Câmara Municipal de Lamego torna-se membro fundador da Fundação de Serralves

O Município de Lamego tornou-se membro fundador da Fundação de Serralves, ao abrigo de um protocolo de cooperação estabelecido entre as duas instituições. Através da nova parceria, a Câmara Municipal de Lamego passa a integrar o grupo de membros fundadores de Serralves possibilitando assim à população local e às entidades locais "um acesso mais alargado e uma maior proximidade à arte, à cultura, às indústrias criativas e às diversas iniciativas de sensibilização ambiental promovidas pela Fundação", revela a autarquia de Lamego.
Francisco Lopes, presidente da Câmara Municipal de Lamego, sublinha a importância da parceria na realização de vários projetos culturais comuns, mas também no âmbito da implementação de iniciativas de cariz pedagógico e de sensibilização ambiental. "Para Lamego será uma excelente oportunidade para acolher exposições e eventos culturais únicos, com a chancela de Serralves, e também reforçar a notoriedade do nosso concelho a nível nacional. Por outro lado, importa ainda salientar que este acordo vai permitir à população um contacto mais próximo com diversas iniciativas artísticas e criadores portugueses e estrangeiros, o que será também uma forma de ampliar e fomentar os seus hábitos culturais".
Como fundador de Serralves, o Município de Lamego terá acesso a um conjunto de ações relacionadas com este novo estatuto e que se traduzem numa programação específica adaptada à comunidade local e que engloba a promoção da cultura contemporânea e da sensibilização ambiental, associadas a outras competências especializadas da Fundação de Serralves.
O protocolo foi assinado entre o presidente da Câmara Municipal de Lamego, Francisco Lopes, e a presidente do Conselho de Administração da Fundação de Serralves, Ana Pinho, numa cerimónia que contou ainda com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e a Ministra da Cultura, Graça Fonseca.


Publicidade

 

 


2022-01-04 10:52:57
Autor: Irene Ferreira

Outras Notícias


Local

Covid-19: região de Viseu continua com número elevado de novos casos

Esta sexta-feira (21 de janeiro) fica marcada por um novo recorde nacional no número de novos casos de Covid-19: há mais 58 530 infetados e 49 mortes nas últimas 24 horas relacionadas com a infeção.
No distrito de Viseu, Tondela conta com mais 92 casos e Mangualde registou mais 88 doentes com o novo coronavírus, Tarouca mais 57, Moimenta da Beira conta com 40 novos infetados, S. João da Pesqueira com mais 36 e mais 25 em Penalva do Castelo.
No concelho de Tabuaço surgiram nas últimas 24 horas, 24 novos casos.
Relativamente aos últimos quatro dias, a autarquia de Santa Comba Dão refere-se a mais 32 infetados por covid-19. No concelho de Resende surgiram na última semana 188 novos casos.

Política

Legislativas: as mulheres estiveram em destaque, em Viseu, na campanha da CDU

 A CDU realizou uma instalação e uma Tribuna Pública, para divulgar os compromissos que assume com as mulheres do Distrito de Viseu. Uma tribuna pública acompanhada de 24 pares de sapatos e cinco gaiolas, "retrato e denúncia da situação das mulheres no nosso distrito", refere a força política.
"Em cada par o rosto de uma mulher, um retrato possível das mulheres reais que vivem em Viseu e para quem a igualdade não é mais que a intenção inscrita na lei, mas ainda não concretizada na vida. Cinco gaiolas, símbolo do encarceramento em que vivem mulheres reais do distrito de Viseu, aprisionadas nas redes do tráfico ou no medo dos agressores, vítimas das múltiplas formas de violência, em que os baixos salários assumem particular destaque", diz um nota de imprensa da CDU.
A ação foi complementada com a distribuição de um documento dirigido às mulheres nas fábricas com mão de obra maioritariamente feminina e uma reunião com o Movimento Democrático de Mulheres, para além da publicação de vídeos de mulheres apoiantes nas redes sociais e divulgação dos compromissos que a CDU assume com as mulheres do distrito.

País

Legislativas: mais de 310 mil eleitores inscritos para voto antecipado

O número total de eleitores que se inscreveram para votar no voto antecipado em mobilidade, no domingo (23 de janeiro). nas eleições legislativas é de 315.785. Os dados são do Ministério da Administração Interna (MAI), divulgados esta sexta-feira.
Ainda assim, os eleitores que tenham feito a inscrição no voto antecipado em mobilidade, mas não consigam exercer o seu direito de voto no domingo, podem ainda votar no dia 30 de janeiro.
Os eleitores inscreveram-se num local de voto à escolha num município do continente ou das regiões autónomas dos Açores e da Madeira, através de meio eletrónico em www.votoantecipado.mai.gov.pt ou por correio enviado para a Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna.
Nas anteriores legislativas, em 2019, mais de 50 mil eleitores votaram antecipadamente, uma semana antes das eleições, enquanto nas presidenciais de 2021, já durante a pandemia de covid-19, 197.903 portugueses exerceram o direito de voto uma semana antes da data do ato eleitoral.
Numa nota enviada à Lusa, o MAI apela para “o rigoroso cumprimento das normas de segurança sanitária durante o exercício de voto”, nomeadamente utilização de caneta própria, máscara, distanciamento social e higienização das mãos.

