Viseu: Câmara quer alternativas ao sistema de abastecimento de água. Nova barragem pode não avançar

O presidente da Câmara de Viseu disse esta quinta-feira (23 de dezembro) que está em estudo uma alternativa ao sistema de abastecimento de água, a cargo da Águas de Viseu, e que, assim, poderá não ser necessária uma nova barragem em Fagilde.
“É muito simples. Agora temos uma série de sistemas que nos podem servir e vamos analisar qual é o melhor para nós, o mais rápido, e, sobretudo, o que tem menos impacto no custo da água para os consumidores”, sintetizou Fernando Ruas.
Em declarações aos jornalistas, no final da reunião pública do executivo municipal, o presidente da autarquia referiu que tem havido “reuniões com municípios e com vários sistemas” de abastecimento de água, tendo em conta que, atualmente, “existem alguns a chegarem perto” da região.
“Se a maioria dos municípios portugueses já estão no âmbito das Águas de Portugal, em princípio há que analisar e ver se estes sistemas também nos servem. Não podemos ser uma exceção de arranjarmos um sistema, eventualmente, fora desta situação, com todas as vantagens que isso inclui”, justificou.
Neste sentido, Fernando Ruas descartou a empresa Águas de Viseu, cujo protocolo para a sua constituição foi assinado, na presença do ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, em 13 de julho de 2019, pelo anterior executivo social-democrata de Almeida Henriques.
Além de Viseu, assinaram também os restantes quatro municípios do distrito - Mangualde (PS), Nelas (PS, agora PSD), Penalva do Castelo (PS) e Sátão (PSD) - que são abastecidos pela Barragem de Fagilde, no Rio Dão.
“A Águas de Viseu fica sem efeito se a opção for a de integrar as Águas de Portugal, num sistema já existente. Na minha perspetiva, não precisamos de constituir uma empresa e faremos como outras cidades da nossa dimensão têm feito”, assumiu, dando como exemplo a Guarda e Vila Real.

 

 

 


Publicidade

 

 


2021-12-23 17:03:19
Autor: Irene Ferreira

Outras Notícias


Local

Mangualde: BAL é 'refúgio' para bombeiros que combatem incêndio na Serra da Estrela (com áudio)

Quase a completar 10 anos de atividade, a Base de Apoio Logístico (BAL), instalada no quartel dos Bombeiros Voluntários de Mangualde, continua a ser a única no distrito de Viseu.
Centenas de operacionais de todo o país já passaram pela base, principalmente durante o verão, época mais crítica, como adianta o presidente dos bombeiros de Mangualde, João Soares. Nos últimos dias têm sido muitos os operacionais, de vários pontos do país, que têm descansado na base mangualdense.
Para além de disponibilizar 64 camas, a Base de Apoio Logístico de Mangualde também garante a alimentação e outros bens necessários.

Local

Turismo Centro de Portugal manifesta pesar pelo incêndio na Serra da Estrela

A Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal manifesta solidariedade para com todos aqueles que sofreram danos pessoais e materiais nos fogos deste verão e lamenta profundamente que 2um ecossistema tão sensível como o da Serra da Estrela tenha sido tão duramente atingido". "Sabendo que há locais da Serra que dificilmente voltarão a ser o que eram, temos a certeza de que com o esforço de todos o Parque Natural vai reerguer-se e continuar a ser o destino turístico de excelência que sempre fo", refere o Turismo do Centro.
"Enviamos também um abraço solidário a todos os municípios e empresários afetados. O esforço de recuperação vai exigir o empenho sobre-humano de todos. Os municípios e empresários sabem que podem contar com todo o apoio da Turismo Centro de Portugal nesta tarefa tão árdua", garante.
A entidade também deixa palavras "de louvor aos nossos bravos bombeiros e serviços de proteção civil, que, perante uma situação tão adversa, voltaram a mostrar a fibra de heróis que reconhecidamente são. Sabemos que todos os portugueses se juntam a nós nesta mensagem de solidariedade".
A todos os turistas e visitantes, a Turismo Centro de Portugal pede que redobrem a atenção nos comportamentos, evitando os de risco. "Tenha sempre em atenção as previsões meteorológicas, que apontam para eventuais riscos de incêndios; saiba que incêndios se encontram ativos no país; tome nota das medidas de auto-segurança a adotar e os comportamentos responsáveis a seguir; e confirme a realização ou não de eventos ligados à natureza durante os períodos mais quentes do ano", explica. 

Local

Dois dos bombeiros feridos em capotamento, num incêndio, continuam internados no Hospital de Viseu

Dois dos cinco bombeiros feridos no capotamento de uma viatura, que se encontrava a combater as chamas do incêndio que começou no sábado (06 de agosto) no concelho da Covilhã, continuam internados no Hospital de Viseu, um deles em estado grave.
De acordo com fonte oficial do Centro Hospitalar Tondela-Viseu, um bombeiro de 26 anos encontra-se internado no Serviço de Medicina Intensiva, “em estado considerado grave”. “Outro bombeiro, de 36 anos, está em avaliação no Serviço de Urgência, sendo considerado ferido ligeiro”, referiu à Lusa.
Para além dos dois bombeiros que foram encaminhados para o Centro Hospitalar Tondela-Viseu, deram ainda entrada três bombeiros no Hospital da Guarda, mas de acordo com a diretora do serviço de urgência do Hospital da Guarda, Adelaide Campos, “já tiveram todos alta médica hospitalar”.

Local

Carregal do Sal: tabalhos arqueológicos puseram a descoberto mais vestígios da pré-história

No âmbito do Projeto NeoMega2 – Antigas Sociedades Camponesas e Megalitismo na Plataforma do Mondego, decorreu entre os dias 25 de julho e 09 de agosto, o 7º Campo Arqueológico do Concelho de Carregal do Sal.
Os trabalhos decorreram na localidade de Fiais da Telha, freguesia de Oliveira do Conde, com a continuação dos trabalhos de escavação e investigação no Dólmen de Troviscos I, onde foi possível circunscrever a configuração original do corredor megalítico e as alterações posteriores.
Foram ainda determinados os limites do átrio/empedrado frontal, com deposições do Neolítico final regional (c. 3700 – 3100 a.C.), bem como a extensão das redefinições ocorridas em momentos posteriores, que se enquadram no Bronze antigo regional (c. 2200 a 1750 a.C.).
Durante a intervenção foram recolhidas diversas amostras de terras, cerâmicas e carvões para futura análise e datação cronológica, na Universidade de Bournemouth em Inglaterra.
 

Local

Mangualde: 1ª Volta ao Concelho em mobiletes e motas de 50cc esta segunda-feira (com áudio)

Mobiletes e motas de 50cc participam, na segunda-feira, feriado 15 de agosto, na 1ª Volta ao Concelho de Mangualde. Uma iniciativa do Moto clube mangualdense.
A concentração acontece junto à Câmara Municipal, às 08h30. André Gonçalves, da organização, explica que os participantes vão passar por diversas aldeias.

Local

Mangualde: Freixiosa inaugura requalificação do forno comunitário (com áudio)

A requalificação do forno comunitário de Freixiosa, no concelho de Mangualde, é inaugurada no domingo.
Uma intervenção que custou cerca de quatro mil euros e que envolveu diversos trabalhos, como realça o presidente da Junta de Freguesia, Filipe Pinto.
O objetivo da Junta de Freguesia passa por voltar a dar vida ao forno comunitário da aldeia.