitários. Foram já apensados, na Plataforma de Investimentos do Serviço Nacional de Saúde, o projeto de execução da obra e os projetos de especialidades. Foram também entregues os elementos instrutórios do processo de licenciamento na Câmara Municipal de Viseu e assinado o Acordo de Colaboração com o Instituto Português de Oncologia de Coimbra e com o Agrupamento de Centros de Saúde Dão-Lafões", explica.

O processo para lançamento do concurso público para a obra está em fase de conclusão, refere o Centro Hospitalar Tondela Viseu.
Segundo o hospital, a construção do novo Centro de Ambulatório e Radioterapia "vem assegurar a diferenciação do hospital e, ao mesmo tempo, melhorar a prestação de serviços, indo ao encontro das expectativas das populações da região interior centro do país".

O Centro vai incluir unidade de radioterapia, hospital de dia hemato-oncológico, mas está também pensado para acolher outros hospitais de dia e para possibilitar a expansão da Consulta Externa, "de forma a dar melhor resposta às necessidades da população".

Saúde
Mangualde: Catarina Martins(BE) visitou a Unidade de Saúde Familiar

Durante uma visita à Unidade de Saúde Familiar (USF) de Mangualde, esta quarta-feira (25 de agosto), a lider do Bloco de Esquerda disse que o partido se vai “bater” no próximo Orçamento de Estado por um programa de recuperação da saúde não covid, considerando que é “absolutamente vital” no regresso à normalidade.
“Este é também o momento em que se prepara o Orçamento do Estado e para nós é absolutamente vital que haja um programa de recuperação da saúde não covid, do atendimento, de tudo o que são problemas de saúde não covid”, defendeu Catarina Martins.
A coordenadora nacional do BE esteve reunida com a diretora da unidade de saúde na sequência do encerramento, em março de 2020, do serviço de atendimento permanente (SAP).
“Como dizia aqui a médica, há uma enorme frustração saber que há cuidados não covid que vão ficando para trás, porque sem mais meios, sem mais condições, fica impossível para responder a tudo. Um programa de recuperação de cuidados não covid é absolutamente essencial ao país e é por ele que nos vamos bater”, insistiu.
A líder do BE defendeu também que, tendo em conta que os profissionais de saúde dos cuidados primários estão também a trabalhar na vacinação, a “covid não faz só uma enorme pressão sobre os cuidados hospitalares, faz uma enorme pressão sobre os cuidados primários”.
“Nós precisamos, neste momento, de garantir um aumento de meios, de gente, de equipamentos, de condições, nos cuidados primários de saúde em Portugal para garantir que há uma resposta covid e não covid”, considerou.
Neste sentido, defendeu que “é preciso compreender que os cuidados primários de saúde estão sobre uma pressão muito grande há muitos meses e que é muitas vezes invisível, mas que é muito real e, por isso, é urgente mais” profissionais de saúde.
“Não podemos só passar mais funções para os cuidados primários, precisamos de lhes dar condições e precisamos de um programa de recuperação dos cuidados não covid em Portugal que é fundamental”, insistiu a líder que defendeu, entre outras, “a regularização de todos os vínculos precários”, porque estes profissionais “não podem ser dispensados” do SNS.
Um serviço que, no entender de Catarina Martins, deve estar distribuído pelo território nacional, nomeadamente no interior, em que “os serviços públicos têm obrigação de garantir condições para que as pessoas possam querer viver”, por exemplo, em Mangualde, cidade onde se encontrava.
“A boa notícia que tive hoje é que médicas de família que aqui estão são jovens, que tiveram filhas, tiveram direitos, no meio da covid também, naturalmente, aos seus direitos de maternidade, mas estão aqui a viver e querem cá ficar”, apontou.
Assim, defendeu que são necessárias “políticas públicas que acompanhem a vontade de tanta gente e de gerações de viver no interior e isso significa abrir mais serviços e não encerrar” como aconteceu ao SAP de Mangualde.
“Por isso é tão importante que o serviço de atendimento permanente aqui reabra e não haja uma espécie de resignação ao fecho que aconteceu em março de 2020 com a pandemia, porque esse é o grande perigo: fechou não volta a abrir. Não, fechou e tem de abrir para que as pessoas possam aqui estar”, exigiu.
A bloquista considerou este encerramento “absolutamente incompreensível” após ano e meio de pandemia, porque isso “é duplamente negativo, por um lado, as pessoas de Mangualde são obrigadas a deslocarem-se para Viseu, ou seja, os cuidados de saúde ficaram mais longe, numa população envelhecida e isto é um problema grave”.
“Por outro lado, seguramente o hospital em Viseu acaba por ter uma urgência com casos que não deviam ir parar à urgência de um hospital, porque deviam ser resolvidos numa urgência básica, num serviço de atendimento permanente”, disse.
Assim, direcionou “esta responsabilidade” de reabertura do SAP de Mangualde para o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Dão Lafões, a que está afeta a USF, atendendo ao facto de, neste momento, já se saber “o suficiente como a covid se espalha para que seja seguro abrir serviços de atendimento permanente”.

