Educação

Educação
Mais de 70 estudantes do Ensino Superior, do concelho de Viseu, receberam bolsa de estudo

O Município de Viseu atribuiu 71 bolsas de estudo a alunos do Ensino Superior, no valor de 700 euros cada, relativas ao ano letivo de 2023/2024.
De acordo com a autarquia, foram contabilizadas 263 candidaturas, das quais 181 foram consideradas em condição de admissão. Ordenados os candidatos de acordo com os critérios definidos em Regulamento, foram atribuídas 71 bolsas, num esforço total de cerca de 50 mil euros. “Todos os candidatos admitidos encontram-se abaixo do Indexante de Apoios Sociais (IAS)”, refere.
Os bolseiros, alunos de licenciaturas, mestrados, mestrados integrados e CTeSP (Curso Técnico Superior Profissional), estão inscritos em instituições de ensino público ou privado nas cidades de Viseu (26), Aveiro (13), Coimbra (11), Lisboa (9), Porto (6), Covilhã (2), Guarda (2), Viana do Castelo (1) e Leiria (1).

Educação
Viseu: Escola Profissional Mariana Seixas vai contar com dois Centros Tecnológicos Especializados

A Escola Profissional Mariana Seixas, em Viseu, conseguiu a aprovação de dois Centros Tecnológicos Especializados, no âmbito do PRR. De acordo com a instituição, os dois centros vão permitir investir cerca de dois milhões e setecentos mil euros em equipamentos tecnológicos nas áreas Informática e Industrial, “dotando a escola profissional de tecnologia de ponta na formação dos alunos, em áreas tão diversificadas como eletrónica, automação, informática, programação, multimédia, fotografia, restauração”.
Além dos equipamentos, haverá também “um forte investimento em mobiliário adaptativo a diversos cenários de aprendizagem, promovendo uma aprendizagem ativa em consonância com o perfil profissional exigido aos profissionais do futuro”.

Educação
IPV disponibiliza curso de Inteligência Artificial. Nova oferta arranca no final de maio

A Associação para o Desenvolvimento e Investigação de Viseu (ADIV), em parceria com o Instituto Politécnico de Viseu (IPV), a Ignít e a Claranet University, vão organizar um curso especializado em Inteligência Artificial, que terá início no dia 27 de maio.
A formação será realizada em formato virtual, com um total de 25 horas, divididas em seis módulos de formação intensiva. O curso inclui estratégias de prompt engineering, criação de conteúdos através de IA e aplicações práticas do ChatGPT.
As inscrições encontram-se abertas, sendo que a realização do curso está sujeita a um quórum mínimo de inscrições que deverá estar garantido até ao dia 17 de maio.

Educação
IPV divulgou a investigação e inovação desenvolvidas nas Unidades Orgânicas

O Edifício Multiusos do Instituto Politécnico de Viseu, acolheu oa 2ª edição do VRI’24 – 2nd PViseu Study, Research & Innovation Summit. O evento procurou divulgar a Investigação e Inovação desenvolvidas nas Unidades Orgânicas do IPV, no âmbito dos mestrados. De acordo com a instituição de Ensino Superior, a exposição contou com 87 posters científicos, "estando presentes propostas de investigação-ação, nas mais diversas áreas do conhecimento, desde as engenharias à educação, passando pelas gestão, tecnologias, saúde e ciências agrárias, entre outras".
Para além dos trabalhos, as Unidades de Investigação e Desenvolvimento do IPV participaram, divulgando os projetos de investigação, ações de inovação e transferência de conhecimento.
"Além da exposição científica, o evento permitiu ainda a participação de empresas e organizações da região, com a exposição dos seus produtos e serviços. Por fim, foi ainda possível a criação de vários espaços de debate acerca dos desafios futuros para o ensino superior e para a inovação e competitividade das organizações presentes nos territórios do interior, com a participação de entidades públicas e privadas", acrescenta o IPV.

Educação
Politécnico de Viseu mostra-se à comunidade, este sábado

Este sábado (20 de abril), o Instituto Politécnico de Viseu (IPV) vai estar de portas abertas para toda a comunidade.
Entre as 10h00 e as 19h00, o Multiusos do Politécnico vai mostrar as ofertas e atividades da instituição de Ensino Superior. Uma mostra que decorre na sequência dos Dias Abertos IPV 2024 nos quais os alunos puderam visitar laboratórios e espaços educativos das escolas superiores integradas e que contou com mais de mil alunos de várias escolas secundárias e profissionais do distrito de Viseu.
No edifício Multiusos, este sábado, vão estar representadas as escolas que coabermpõem o IPV, sendo que os alunos podem esclarecer dúvidas e obter informações.
De acordo com o Politécnico, a iniciativa conta ainda com diversas atividades paralelas, em espaços envolventes, desde sessões de informação sobre o acesso ao ensino superior, sessões de informação sobre a oferta formativa institucional, assim como divulgação dos apoios sociais.

Educação
Primeira fase de acesso ao Ensino Superior arranca em julho. Conheças as vagas nas escolas de Viseu

Para a primeira fase de acesso ao Ensino Superior no novo ano letivo, 2024/25, o Instituto Politécnico de Viseu conta com 1383 vagas divididas pelas cinco escolas superiores.
Na Escola Superior de Enfermagem existem 90 vagas, na Superior de Educação são 354 para os cursos de Artes Performativas, Artes Plásticas e Multimédia, Comunicação Social, Desporto e Atividade Física, Educação Básica, Educação Social e Publicidade e Relações Públicas. Na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu há 593 para os cursos de Contabilidade, Engenharia Civil, Engenharia Eletrotécnica, Gestão de Empresas, Marketing, Turismo, entre outros.
Na Superior Agrária de Viseu, o ano letivo 2024/25 conta com 140 vagas para os cursos de Biotecnologia, Enfermagem Veterinária, Engenharia Agronómica, Engenharia Alimentar e Engenharia Zootécnica. No que diz respeito ao pólo de Lamego da Escola Superior de Tecnologia e Gestão, o próximo ano letivo conta com 206 vagas para os cursos de Engenharia Informática e Telecomunicações, Gestão Comercial, Gestão e Informática, Gestão Turística, entre outros.
No ensino superior privado, no Instituto Piaget há 242 vagas e em relação à Universidade Católica ainda não são conhecidos os números para novos alunos.
A nível nacional, a primeira fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior arranca em 22 de julho com 55.166 vagas, mais 158 do que no ano passado.

 

Educação
IPV promove 'Dia aberto' no Departamento de Engenharia Eletrotécnica (com áudio)

O Departamento de Engenharia Eletrotécnica, do Instituto Politécnico de Viseu (IPV), assinala, esta quinta-feira (11 de abril), o Dia Aberto sob o tema “Mobilidade elétrica e o auto consumo”. A organização espera centenas de pessoas a partir das 09h00.
O evento tem como objetivo abrir as portas da instituição às escolas do ensino corrente e ensino profissional, e à sociedade, como explica Paulo Correia, da organização.
Ao longo do dia estão previstas atividades traduzidas em palestras, mostra de tecnologia e conhecimento, bem como experiências técnicas nos laboratórios. Marcam presença diversas empresas.
Paulo Correia realça que a sociedade também é convidada a participar no Dia Aberto e a tirar dúvidas sobre a utilização da mobilidade elétrica e do auto consumo. A iniciativa conta ainda com demonstrações de meios de transporte menos consumidores de energia.

