Lamego celebra a fundação do Mosteiro das Chagas

A Santa Casa da Misericórdia de Lamego vai comemorar o 433º aniversário da fundação do Mosteiro das Chagas, do qual resta atualmente apenas a Igreja com o mesmo nome, com a realização de uma celebração no próximo sábado, dia 27 de novembro. 
O programa do evento prevê a realização, à noite, do concerto "Avé Senhora do Advento" em evocação de Nossa Senhora das Graças, pelo Coro da Misericórdia e pelo Coro de Santo Agostinho, da cidade de Coimbra. Ao final da tarde, às 18h00, também é celebrada na Igreja das Chagas uma missa, presidida por D. António Couto, Bispo da Diocese de Lamego.
Ao longo do dia, a instituição promove ainda um Curso de Formação de Canto Coral de aprendizagem teórico-prática. A formação é ministrada por Alberto Seiça, doutorado em Ciências Musicais pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com uma larga experiência no domínio coral tendo dirigido diversos coros.
"Cuidar do aspeto vocal e da técnica de canto e recordar os princípios doutrinais para o canto na liturgia são os principais temas a abordar na formação" que decorre no edifício-sede da Misericórdia.

 


Publicidade

 

 


2021-11-25 15:17:19
Autor: Irene Ferreira

Outras Notícias


Política

Legislativas: Manuela Antunes (BE) lidera lista por Viseu

A Mesa Nacional do Bloco de Esquerda (BE) aprovou Manuela Antunes para encabeçar a lista do distrito de Viseu do Bloco de Esquerda, no âmbito das eleiçõees legislstivas agendadas para o dia 30 de janeiro de 2022.
Em segundo lugar surge o nome de Manuel Coelho, de Tarouca, e em terceiro a independente Inês Coelho, de Mangualde.
Manuela Antunes refere que é cabeça de lista do Bloco no distrito de Viseu com "uma lista plural que reúne pessoas de vários setores de atividade profissional de todo o distrito que querem fazer a diferença, que se comprometem a apresentar e defender propostas concretas que coloquem as pessoas e o seu território no centro de decisão, promovendo o desenvolvimento e a fixação de pessoas no distrito e na região, através da criação de empregos e de um maior investimento na habitação e nos transportes públicos". "Não queremos trabalho precário. Não queremos portagens onde não existe transporte público. Queremos mais justiça social. Queremos um distrito que coloque a emergência climática no centro de todas as decisões. Queremos estar nos centros de decisão“, acrescenta Manuela Antunes.
Manuel Coelho diz que aceitou o convite para integrar esta lista "com o intuito de contribuir para esclarecer o distrito de Viseu da necessidade da viragem à Esquerda para aprofundarmos as políticas social, nomeadamente para termos um Serviço Nacional de Saúde (SNS) que sirva o distrito, uma política ambiental virada para a urgência climática, da necessidade de uma política de transporte público que sirva todas as populações. Sobretudo na construção de um distrito para todas as pessoas, onde não seja necessário sair, quando o que se quer é ficar”.
Também Inês Coelho explica que integra a candidatura porque "o Bloco de Esquerda, é o único partido em Portugal cujas lutas e compromissos são interseccionais e no qual todas e todos contam. Erradicar as desigualdades e discriminações, salvar o SNS, proteger os trabalhadores e as trabalhadoras da precariedade, lutar pela igualdade, inclusão e justiça social é o que me faz dar a cara por este projeto".

Local

Vouzela terá centro de demonstração de tecnologia inovadora de produção de energia

 Vouzela vai ter um centro de demonstração de uma tecnologia que permite produzir energia limpa todos os dias do ano, sem depender das condições climatéricas e sem ocupar muito espaço, cuja primeira pedra foi hoje lançada.
“Estamos em presença de um projeto-piloto, demonstrador, de produção de energia limpa, todo ano”, disse aos jornalistas a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, acrescentando que o objetivo é produzir energia “com base numa tecnologia assente nuns tubos que são enterrados no solo”.
No Centro de Demonstração de Tecnologia Energética de Vouzela – um investimento totalmente privado, cujo valor não foi revelado – será aperfeiçoada uma tecnologia alemã.
“Se se demonstrar que é possível escalar e multiplicar este projeto, os empresários têm previstos outros investimentos em territórios do interior, o que para nós é claramente uma vantagem”, frisou.
Ana Abrunhosa apontou a vantagem de ser preciso pouco espaço: “para produzir a mesma quantidade de energia, enquanto na energia solar é preciso um campo de futebol, aqui é preciso meia baliza”.
Segundo a ministra, existe também a vantagem de serem “projetos ideais para territórios de baixa densidade”, tendo-se os empresários comprometido a ceder parte da energia produzida para edifícios públicos, instituições particulares de solidariedade social e população local.
“Podemos ter o concelho de Vouzela alimentado, a não gastar um cêntimo em energia e a gastar apenas energia limpa com base numa fonte sustentável”, realçou a governante, acrescentando que vai “acompanhar e aguardar com expectativa” o desenvolvimento do projeto, cujos primeiros resultados devem ser conhecidos “nos próximos dois anos”.
O presidente da Câmara de Vouzela, Rui Ladeira, mostrou-se convicto de que se trata de “um projeto com potencial de alavancagem do concelho, da região e do país”.
O autarca frisou quer a “criação de emprego qualificado para a operação em si”, quer a possibilidade de ser criado um “cluster industrial de fabrico de componentes para este tipo de projetos tecnológicos”.