Saúde
Covid-19: Misericórdia de Carregal do Sal com surto entre utentes e colaboradaores

Surto de Covid-19 no lar da Santa Casa da Misericórdia de Carregal do Sal regista 27 infeções, entre utentes e funcionários.
De referir que na semana passada tinham sido detetados dez infeções. Sete utentes e três funcionários.
Depois de realizados testes a todos os utentes e colaboradores, o número de contagiados aumentou para 27.

Saúde
Mortágua: cerca de 80 por cento da população do concelho já tem vacinação completa

De acordo com os últimos dados disponíveis pelas autoridades de saúde, com referência a 20 de agosto, 77,45% da população do concelho de Mortágua já tem a vacinação contra a Covi-19 completa. Segundo a autarquia, esta percentagem foi já entretanto superada, tendo em conta que no dia seguinte foram vacinadas mais de 150 pessoas, na sua grande maioria crianças e jovens.
"A percentagem tem já em conta os dados do Censos da População de 2021 e corresponde a 6940 pessoas com vacinação completa, seja a toma de duas doses (Pfizer/BioNTech, Moderna e AstraZeneca) ou dose única (Janssen)", refere o municipio de Mortágua acrescentando que os números "estão alinhados com a meta nacional estabelecida para o final do mês de setembro, que é ter 85% da população totalmente vacinada".
Até ao dia 20 de agosto tinham sido inoculadas um total de 13.805 doses (somatório de 1ªas e 2ªas doses).
"No passado dia 21 teve início a campanha de vacinação para as crianças com idade entre os 12 e os 15 anos, que continua a decorrer. Lembramos que qualquer utente inscrito no Centro de Saúde, com 12 ou mais anos de idade, poderá dirigir-se ao Centro de Vacinação (instalado no polivalente dos Bombeiros), mesmo sem agendamento prévio (modalidade Casa Aberta) para ser vacinado. A vacinação decorre no período da manhã, às terças, quintas, sextas-feiras e sábados", explica a autarquia.

Saúde
Covid-19: Ordem dos Médicos do Centro aplaude adesão massiva à vacinação

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, na sequência dos números que revelam a percentagem de população vacinada contra a COVID-19, manifesta “profundo reconhecimento” pelo trabalho e dedicação dos médicos e de todos os profissionais envolvidos no maior plano nacional de vacinação de sempre. A região Centro tem 79 centros de vacinação contra a COVID-19.
“O trabalho que os médicos de família têm desenvolvido tem sido imprescindível para o êxito do processo de vacinação. Nas visitas que efetuámos aos centros de vacinação da região Centro, observámos o empenho, a dedicação, a entrega dos médicos de família. É um orgulho imensurável para Portugal, e para a região Centro, que já alcançou a meta europeia de 70 por cento da população vacinada.”, sublinha o presidente da Secção Regional do Centro, Carlos Cortes. Refira-se que, de acordo com dados avançados pela Direção-Geral da Saúde, a regiões Centro (80 por cento) é das mais avançadas neste processo, logo a seguir ao Alentejo que lidera este ranking.
Afirma também que “apesar do processo de vacinação nalguns hospitais da região Centro se ter iniciado com irregularidades, é com satisfação que testemunhamos que a Administração Regional de Saúde do Centro, os Agrupamentos de Centros de Saúde, as Unidades Locais de Saúde, os seus médicos e os profissionais em geral desenvolveram um esforço notável em prol da ciência, da proteção das pessoas, colocando a região Centro na dianteira da vacinação em Portugal”.
Carlos Cortes expressa ainda “profundo sentido de agradecimento a toda a população, designadamente aos mais jovens e adolescentes que superaram todos os receios e acorreram aos centros de vacinação da região Centro e do resto do País de forma expressiva”. Assinala: “Estamos no patamar cimeiro da vacinação mundial, quer pela magnífica organização liderada pelo Vice-almirante Henrique Gouveia e Melo e a sua task force da vacinação quer pela adesão da população”.