Educação
Mangualde atribui, este ano, 53 bolsas de estudo a alunos do ensino superior

Cinquenta e três alunos do Ensino Superior, do concelho de Mangualde, receberam esta segunda-feira (25 de março) bolsas de estudo atribuídas pela Câmara Municipal. Apoio relativo a este ano letivo 2023/2024.
Para o presidente da autarquia, Marco Almeida, é uma forma de ajudar as famílias e um estímulo aos estudantes.
A iniciativa da autarquia de Mangualde representa um investimento total de 17.500 euros, contemplando a atribuição de 53 bolsas de estudo de 73 candidaturas apresentadas. De acordo com o autarca, a iniciativa conta este ano com um aumento de bolsas atribuídas em cerca de 40 por cento. No ano passado foram contemplados 44 estudantes.
No final, Marco Almeida pediu aos estudantes universitários para que depois dos estudos não esqueçam o concelho de Mangualde.

Educação
'Dia de Gestão' da Universidade Católica Portuguesa, em Viseu, acontece esta quinta-feira

Esta quinta-feira, 21 de março, a Universidade Católica Portuguesa, em Viseu, promove o “Dia de Gestão”, um evento organizado pelos estudantes da licenciatura em Gestão da Universidade.
Com o tema “Empreendedorismo, Motivação e Sustentabilidade” esta é a 9ª edição de um evento que conta com a presença de cerca de 200 alunos de todo o distrito, para além do público-geral. O mesmo conta com um conjunto de palestras ministradas por personalidades relevantes do panorama regional e nacional.

Educação
Instituto Piaget está há 30 anos em Viseu. Esta quinta-feira assinala os 26 anos da Escola de Saúde

Esta quinta-feira (21 de março), fica marcada pela comemoração dos 30 anos do Instituto Piaget em Viseu e dos 26 anos da Escola Superior de Saúde Jean Piaget/Viseu. A data é assinalada com um seminário sobre a reorganização da saúde e a utilização da inteligência artificial no setor.
Com o mote “Trajetórias e Visão”, a iniciativa junta especialistas e antigos alunos da instituição de ensino.
O programa, que se estende por todo o dia, inclui três conferências e uma mesa-redonda com a participação de antigos alunos. Entre os oradores estão Maria Ermelinda Carrachás, diretora-adjunta da recém-criada Escola Superior de Saúde Jean Piaget em Almada, que falará sobre a nova reorganização da Saúde em resposta às expetativas do cidadão, e Gonçalo Negrão, diretor da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Almada, que abordará o tema dos contributos e desafios da inteligência artificial na saúde.
“Este evento será uma oportunidade única para celebrar marcos significativos na história da nossa instituição”, refere Lúcia Pereira, diretora da Escola Superior de Saúde Jean Piaget de Viseu. A responsável acrescenta que a iniciativa “permitirá reunir profissionais, investigadores, estudantes, membros da comunidade académica e ex-alunos em torno de temas relevantes e muito atuais para o setor da saúde em Portugal”.
A Escola Superior de Saúde Jean Piaget de Viseu deu início às atividades pedagógicas em 1997. Atualmente, leciona as licenciaturas em Enfermagem e Fisioterapia, e pós-graduações nas áreas de Enfermagem, Fisioterapia, Gerontologia, Termalismo e Supervisão Clínica. Adicionalmente,  inclui ainda na sua oferta formativa os CTeSP (cursos técnicos superiores profissionais) de Gerontologia, Serviço Familiar e Comunitário, Exercício Físico e Saúde, e Termalismo e Bem-Estar.

Educação
Escola Superior de Educação de Viseu acolhe dois dias dedicados à Comunicação Social

Na quarta e quinta-feira (dias 20 e 21 de março), decorrem os dias de Comunicação Social na Escola Superior de Educação de Viseu (ESEV) do Instituto Politécnico de Viseu (IPV).
A iniciativa celebra os 29 anos do curso de licenciatura em Comunicação Social e este ano o enfoque são, segundo o IPV, as temáticas da liberdade de expressão e dos direitos humanos no jornalismo, a par com os media locais enquanto espaços de resistência. Haverá ainda palestras com diplomados da Escola Superior de Educação de Viseu e com profissionais da área da Comunicação.
 

 

 

 

Educação
Moimenta da Beira: estão abertas as candidaturas, ao Ensino Superior, para maiores de 23 anos

Está aberto até dia 15 de março o prazo de receção das candidaturas, destinadas a maiores de 23 anos, para os quatro Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) que vão ser ministrados em Moimenta da Beira, no ano letivo 2024/2025: Assessoria e Comunicação Organizacional, Fruticultura/Viticultura, Informática Industrial, e Intervenção Social e Comunitária.
De acordo com a autarquia local, podem candidatar-se todos os que cumpram o definido por lei, ou seja, os titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente (12º ano completo), e os maiores de 23 não titulares de habilitação de acesso ao ensino superior (sem o 12º ano), entre outras situações que reúnam as condições de ingresso.

Educação
Viseu: Sessão Distrital do Parlamento dos Jovens para o Secundário é esta terça-feira

Esta terça-feira (27 de fevereiro) acontece, no auditório da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu, a Sessão Distrital de Viseu do Parlamento dos Jovens para o Ensino Secundário.
A presidir a mesa vai estar Mariana Aires da Escola Básica e Secundária de Moimenta da Beira e terá como vice-presidente Margarida Ferreira Velho do Colégio de Lamego. O secretário é Diogo Oliveira Bastos da Escola Secundária de São Pedro do Sul.
Na sessão distrital participam 25 escolas do Ensino Secundário num total de 78 deputados.
O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República, dirigida aos jovens dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e do ensino secundário, de escolas do ensino público, particular e cooperativo do Continente, das Regiões Autónomas e dos círculos da Europa e de Fora da Europa.
O Parlamento dos Jovens tem por objetivo promover a educação para a cidadania e o interesse dos jovens pela participação cívica e pelo debate de temas de atualidade.
Este ano o tema selecionado para a sessão do Secundário é: “Viver abril na Educação: caminhos para uma escola plural e participativa”.

Educação
Politécnico de Viseu reúne com agrupamentos de escolas, escolas secundárias e escolas profissionais

Esta quinta-feira (01 de fevereiro), durante a tarde, o Instituto Politécnico de Viseu (IPV) recebe agrupamentos de escolas, escolas secundárias e escolas profissionais para um encontro de trabalho. A iniciativa acontece na Aula Magna do IPV.
De acordo com o Politécnico, o objetivo passa por reunir a Comissão de Orientação Vocacional do IPV e os diretores e responsáveis pelos Serviços de Psicologia e Orientação das escolas, tendo em vista apresentar a estratégia de divulgação da oferta formativa do IPV para o ano 2024 e proporcionar um espaço de discussão e debate sobre a melhor estratégia para a divulgação junto dos jovens estudantes de forma a apoiar o processo de tomada da decisão no momento da escolha do seu curso de ensino superior.