Local

Mortágua: Câmara Municipal isenta taxas de esplanadas e toldos na via pública até ao final do ano

A Câmara Municipal de Mortágua aprovou a isenção de pagamento de taxas relacionadas com a ocupação da via pública com esplanadas e toldos, até ao final deste ano de 2022.
A medida excecional pretende, segundo a autarquia, apoiar o setor do comércio e restauração, "que há largo tempo vive num contexto de grande dificuldade económica devido ao prolongamento da situação epidemiológica e ao grau de incerteza quanto à duração da mesma, com forte impacto negativo nos negócios".
O presidente da Câmara Municipal, Ricardo Pardal, refere que a medida é “um contributo do município para apoiar e incentivar um setor que tem sido dos mais afetados pela crise pandémica e que está muito sujeito às oscilações da covid, com os condicionamentos legais daí decorrentes no seu funcionamento normal”.
Além da medida de isenção de taxas associadas à ocupação do espaço público, a Câmara Municipal de Mortágua pretende, no decurso de 2022, envolver os comerciantes na criação de um programa estruturado de relançamento do comércio local, sendo que "o ponto de partida passa por auscultar os próprios, no sentido de identificar pontos fortes e pontos fracos nos vários setores, discutir ideias e propostas, e definir uma estratégia conjunta para promover a dinamização, modernização e sustentabilidade do comércio local”.
Esse programa assenta, como refere a autarquia em comunicado, num conjunto de ações, tais como disponibilizar ajuda especializada ao nível do marketing, para que o comércio local se adapte e se modernize em termos da adoção de canais e formatos de comunicação adequados e com uma maior flexibilidade perante os novos hábitos de consumo; estimular a modernização tecnológica como resultado da adesão dos comerciantes ao trabalho de marketing; e fomentar o trabalho colaborativo entre o comércio local, as associações do concelho, e a gestão dos espaços públicos e equipamentos do município, no tocante à realização de iniciativas abertas ao público.

Local

Tabuaço: um detido em flagrante por caça com meios proibidos

Por caça com meios proibidos, um homem de 45 anos foi detido pela GNR, no concelho de Tabuaço.
No decorrer de uma ação de fiscalização, os militares detetaram um indivíduo a caçar aves com recurso a meios proibidos, nomeadamente um chamariz eletrónico, motivo que levou à detenção em flagrante.
No decorrer da ação foi apreendida uma arma de caça, um estojo da arma de caça e um chamariz eletrónico.
O detido foi constituído arguido, e os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Moimenta da Beira.

Local

Projeto '+ Igual Viseu Dão Lafões' foi apresentado em Mangualde

No âmbito do projeto “+Igual Viseu Dão Lafões”, desenvolvido pela Comunidade Intermunicipal, a Câmara Municipal de Mangualde promoveu a primeira reunião da Equipa para a Igualdade na Vida Local do concelho para apresentar o projeto “+ Igual Viseu Dão Lafões” - Plano Municipal para a Igualdade.
Numa primeira fase é realizada a identificação das necessidades de cada município, através de um profundo diagnóstico relativo às práticas de igualdade. Numa segunda fase, em função dos resultados obtidos, serão desenvolvidos os respetivos Planos Municipais para a Igualdade e não Discriminação, acompanhados de propostas de intervenção para cada um dos municípios.
Segundo o presidente da autarquia, Marco Almeida, “este projeto dá resposta ao modelo que o município definiu no combate às desigualdades e às assimetrias – um modelo de governação participativo numa lógica de intervenção estruturada. O envolvimento, a colaboração e a participação dos nossos agentes locais promove a igualdade e contribuem para a construção de uma sociedade mais justa e inclusiva, assente nos valores partilhados da solidariedade e da coesão social. Este Projeto visa contribuir para a promoção da igualdade entre mulheres e homens, reforçar a coesão territorial e promover a partilha de boas práticas de conciliação e igualdade de género.”

A Equipa para a Igualdade para a Vida Local surge na sequência da celebração do protocolo de colaboração entre a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género e o Município de Mangualde que pretende a promoção, execução, monitorização e avaliação da implementação de medidas e ações no âmbito da Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação 2018-2030 “Portugal + Igual”.
O projeto “+ Igual Viseu Dão Lafões”, que representa um investimento de aproximadamente 500 mil €, é financiado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), ao abrigo do Portugal2020 e do Fundo Social Europeu (FSE) e gerido pela Comissão para a Cidadania para a Igualdade de Género (CIG).