 

Saúde
Covid-19: Mangualde regista mais uma morte e seis novos casos

O concelho de Mangualde regista, esta quinta-feira (19 de agosto), mais uma morte associada à Covid-19. Segundo informações da autarquia mangualdense surgiram também mais seis novas infeções pelo novo coronavírus.
No total, o concelho regista, desde o início da pandemia, 1464 pessoas diagnosticadas com a doença, sendo que 1415 recuperaram. Há ainda o registo de 28 mortes associadas com a infeção. 

Saúde
Centro Hospitalar Tondela Viseu reduz listas de espera nos primeiros seis meses deste ano

O Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV) anunciou hoje que no primeiro semestre de 2021, quando comparado com igual período de 2020, reduziu a lista de espera em cirurgia e em consultas externas e aumentou o número de consultas.
“Os indicadores assistenciais da Lista de Inscritos para Cirurgia (LIC) são neste momento melhores do que na fase pré-pandémica de 2020, uma vez que a 31 de janeiro de 2020 havia 10.334 utentes inscritos, com 3.032 em espera há mais de 12 meses”, refere a nota de imprensa.
Em 30 de junho, continua o comunicado, o acesso a cirurgias apresenta “uma melhoria significativa, estando inscritos 8.518 utentes em lista de espera para cirurgia, face aos 11.256 inscritos a 30 de junho de 2020, o que corresponde a uma redução de 24% em período homólogo”.
“Os inscritos com mais de 12 meses de espera totalizam agora 2510, sendo menos 1669 do que a 30 de junho de 2020, o que corresponde a uma redução de 40 % em período homólogo”, destaca o documento.
Nos dados que dizem respeito ao acesso às consultas externas, por referenciação dos cuidados primários, o CHTV diz que “apresenta também melhoria, estando agora (30 de junho) inscritos 11.185 utentes em lista de espera para consultas em Consulta a Tempo e Horas (CTH), face aos 11.337 inscritos a 30 de junho de 2020”.
O comunicado sublinha ainda que “os inscritos com mais de nove meses de espera totalizam no final do primeiro semestre deste ano 1.602 utentes sendo menos 920 do que em 30 de junho de 2020, o que corresponde a uma redução de 36 % em período homólogo”.
Os dados divulgados referem-se a um período em que “o CHTV esteve sujeito a uma ameaça sem precedentes devido à pandemia covid-19”, sublinha a instituição de saúde que destaca “o esforço de todos os profissionais” para alcançar estes resultados.
“O CHTV conseguiu responder aos doentes covid sem roturas em nenhum dos níveis assistenciais e conseguiu minimizar o impacto negativo na resposta não-covid, condicionado pela afetação preferencial de recursos à pandemia”, salienta.
Na assistência prestada aos doentes no primeiro semestre de 2021, quando comparada com o período homólogo de 2020, “mostra um aumento significativo na maioria dos indicadores” em que o CHTV destaca alguns.
“Aumento de 80,2% nos episódios de hospitalização domiciliária (mais 89) e aumento global de 25,2% no número de consultas externas (mais 26.424) com incremento de 44,9% nas primeiras consultas (mais 13.055)”, refere.
A nota de imprensa evidencia também o “aumento de 50,3% no número de doentes intervencionados no Bloco Operatório (mais 2.700) com incremento de 75,7% na cirurgia de ambulatório (mais 2.034) e de 40,1% na cirurgia convencional (mais 676)”.
“Aumento de 7,9 % no número de doentes internados (mais 699 do que em 2020); aumento de 0,3% nos episódios de urgência e redução de 8,9% no número de episódios de Hospital de Dia (menos 1827)”, conclui.