Educação
S. Pedro do Sul: Escola Secundária apresenta-se renovada no 2º período do ano letivo

Esta quarta-feira (03 de janeiro) fica marcada pelo regresso do ano letivo com o início do 2º período. Em S. Pedro do Sul, os alunos da Escola Secundária começam a nova fase do ano letivo em instalações renovadas.
Segundo a autarquia, as obras no pavilhão C, no pavilhão desportivo e no campo de jogos exterior encontram-se concluídas, oferecendo assim "melhores condições para o ensino, para a aprendizagem e para a prática desportiva".
As obras de requalificação da Escola Secundária continuam a decorrer, estando agora centradas no pavilhão polivalente.
"Esta grande intervenção é uma aposta efetiva na educação e na modernização das escolas do concelho, oferecendo as melhores condições de conforto e de funcionalidade à comunidade escolar", explica a Câmara Municipal de S. Pedro do Sul.
A empreitada representa um investimento de cerca de três milhões de euros, financiado em 85% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), 7,5% do Estado e 7,5% da Câmara Municipal.

Educação
Viseu: Piaget cria curso sobre Competências Digitais para Psicólogos

O Instituto Piaget de Viseu vai arrancar, em janeiro, com um curso de curta duração sobre Competências Digitais para Psicólogos. O objetivo é permitir aos profissionais da área da Psicologia “adquirir conhecimentos e desenvolver competências para o exercício profissional via remota, através do uso eficaz das ferramentas digitais, com segurança, de forma ética e com bons resultados”. 
Segundo a instituição de Ensino Superior, o curso tem a duração de 20 horas, decorrendo em regime b-learning, sendo seis horas presenciais e 14 horas online.
“A ação formativa é acreditada pela Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP). É desenvolvida em parceria com o Centro Medicina Digital P5, ligado à Escola de Medicina da Universidade do Minho, e conta com o apoio do Piaget Online. As aulas decorrem em horário pós-laboral”, explica.
De acordo com o Piaget, na base da criação do curso está a constatação de que a nova era digital constitui também uma oportunidade e um desafio para a Psicologia. “A transformação digital tem-se assumido como um processo de mudança, da mentalidade e das ferramentas, que potencia o desempenho profissional, melhorando a qualidade e ampliando os serviços prestados”, acrescenta.
É neste quadro que o coordenador pedagógico do curso, Professor Paulo Alves, afirma que “urge, por isso, a aquisição de competências e qualificações no domínio do digital, que preparem os profissionais para as alterações que a transição digital tem vindo e continuará a provocar em todos os setores de atividade”. O académico é simultaneamente o presidente do Campus de Viseu do Instituto Piaget e também psicólogo.
A equipa de formadores é constituída por sete psicólogos e um advogado.  
Além dos psicólogos que sejam membros efetivos da OPP, podem inscrever-se no curso psicólogos juniores e estudantes do 2º ciclo (mestrado) em Psicologia. As aulas terão início no dia 13 de janeiro, estando as inscrições abertas até 11 de janeiro.

Educação
Vouzela atribuiu Prémios de Mérito Escolar a 20 alunos do concelho

A Câmara Municipal de Vouzela procedeu à entrega dos prémios de mérito escolar relativos aos anos letivos 2021/22 e 2022/23.
No total, foram distinguidos 20 alunos do concelho que completaram os 4º, 6º, 9º e 12º anos de escolaridade.
Segundo a autarquia, os Prémios de Mérito Escolar vão desde os 250 euros para o/a melhor aluno/a do 4º ano de cada agrupamento, de 500 euros para o/a melhor aluno/a do 6º ano de cada agrupamento, de 500 euros para o/a melhor aluno/a do 9º ano de cada agrupamento e escola profissional e de mil euros para o/a melhor aluno/a do 12º ano do Agrupamento de Escolas de Vouzela e Campia e Vouzela e escola profissional.
A iniciativa representou um investimento, por parte da autarquia, de nove euros, relativo aos dois anos letivos.
Na sessão, o presidente da Câmara Municipal, Rui Ladeira, felicitou todos os alunos e alunas pelos prémios alcançados, resultado do esforço e empenho pessoais de cada estudante. O autarca agradeceu também às famílias presentes, por incentivarem e acompanharem de perto o percurso escolar dos seus educandos e educandas.

 

Educação
Viseu: alunos da ESTGV convidam profissionais do Turismo para uma Viagem no Tempo

Os alunos do 3º ano da Licenciatura em Turismo, da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu (ESTGV), estão a organizar o evento “Viagem no Tempo”, que irá ser realizado no dia 06 de dezembro, na Casa da Ribeira, em Viseu.
Segundo o Instituto Politécnico de Viseu (IPV), a iniciativa pretende levar os participantes numa viagem ao passado, tendo como objetivo promover tradições, divulgar o artesanato regional e os trajes enquanto identidade e património imaterial e ainda, irá proporcionar um momento de degustação de produtos regionais. A ação destina-se aos profissionais do Turismo e durante a tarde haverá duas sessões, a primeira com início às 14h00 e a segunda agendada para as 16h30.
"Todos os anos, os estudantes de Turismo organizam um evento, no âmbito da unidade curricular de Organização e Gestão de Eventos. Escolhem também uma causa solidária para apoiar", explica a instituição de Ensino Superior, acrescentando que este ano, a turma decidiu apoiar uma causa única e especial - Vamos levar o Lenine a casa. "O Lenine é um elemento da organização da Viagem no Tempo e em 2021 veio para Viseu estudar Turismo, na ESTGV. Desde então, nunca mais conseguiu voltar a casa, à Ilha de Santiago (em Cabo Verde), para visitar a família, sendo este o seu maior sonho. A turma está a reunir fundos para poder concretizar este desejo", conta.

Educação
Câmara de Lamego abre candidaturas para Bolsas de Estudo

Com o intuito de apoiar os alunos economicamente mais carenciados residentes no concelho de Lamego, que ingressem ou frequentem estabelecimentos de ensino superior, a Câmara Municipal local deliberou, este ano, atribuir novamente Bolsas de Estudo a todos os alunos que cumpram as condições de acesso exigidas.
Assim, "este ano escolar, não haverá número máximo de bolsas a atribuir, 
incluindo renovações e primeiras atribuições2,explica a autarquia. 

Segundo a Câmara de Lamego, cada Bolsa de Estudo prevê a atribuição de uma mensalidade de 100 euros, ao longo de dez meses, num total anual de mil euros. As candidaturas já se encontram abertas, através de entrega da documentação necessária no Balcão Único da Câmara Municipal de Lamego ou do envio através dos correios.