Desporto

Covid-19: guarda-redes do Desportivo de Tondela está infetado

O guarda-redes do Desportivo de Tondela, Pedro Trigueira testou positivo à covid-19. O anúncio foi feito pelo prórpio nas redes sociais.
No domingo (28 de novembro), Trigueira foi titular pelos tondelenses no encontro da 12.ª jornada da I Liga de futebol, frente ao Sporting.
Além de Trigueira, também o treinador Pako Ayestarán e os jogadores Salvador Agra, Manu Hernando, Babacar Niasse e Ricardo Alves estão infetados com o novo coronavírus.

Local

Banco Alimentar contra a fome de Viseu angariou cerca de 33 toneladas de alimentos (com áudio)

O Banco Alimentar contra a fome de Viseu angariou cerca de 33 toneladas de alimentos durante o fim-de-semana (27 e 28 de novembro).
Uma campanha inferior a anos anteriores devido à pandemia. Ainda assim, Fátima Ribeiro, responsável pelo banco alimentar de Viseu, faz um balanço positivo da iniciativa. 
Alimentos que vão ser distribuídos por 96 instituições do distrito de Viseu, que por sua vez, os faz chegar a centenas de famílias carenciadas.

Local

Frio e possibilidade de neve, na região de Viseu e Guarda, para os próximos dias

A temperatura vai descer nos próximos dias na região de Viseu com a possibilidade de queda de neve.
A meteorologista Madalena Rodrigues, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) deixa a previsão do tempo para esta semana.

Local

Viseu acolhe a magia do Natal com programação ao longo de 36 dias

O concelho de Viseu abre portas à magia do Natal com programação para toda a família, ao longo de 36 dias.
O VISEU NATAL tem o arranque oficial marcado para sexta-feira, dia 3 de dezembro.  “A magia está aqui” é o mote da iniciativa.
"É especialmente com o intuito de incentivar a escolha pelo comércio local e tradicional, particularmente afetado pela pandemia COVID-19, e com vista à sua dinamização económica", que o município viseense lança um mote secundário – “A magia está no comércio local”.
Já a partir desta quarta-feira, dia 01 de dezembro, é ligado o projeto de iluminação  pelas 18h00, na Praça da República. A iluminação natalícia estende-se também às freguesias do concelho, com 32 estrelas cadentes, com tecnologia 100% LED, a iluminarem as fachadas de edifícios, igrejas e capelas.
A tradição volta a cumprir-se com o regresso do Mercado de Natal no Rossio. São 15 as casinhas de madeira que estarão de portas abertas ao longo da semana.
Segundo a autarquia de Viseu, o Rossio será também um pequeno museu de presépios a céu aberto. Em 2021, as freguesias são novamente desafiadas a pôr à prova a criatividade, participando numa nova edição da Rota dos Presépios. A partir do dia 07 de dezembro, e até 06 de janeiro, será possível conhecer o resultado das propostas feitas pela comunidade, em cada uma das freguesias. 
Oficinas, workshops, cinema, conversas, leituras de contos e histórias irão decorrer ao longo de todo o mês, e até 07 de janeiro, nos oito Museus Municipais. Já a “Casa dos Livros” reserva espetáculos de teatro infantil, horas do conto e oficinas de ilustração e escrita criativa.
A animação de rua também ganha relevo no programa de Natal, com vários grupos a percorrer os espaços da cidade. Workshops temáticos de Natal, associados às artes ou à gastronomia, peças de teatro para miúdos e graúdos, e concertos e espetáculos musicais complementam esta oferta de micro eventos, vocacionada para todas as idades.

Os já tradicionais concertos da época, nomeadamente o de Natal e Vozes Brancas, face às limitações impostas, assumirão um formato digital, em live streaming, nos dias 18 e 19 de dezembro, respetivamente. Já o concerto de Ano Novo e Reis, o formato e realização estarão sujeitos às orientações da Autoridade de Saúde Local, dado que este está agendado para o dia 02 de janeiro.
O Viseu XMAS RUN regressa às ruas da cidade de VISEU, no próximo dia 19 de dezembro. A iniciativa, 100% solidária, tem já as inscrições abertas e, nesta edição, toda a receita angariada irá reverter para crianças e jovens do concelho de Viseu em situação mais desfavorecida.
O programa completo do VISEU NATAL poderá ser brevemente consultado online, em www.cm-viseu.pt, assim como nas redes sociais do Município de Viseu.