Saúde
Nova Unidade de Cuidados de Saúde Primários de Lamego começa a ser construída em 2022

A candidatura para a construção da nova Unidade de Cuidados de Saúde Primários de Lamego (UCSP Lamego), submetida pela Câmara Municipal, foi aprovada pela CCDR-Norte. A obra tem início previsto para 2022, representa um investimento de três milhões e 900 mil euros e "vai reunir num único edifício, vários serviços e valências que atualmente se encontram dispersos pela cidade".
"Dotada de uma área bruta de construção de 4305,10m2, a nova UCSP Lamego vai distribuir-se por um edifício de quatro pisos onde ficarão instaladas as unidades que anteriormente se encontravam inseridas em diferentes imóveis, desajustados à realidade e distantes uns dos outros, nomeadamente: a UCSP Lamego, USF Almedina, a Unidade de Saúde Pública e o Centro de Diagnóstico Pneumológico; a USF Douro Vitae, a URAP Douro Sul e a UCC Lamego; e a equipa de Tratamento de Lamego/CRI/DICAD", explica a autarquia.
A edificação da Unidade de Cuidados de Saúde Primários "vem dar resposta às necessidades e anseios dos cerca de 25 mil habitantes do município - melhor acesso, humanização e qualidade nos serviços de saúde, ao mesmo tempo prevê a redução dos constrangimentos relacionados com mobilidade condicionada, idosos, grávidas e crianças".
A construção desta unidade está inserida no âmbito do Plano Operacional Regional do Norte (POR Norte), resultando de um contrato programa com a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte). A conceção do projeto de edificação tem a assinatura do arquiteto Daniel Jorge do Couto.

Saúde
Covid-19: Laboratório de Tondela lança kit de diagnóstico 'in vitro' com resultados em 45 minutos

A ALS Life Sciences Portugal, com sede em Tondela, em parceria com o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, anunciou esta terça-feira (08 de junho), o lançamento de um ‘kit’ de diagnóstico 'in vitro' para a covid-19 que permite obter resultados em cerca de 45 minutos.
Segundo a ALS, o kit SARS-CoV-2 RT-LAMP, que foi desenvolvido e produzido integralmente em Portugal, apresenta "elevados níveis de sensibilidade (96%) e de especificidade (98%)", e permite "realizar os testes a uma fração do custo e do tempo exigidos pelos convencionais PCR, garantindo semelhante qualidade no diagnóstico".
A obtenção de resultados é conseguida em cerca de 45 minutos, mas este tempo pode "ser reduzido para 25 minutos, no caso da deteção por fluorescência em laboratório", acrescenta.
A ALS explica, em comunicado, que o novo ‘kit’ usa a tecnologia RT-LAMP (teste molecular rápido de amplificação de ácidos nucleicos) e "destaca-se por ser mais rápido do que a alternativa PCR em tempo real e mais simples quanto ao processo de implementação, dispensando a utilização de um aparato laboratorial complexo, dado ser realizado a temperatura constante".
"Adicionalmente, o ‘kit’ oferece a possibilidade de interpretação visual de resultados por alteração de coloração, com uma performance equiparável ao método de referência PCR", acrescenta.
A responsável técnica da unidade de produção e cientista membro da equipa dedicada à investigação em biologia molecular da ALS, Inês Gomes, realça que "o ‘kit’ é passível de ser utilizado em consultórios médicos, centros de atendimento urgente, escolas, aeroportos, lares ou meio hospitalar e laboratórios de análises clínicas".
Concebido para o mercado global, o ‘kit’ poderá vir a ter "um enorme impacto em unidades, regiões ou países onde a tecnologia disponível é menor e as equipas de técnicos ou profissionais de saúde têm níveis inferiores de formação", considera a ALS.
"A rapidez, simplicidade e facilidade com que se obtém um diagnóstico através deste ‘kit’ simplificará ainda mais o rastreio fiável da covid-19", acrescenta.
Deve ser utilizado "por profissionais de saúde e técnicos de laboratório devidamente treinados", acrescenta.