Educação
Autarquia de Vouzela vai atribuir prémios de mérito a 20 alunos do concelho

Em Vouzela, vai realizar-se, na próxima quinta-feira (dia 30 de novembro), a cerimónia de entrega dos prémios de mérito escolar aos alunos que mais se destacaram em cada nível de ensino nos anos letivos de 2021/22 e 2022/23.
A iniciativa da autarquia local vai premiar os melhores alunos do 4º ano de cada agrupamento de escolas com um cheque prenda no valor de 250 euros; os melhores alunos do 6º ano de cada agrupamento de escolas com 500 euros, os melhores alunos do 9º ano do ensino regular e do ensino profissional com 500 euros e os melhores alunos do ensino regular e do ensino profissional do 12º ano com 1.000 euros.
"No total vão ser entregues nove prémios de mérito relativos ao ano letivo 2021/2022 e onze prémios relativos ao ano letivo 2022/ 2023. As distinções foram atribuídas de acordo com o Regulamento Municipal de Atribuição de Prémios de Mérito Escolar", explica
A cerimónia pública irá ocorrer pelas 18h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Educação
Mais de 600 alunos estrangeiros frequentam as escolas do Politécnico de Viseu

O Instituto Politécnico de Viseu (IPV) conta com 614 estudantes estrangeiros matriculados neste ano letivo 2023/24.
Segundo a instituição de Ensino Superior, os estudantes, maioritariamente provenientes de países da Europa, África e América do Sul, frequentam todos os ciclos de estudo. “Atualmente temos seis centenas de estudantes de 35 nacionalidades, a frequentar diferentes ciclos de estudo, o que confirma que o IPV é um destino de confiança e cada vez mais global e inclusivo”, sublinha o presidente da instituição, José Santos Costa.
O Politécnico de Viseu tem internacionalizado a oferta formativa nos países lusófonos, europeus e asiáticos e tem vindo a reforçar os procedimentos de acolhimento visando aumentar o número de estudantes de todo o mundo.
O IPV considera que as cidades de Viseu e Lamego ganham novas culturas e modernidade. “A qualidade de vida que Viseu e Lamego oferecem é um complemento importante para a captação de novos estudantes que procuram conciliar a vida estudantil com a social, cultural e desportiva.”, afirma José Santos Costa.
Brasil, Guiné-Bissau e Angola são os países de onde chegam mais estudantes ao IPV.
Cento e catorze estudantes estão no IPV através do Programa Erasmus e de Protocolos Bilaterais de cooperação, oriundos de 13 países (Croácia, Finlândia, Grécia, Polónia, Lituânia, Turquia, Itália, Letónia, Espanha, Holanda, Alemanha, Roménia, Brasil).

Educação
Mangualde: Obra Social Beatriz Pais recruta sócios para garantir futuro da instituição (com áudio)

Com o objetivo de aproximar a instituição à comunidade, a Obra Social Beatriz Pais, em Mangualde, lançou uma campanha de angariação de sócios. Atualmente a instituição presta apoio a 206 crianças. Com mais de quatro décadas de atividade, é uma das maiores creches do concelho mangualdense. A presidente da direção, Liliana Gomes, falou à Dão Digital e explicou que a Obra Social deve abrir-se à comunidade, porque só assim é possível garantir o futuro.
Segundo a responsável, qualquer pessoa pode tornar-se sócio da Obra Social Beatriz Pais pagando seis euros por ano. Com a situação de crise que afeta Portugal e o mundo, também a instituição sente as dificuldades das famílias. Liliana Gomes explica que apenas com uma estrutura forte é possível prestar o apoio social necessário.
Fundada há mais de 40 anos, a Instituição Particular de Solidariedade Social  (IPSS) ficou a designar-se por Obra Social Beatriz Pais – Raúl Saraiva, em homenagem aos dois irmãos fundadores.

 

Educação
Lamego: Escola de Hotelaria e Turismo do Douro celebrou 23 anos, esta segunda-feira

Esta segunda-feira, dia 20 de novembro, ficou marcada pelo 23º aniversário da Escola de Hotelaria e Turismo do Douro-Lamego. O diretor da Escola, Miguel Duarte, referiu que “estamos extremamente orgulhosos do que alcançamos ao longo destes 23 anos. Foram 23 anos a formar profissionais, 23 anos a formar pessoas. Este aniversário não é só nosso, é também dos nossos alunos, do nosso colaborador, da cidade de Lamego e de toda a região duriense”.  
"Apesar do volume de alunos que iniciam os cursos estar a ser constante, a Escola de Hotelaria e Turismo do Douro enfrenta o desafio de responder às necessidades do mercado de emprego, onde se estima que faltem cerca de 45 mil pessoas para trabalhar no setor turístico. A procura de formação não tem acompanhado o crescimento e desenvolvimento num setor que continua a prosperar e está a proporcionar imensas oportunidades de emprego e de carreira. Analisando a taxa de sucesso atual, evidencia-se a existência de espaço para formar um contingente ainda maior de profissionais para integrar efetivamente o mercado de trabalho turístico", explica a escola.  

Educação
Iniciativas itinerantes de Ciências vão percorrer todas as escolas de Viseu Dão Lafões

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões vai voltar a levar às escolas da região duas iniciativas itinerantes. A partir desta terça-feira (21 de novembro), o autocarro “Laboratório Móvel das Ciências” e o Breakout Educativo “Apanhados pelo Clima” irão percorrer todo o território e proporcionar novas experiências e desafios aos alunos.
O autocarro “Laboratório Móvel das Ciências: Viseu Dão Lafões” é destinado aos alunos mais novos, dos 2.º e 3.º anos de escolaridade. As crianças terão ao dispor um ambiente pedagógico inovador, com materiais e conteúdos diversificados, que estimulam o conhecimento em áreas como a robótica, a sustentabilidade e o mundo digital.
A outra iniciativa é o Breakout Educativo “Apanhados pelo Clima”, que funciona em conjunto com a “Bancada Móvel das Ciências”. Este bloco integra o projeto “O Futuro é Amanhã”, o qual pretende motivar a reflexão, o debate e a divulgação da problemática das alterações climáticas. O público-alvo são todos os alunos dos 7.º, 8.º e 9.º anos de escolaridade dos 14 agrupamentos de escolas. 
“A CIM Viseu Dão Lafões tem como um dos seus grandes desígnios contribuir para a melhoria do sucesso educativo na região. A criação de ambientes pedagogicamente inovadores é, comprovadamente, um método eficaz de motivação dos alunos de todas as idades. Iniciativas como estas, que vão percorrer todos os agrupamentos de escolas do território, criam valor acrescentado e aumentam as condições para o sucesso dos nossos alunos”, sublinha Fernando Ruas, Presidente da CIM Viseu Dão Lafões. Nuno Martinho, Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões, destaca a colaboração com os municípios nesta área: “Estes projetos na área da educação são desenvolvidos em articulação com os municípios e agrupamentos de escolas, envolvendo toda a comunidade educativa de Viseu Dão Lafões. O contacto dos alunos, de todas as idades, com áreas tão atuais como a robótica, as ciências experimentais, as alterações climáticas ou a economia circular potencia o gosto pelo conhecimento e pela descoberta, o que, por sua vez, estimula um maior envolvimento na aprendizagem. E, pois, uma aposta ganha à partida e com impacto positivo no percurso escolar dos nossos jovens”. 

Educação
No aniversário da ESTGL,Câmara de Lamego garante apoio à consolidação do ensino superior no concelho

A Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (ESTGL) assinalou, na quarta-feira  (15 de novembro), os 23 anos de atividade, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com a presença de várias entidades, entre as quais o presidente do Instituto Politécnico de Viseu, José Costa, e o residente da ESTGL, Miguel Mota.
Dos discursos ficou implicita a vontade de dar continuidade ao desenvolvimento do ensino superior em Lamego, procurando cativar mais alunos através de uma oferta mais alargada de áreas de formação e pós-graduações.
Catarina Ribeiro, cice-Presidente da Câmara Municipal de Lamego, garantiu a colaboração total da autarquia: “Podem contar sempre com o nosso apoio. Procuramos caminhar juntos no desenvolvimento e crescimento da ESTGL, instituição de elevada importância para a cidade e que tem todo o nosso apreço”.
José Costa garantiu que “já não existem ex-alunos. Queremos manter os alunos na escola oferecendo opções transversais a todas as idades e a todas as etapas da vida, para que procurem continuamente o conhecimento”.
Eric Pereira foi o orador convidado da Oração de Sapiência. Natural de São Paulo, este hipnoterapeuta e professor de hipnoterapia com 25 anos de carreira falou na importância de “não nos perdermos no caminho”. “Afinal qual é o propósito de cada um nesta vida?”, foi uma das muitas questões que colocou à plateia. Acrescentou que não tem dúvidas de que todas as pessoas estão no ponto de partida e sabem onde querem chegar. No entanto, deixam que, diariamente, as distrações tomem conta da vida e perdem o foco nos objetivos.
A mensagem ficou clara para o público, incluindo para as dezenas de alunos presentes: “Estudem, trabalhem, esforcem-se, não percam o foco e recordem todos os dias o propósito individual.”
A comemoração de 23 anos de história, e de muitas histórias da ESTGL, terminou com a atuação de duas tunas - a Real Tertúlia Académica Tun’unkacerta e a Estudantina Académica de Lamego -, culminando com a serenata da Estudantina a Catarina Ribeiro.

 

Educação
Exercício 'A Terra Treme' teve epicentro em escola de Mangualde, esta terça-feira (com áudio)

Baixar, proteger e aguardar foram as palavras mais repetidas durante o exercício nacional "A terra treme", promovido pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, realizado em todas as escolas do concelho de Mangualde e do país, esta terça-feira (14 de novembro).
O município de Mangualde e os Bombeiros Voluntários juntaram-se à iniciativa, com a realização de um simulacro na Escola Gomes Eanes de Azurara. Às 11h14, a sirene soou durante um minuto. Durante esse período, as crianças executaram os três gestos que devem ser adotados antes, durante e depois de um sismo. Participaram no exercício quase 700 alunos de 30 turmas.
Para o diretor do Agrupamento de Escolas de Mangualde, Joaquim Loureiro, é importante este tipo de sensibilização na comunidade escolar, até porque um sismo pode acontecer a qualquer altura.
O vereador de Proteção Civil na autarquia de Mangualde, Rui Costa, faz um balanço positivo do exercício. Rui Costa considera que prevenir é o melhor remédio.
No final do simulacro de sismo, o coordenador da Proteção Civil Municipal, Carlos Carvalho, também fez um balanço positivo, mas  realçou alguns procedimentos que devem ser melhorados durante a evacuação dos alunos.

 

Educação
Instituto Politécnico de Viseu comemora 44 anos de ensino superior

O Instituto Politécnico de Viseu (IPV) está a comemorar os 44 anos de atividade. A cerimónia acontece, na tarde desta terça-feira (07 de novembro), na Aula Magna do IPV.
O programa tem início às 15h00 com um cortejo académico, contando com a participação dos docentes do IPV, seguindo-se um momento musical com o Conservatório Regional de Música de Viseu, Dr. José de Azeredo Perdigão.
Segue-se a apresentação do vídeo IPV e a apresentação da plataforma ALUMNI, incorporada no portal integrado do Politécnico.
Durante a tarde são ainda nomeados os primeiros Embaixadores do IPV e da partilha de testemunhos dos diplomados da instituição de ensino superior que estão em vários pontos do mundo.
A sessão solene está prevista às 16h45 com as intervenções do presidente da Associação Académica do IPV, do representante da EUNICE4U, do vice-Reitor da Universidade Tecnológica de Poznan (Polónia), do presidente do Conselho Geral do IPV, do presidente da Câmara Municipal de Viseu, do presidente do Instituto Politécnico de Viseu e do Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.
O programa termina com um momento de convívio intitulado “Redescobrir os territórios Douro e Dão Lafões através dos sabores”, com o contributo dos municípios de Castro Daire, Lamego, Mangualde, Moimenta da Beira, Nelas, Sabrosa, São Pedro do Sul, Tondela, Vila Nova de Paiva, Viseu e Vouzela.

Educação
Autarquia de Tondela lança concurso de desenho escolar alusivo ao 25 de Abril

No âmbito das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril, a Câmara Municipal de Tondela vai promover um concurso de desenho alusivo à data histórica dirigido aos alunos que frequentam as escolas do concelho.
O concurso destina-se a estudantes do 1º, 2º, 3º ciclos e do ensino secundário e profissional. Os alunos são convidados a participar através da elaboração de desenhos, por si criados de forma original.
"Cada participante apenas poderá apresentar um trabalho a concurso, sendo que os desenhos também podem ser realizados em parceria, preferencialmente, no máximo por dois alunos, respeitando sempre o tema do concurso", explica a autarquia acrescentando que os trabalhos "deverão ser realizados em folhas de papel branco ou em papel reciclado, em tamanho A4, sem rasuras e sem nomes na parte frontal". No verso do desenho, no canto superior esquerdo, deverá constar o nome do autor, o estabelecimento de ensino frequentado, ano letivo, turma e número, bem como, no nome completo do encarregado de educação. "Os desenhos têm que ser elaborados com técnica livre e manual, não podendo ser impressos e apresentados emoldurados, enrolados ou dobrados", adianta.
Os interessados em participar devem entregar os trabalhos até ao dia 15 de dezembro no Museu Municipal Terras de Besteiros. Segundo a Câmara Municipal, a seleção e apreciação dos trabalhos por parte do júri ocorre nos dois meses seguintes, sendo que a divulgação dos trabalhos selecionados realizar-se-á em março. Na escolha pesarão critérios como a criatividade, a originalidade, a comunicabilidade e a qualidade.
Em abril decorre uma apresentação pública com os desenhos selecionados pelos jurados, no âmbito da Festa do Livro e da Leitura. Os vencedores verão também os seus desenhos publicados em livro.

Educação
Agrupamento de Escolas de Mangualde renovou galardão Eco-Escolas

O Agrupamento de Escolas de Mangualde renovou o galardão Eco-Escolas e voltou a receber a bandeira correspondente. A cerimónia decorreu  no Altice Forum Braga e reconheceu o trabalho de todos quantos participam no Programa Eco-Escolas, uma iniciativa de âmbito internacional, coordenada em Portugal pela Associação Bandeira Azul, e que se destina a todos os graus de ensino (do Pré-escolar ao Ensino Superior).
A metodologia, inspirada nos princípios da Agenda 21 local, pretende garantir a participação das crianças e jovens na tomada de decisões, envolvendo-os na construção de uma escola e de uma comunidade mais sustentáveis.
Participaram no Dia das Bandeiras Verdes cerca de cinco pessoas de todo o país, desde alunos, professores, diretores de escolas e representantes dos municípios parceiros do projeto.

Educação
Professores suecos estiveram em Mangualde para conhecer a Academia@STEM

Com o objetivo de conhecer as práticas da Academia@STEM, implementada pelo Agrupamento de Escolas de Mangualde, em colaboração com a Câmara Municipal, um grupo de oito elementos, incluindo diretores de escolas da Suécia, estiveram em Mangualde.
"Pediram-nos para conhecer a nossa Academia@STEM, o que é revelador da importância que este projeto tem na comunidade educativa em geral. Desperta o interesse de europeus, é um exemplo para o mundo", afirma o vereador da Educação na Câmara de Mangualde, Rui Costa.
O programa é o primeiro do país a receber o selo "STEM School Label Expert", e, segundo a autarquia, usa metodologias ativas, ou seja, os alunos fazem as aprendizagens a partir de atividades práticas, colocando as “mãos na massa", de forma interdisciplinar e colaborativa, com recurso a tecnologia. “Este modelo de ensino tem como parceiros outras instituições de ensino, tal como a Universidade Católica Portuguesa e empresas locais”, refere.   
A autarquia acrescenta que no final da visita, os profissionais de educação suecos afirmaram que pretendem importar o modelo de ensino para os estabelecimentos de ensino do próprio país. “Consideraram o modelo inspirador e mostraram-se surpreendidos com a disponibilidade e envolvimento do município e das empresas locais”, sublinha referindo que no último ano, dirigentes educativos espanhóis, italianos e croatas se deslocaram a Mangualde para conhecer o programa.  

Educação
Alunos de Itália, Grécia e Turquia estão em Mangualde para debater alterações climáticas (com áudio)

No âmbito do Projeto Erasmus+ Alterações Climáticas e Otimização da Pegada Carbónica que está a ser desenvolvido no Agrupamento de Escolas de Mangualde, cerca de 30 alunos e professores de quatro países participam numa Mobilidade Internacional.
Até à próxima sexta-feira (20 de outubro), Mangualde acolhe professores e alunos de Itália, Grécia e Turquia para uma semana que vai servir para sensibilizar para a temática do projeto, como realça a professora coordenadora, Sandra Azevedo.
Ao longo dos próximos cinco dias, são diversas as atividades que vão ser realizadas, como é o caso de visitas ao património da região, workshops, palestras, plantação de árvores, entre outras.
Segundo a coordenadora do projeto em Mangualde, o projeto Erasmus é uma mais valia para os alunos por ajudar a desenvolver várias competências. 
Esta primeira mobilidade internacional do projeto Erasmus+ Alterações Climáticas e Otimização da Pegada Carbónica decorre ao longo desta semana em Mangualde, mas em março do próximo ano acontece em Itália e em maio na Turquia. 

Educação
Município de Viseu abre, este domingo, novas candidaturas para Bolsas de Estudo do Ensino Superior

O Município de Viseu voltou a abrir candidaturas para bolsas de estudo direcionadas a estudantes do Ensino Superior, através de um investimento de cerca de 50 mil euros. À semelhança do que ocorreu no ano passado, o valor máximo atribuído por bolsa é de 700 euros, num programa que, segundo a autarquia, tem tido uma evolução considerável no número de candidatos, "a grande maioria provenientes de agregados familiares com relevante carência económica". Em 2022, foram 71 as bolsas atribuídas.
Para o presidente da Câmara Municipal de Viseu, Fernando Ruas, a atribuição das bolas “é de uma importância extrema, uma vez que possibilita a continuação de estudos a estudantes com falta de condições económicas”. O autarca admite ainda que “o município de Viseu está atento às necessidades dos jovens, nomeadamente dos estudantes, e pretende, a cada ano letivo, aprimorar e possibilitar as melhores condições de estudo possíveis, ao maior número de alunos do concelho de Viseu” concluiu. 
As candidaturas realizam-se, totalmente, em formato digital, desde este dia 15 de outubro, e carecem da apresentação do cartão de cidadão, do atestado de residência emitido pela Junta de Freguesia, da declaração de agregado familiar emitida pela Autoridade Tributária, do certificado de matrícula, da declaração e da nota de liquidação de IRS do ano anterior.
"A atribuição destas bolsas implica que: o agregado familiar resida há, pelo menos, três anos no concelho; o estudante candidato esteja a concorrer ou a frequentar pela primeira vez em curso superior e que os estudantes em causa ingressem ou frequentem estabelecimentos de Ensino Superior, público ou privado, no território nacional, para obtenção do grau académico de licenciado, mestre ou conclusão dos CTeSP (Cursos Técnicos Superiores Profissionais)", explica a Câmara Municipal. 

Educação
Viseu: ESSV comemora, esta quarta-feira, 49 anos de ensino

A Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Viseu (IPV) está a assinalar 49 anos de atividade. O aniversário é comemorado esta quarta-feira (11 de outubro), durante a manhã.
Após as habituais boas-vindas pelos anfitriões, designadamente o presidente do Instituto Politécnico de Viseu, a presidente da Escola Superior de Saúde de Viseu e o presidente do Conselho Técnico Científico e a presidente do Conselho Pedagógico segue-se a conferência sobre “Autocuidado” proferida por Raúl Juárez-Vela, PhD Facultad de Ciencias de la Salud, Universidad La Rioja.
Segundo a instituição de ensino superior, o autocuidado, designadamente capacitar as pessoas para o autocuidado é um desafio para os profissionais de saúde, mas uma prioridade de acordo com as evidências demográficas e epidemiológicas.
Depois de um momento comemorativo, acontece a última lição do professor Daniel Silva, anterior presidente da ESSV. A manhã termina com uma homenagem aos colaboradores com 25 anos de serviço na ESSV, com a conferência In One Day: Innovation in IPV Ideias inovadoras na promoção da saúde mental - realizada pelo médico Psiquiátrico João Brás e com um momento musical de Daniel Simões, estudante do 4º ano da ESSV.

Educação
Mangualde: duas freguesias atribuem bolsas de estudo a alunos do Ensino Superior

A pensar nos estudantes do Ensino Superior, a União de Freguesias de Tavares e a União das Freguesias de Santiago de Cassurrães e Póvoa de Cervães, no concelho de Mangualde, voltam, este ano, a atribuir bolsas de apoio. No caso da União de Freguesias de Tavares, as inscrições, na Junta de Freguesia, decorrem até dia 20 deste mês de outubro. “O apoio destina-se ao pagamento dos custos de uma viagem mensal, em transportes públicos, da cidade portuguesa em que se situa a universidade, até ao local de residência, por um período máximo de 11 meses, explica a União de Freguesias.
“São elegíveis os alunos que ingressem ou frequentem o ensino superior, com residência e recenseados na União de Freguesias de Tavares, há mais de um ano, assim como todos os elementos do seu agregado familiar”, acrescenta.⠀
O formulário e o regulamento podem ser consultados na Freguesia ou em https://bit.ly/bolsas_de_estudo_UFTavares
Já a União das Freguesias de Santiago de Cassurrães e Póvoa de Cervães tem a decorrer o prazo de candidaturas às bolsas de estudos ao Ensino Superior, até 29 de dezembro.
O executivo considera a medida uma mais valia “para a formação/conhecimento na vida dos jovens”.
Em relação ao ano letivo anterior, a União de Freguesias de Santiago de Cassurrães e Póvoa de Cervães atribuiu bolsa, de 300 euros, a nove estudantes da freguesia.

Educação
Mangualde: município abre candidaturas para bolsas de estudo a alunos do ensino superior (com áudio)

A Câmara Municipal de Mangualde volta, este ano, a atribuir bolsas de estudo aos estudantes, com residência no concelho, que frequentam o ensino superior.   
As candidaturas podem ser feitas de 01 de outubro a 15 de novembro. Segundo a autarquia, a bolsa, que serve para contribuir para as despesas de alojamento, alimentação, transporte, material escolar e propinas, é atribuída em função dos rendimentos anuais do agregado familiar.  
A vereadora que tutela o pelouro da Ação Social, Maria José Coelho, justifica a medida com “as dificuldades económicas que afetam algumas famílias”. ”Entendemos que temos a obrigação de apoiar e motivar a progressão de estudos, razão pela qual atribuímos bolsas a jovens residentes do concelho para incentivar a formação de quadros técnicos superiores na região”, acrescenta.
A autarquia refere ainda que a bolsa pode ser acumulada com outros apoios concedidos por outras instituições, desde que o valor não ultrapasse o Indexante de Apoios Sociais.  
Os interessados podem consultar o regulamento e preencher o formulário de candidatura disponível em www.cmmangualde.pt e apresentar com a documentação obrigatória no Gabinete de Ação Social de Mangualde ou no Balcão Único.  
No ano letivo passado, o município mangualdense atribuiu 44 bolsas de estudo aos alunos do ensino superior. Ao longo dos últimos seis anos a autarquia concedeu 244 bolsas, num total de 87.500 euros.   
O município de Mangualde tem disponibilizado 12.500 euros para as bolsas de estudo a alunos do ensino superior, mas, segundo a autarquia, este ano o valor é reforçado em mais alguns milhares de euros. 

Educação
Executivo da União das Freguesias de Mangualde visitou alunos da Escola Ana de Castro Osório

O executivo da União das Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta, esteve na Escola Ana de Castro Osório para dar as boas vindas aos alunos que este ano iniciaram o percurso escolar.
Durante a visita às cinco turmas do 1° ano, o executivo ofereceu, a cada aluno, o livro de histórias "Um Livro Feliz".
Segundo a União das Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta, a iniciativa pretende promover hábitos de leitura, incentivar o gosto pelos livros, e desejar a todos os alunos um bom ingresso e sucesso no percurso escolar.

Educação
Município de Vouzela vai atribuir bolsas de estudo a alunos do ensino superior

O município de Vouzela vai atribuir bolsas de estudo a alunos que ingressem ou frequentem estabelecimentos de ensino superior público e que residam no concelho de Vouzela.
"Poderão candidatar-se os alunos que cumpram um dos seguintes requisitos: que tenham ingressado na universidade; que estejam inscritos em cursos ministrados em estabelecimentos de ensino superior públicos portugueses, homologados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; que estejam inscritos em estabelecimentos de ensino superior privado portugueses, em cursos não ministrados no ensino superior público e homologados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; que estejam inscritos nos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CteSP), homologados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, refere a autarquia.
Segundo a Câmara Municipal, as bolsas poderão ascender a mil euros anuais e visam contribuir para custear, entre outras, as despesas de alojamento, alimentação, transporte, material escolar e propinas.
O período de candidaturas decorre entre 01 de outubro e 15 de novembro, devendo as mesmas ser feitas através dos Serviços Online no site do Município de Vouzela.

Educação
Ministro da Educação inaugura, esta sexta-feira, escola no concelho de São Pedro do Sul

O ministro da Educação, João Costa, vai inaugurar a reabilitação do Jardim-de-Infância e 1.º CEB de Oliveira, no concelho de São Pedro do Sul, esta sexta-feira, dia 22 de setembro, às 16h00.
Segundo a autarquia local, a intervenção teve como objetivo restaurar o atual edifício, com melhorias do ponto de vista da eficiência energética, acessibilidades, segurança e conforto, tendo sido criados novos espaços e salas.
“A reabilitação da infraestrutura, que representou um investimento superior a 840 mil euros e foi comparticipada em 85% pelo Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER, incluiu ainda a substituição da cobertura, colocação de isolamento térmico, substituição das portas e janelas, restauro das casas-de-banho, criação de condições de acessibilidades, substituição de pavimentos, pinturas, isolamento térmico e novo mobiliário escolar, assim como a requalificação do espaço exterior”, explicou.

Educação
Mangualde: obras da Escola Secundária foram inauguradas (com áudio)

A primeira fase de requalificação da Escola Secundária Felismina Alcântara, em Mangualde, foi inaugurada esta terça-feira (19 de setembro). 
A empreitada de mais de um milhão e meio de euros (1.631.091,55), comparticipada a 85% por fundos comunitários, teve como objetivo modernizar as instalações, equipá-las com novo mobiliário,  renovar as instalações sanitárias, entre outros trabalhos.
Na cerimónia, o diretor do Agrupamento de Escolas, Joaquim Loureiro, realçou o investimento que tem sido feito na educação, no concelho.
Concluída a primeira fase de requalificação, a segunda fase está já a ser preparada pela autarquia, como deu conta o presidente da Câmara Municipal. Marco Almeida referiu que se trata da maior intervenção, na educação do concelho, dos últimos anos. O autarca sublinhou ainda o facto de ter sido aprovada a candidatura para a criação do Centro Tecnológico de Informática. Um projeto que ronda os 600 mil euros.
A inauguração da requalificação foi presidida pelo presidente da Assembleia da República. Para Augusto Santos Silva é importante assinalar todas as obras públicas, uma vez que implicam o esforço de várias pessoas e contam com o dinheiro dos impostos da população. 
Na primeira fase da remodelação da Escola Secundária de Mangualde foram criados quatro laboratórios, salas de professores e instalado aquecimento.
No edifício, que apresentava deficiências em termos térmicos, foram colocadas telas de impermeabilização e isolamento nas coberturas e fachadas.  Foi também substituída a caixilharia para alumínio de corte térmico e vidros duplos. Foi ainda substituída a rede de abastecimento de água e renovação da rede de segurança contra incêndios.

Educação
Mangualde: ano letivo arrancou com melhores condições físicas na Escola Secundária (com áudio)

A primeira fase de requalificação da Escola Secundária Felismina Alcântara (ESFA), em Mangualde, foi terminada a tempo do arranque do novo ano letivo. Desde sexta-feira (15 de setembro), que as centenas de alunos da ESFA podem usufruir de salas com melhores condições e mais modernas. 
A inauguração das obras acontece esta terça-feira (19 de setembro) e conta com a presença do presidente da Assembleia da República, como refere Joaquim Loureiro, diretor do Agrupamento de Escolas de Mangualde.
A requalificação da Escola Secundária de Mangualde envolve mais de um milhão e meio de euros e teve como objetivo melhorar a eficiência energética do espaço. Está ainda prevista uma segunda fase de requalificação, mas ainda sem data conhecida.

Educação
Centenas de alunos do distrito de Viseu vão usar a tecnologia da Lego

Mais de 500 alunos, do 7º ano de escolaridade, de cinco concelhos do distrito de Viseu vão estar em contacto com a tecnologia da Lego.
O anúncio foi feito, à Lusa, pela diretora do Centro de Formação EduFor.
Isabel Serra, referiu que o kit educativo ‘SPIKE Prime LEGO Education’ vai ser utilizado por alunos de 28 turmas, estando envolvidos 36 professores dos agrupamentos de escolas de Nelas, Mangualde, Penalva do Castelo, Sátão e Vila Nova de Paiva.
Segundo, disse à Lusa, a diretora da EduFor, o kit educativo ‘SPIKE Prime LEGO Education’, que “combina os clássicos e versáteis elementos Lego com a mais avançada tecnologia dos elementos inteligentes technic e de um software intuitivo”, tem por objetivo “um ensino mais ativo e participado da parte dos alunos”.
“Para já, as disciplinas envolvidas são as STEM [ciência, tecnologia, engenharia e matemática], nomeadamente a matemática, ciências e físico-química, porque os kits e metodologia de trabalho requerem um trabalho com programação e robótica que têm mais a ver com o currículo destas áreas”, justificou.
O programa resulta da parceria entre o Centro de Formação EduFor e a Areal Editores, distribuidora oficial da Lego Education em Portugal.

Educação
Mangualde investe cerca de 800 mil euros neste ano letivo

Cerca de oitocentos mil euros é o investimento da Câmara Municipal de Mangualde no arranque do novo ano letivo. A verba abrange, segundo a autarquia, transportes, refeições escolares, componentes e atividades de animação de apoio à família.
“Quase 350 mil euros destinam-se a assegurar transporte e outra verba idêntica está reservada para o fornecimento de refeições, fruta e leite ao Agrupamento de Escolas de Mangualde”, explica. 
Para as escolas das aldeias, que não contam com cantina, a Câmara Municipal protocolou com IPSS`s do concelho o fornecimento das refeições, num valor que ronda os 135 mil euros.
“Atendendo à questão da inflação e o aumento de custos para as famílias, este ano decidimos reforçar o valor pago por refeição na ordem dos 10% às instituições parceiras do município. Ou seja, pagamos três euros em vez dos 2,75 euros do ano passado”, explica o presidente da Câmara de Mangualde, Marco Almeida.
A autarquia acrescenta que cada aluno paga, no máximo, 1, 46 euros por refeição.
“Este ano o município vai ainda aplicar 100 mil euros na Componente de Apoio à Família (CAF) no 1.º ciclo, e Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF) no ensino pré-escolar”, conclui.

Educação
Mangualde: alunos da União de Freguesias de Tavares recebem material escolar e aulas de equitação

Os alunos que, este ano letivo, frequentam a escola do pré-escolar e do primeiro ciclo na União de Freguesias de Tavares, no concelho de Mangualde, vão poder frequentar, gratuitamente, aulas de equitação. 
Uma experiência que algumas crianças já tiveram durante as Férias Desportivas da Junta de Freguesias e que agora é alargada, como nos explicou Alexandre Constantino, o presidente da União de Freguesias.
As aulas de equitação são ministradas pelo Centro Hípico que abriu portas em Vila Mendo, em abril deste ano. Para além da oferta de aulas de equitação, a junta volta este ano letivo a oferecer material escolar aos cerca de 60 alunos da União de Freguesias.
Alexandre Constantino explica que o objetivo é ajudar as famílias e permitir oportunidades iguais às crianças.

Educação
GNR marca início do ano letivo com sensibilização da comunidade escolar (com áudio)

A GNR está a realizar ações de sensibilização dirigidas aos alunos, professores e encarregados de educação para assinalar o regresso às aulas. As iniciativas decorrem até sexta-feira (15 de setembro) em todo o país. O objetivo passa por divulgar o Programa Escola Segura e dar a conhecer medidas de segurança, como explica o Tenente Coronel Adriano Resende, relações públicas da GNR de Viseu.
Alguns dos conselhos que a GNR deixa aos alunos é que memorizem no telemóvel o número do Posto da GNR local, esperar pelos familiares dentro da escola e nunca circular sozinho fora da escola.

Educação
Mangualde: novo ano letivo arranca esta quinta-feira (com áudio)

O novo ano letivo arranca, em Mangualde, esta quinta-feira (14 de setembro). Os alunos que iniciam um ciclo ou que mudam de escola vão ter oportunidade de conhecer o novo espaço, o diretor de turma, o horário, entre outros detalhes, como explicou, à Dão Digital, o novo diretor do Agrupamento de Escolas, Joaquim Loureiro.
Na sexta-feira (15 de setembro), as portas das escolas do concelho de Mangualde abrem para acolher todos alunos, e são cerca de 2500. Na sexta-feira, as aulas já vão decorrer com normalidade, apesar de ainda faltarem 14 professores. Situação que Joaquim Loureiro espera ver resolvida nos próximos dias. Relativamente aos auxiliares, o diretor do agrupamento garante que a situação está controlada.
O novo diretor do Agrupamento de Escolas de Mangualde tomou posse há pouco mais de um mês. Joaquim Loureiro faz, para já, um balanço positivo do trabalho.
O Agrupamento de Escolas de Mangualde abre portas para o novo ano letivo, esta quinta-feira. No total são quase 2500 alunos.
A Escola Secundária Felismina Alcântara vai acolher 764 alunos em 33 turmas, a Escola Gomes Eanes de Azurara conta com 649 estudantes em 31 turmas e a Escola Ana de Castro Osório vai acolher 603 crianças com 28 turmas. As escolas das diversas aldeias do concelho acolhem, este ano letivo, 324 alunos.