Viseu: Bloco de Esquerda contra propostas para prospeção de lítio na região

O Bloco de Esquerda (BE) de Viseu manifestou-se esta segunda-feira (11 de outubro) contra as propostas para prospeção ou exploração mineira na região que integram o Programa de Prospeção e Pesquisa de Lítio, cujo relatório de avaliação ambiental preliminar se encontra em consulta pública.
Mangualde, Nelas, Penalva do Castelo, Sátão e Viseu são os concelhos da região que constam de algumas das oito áreas do Programa de Prospeção e Pesquisa de Lítio.
Em comunicado, o BE refere que "a exploração mineira caracteriza-se pela sua finitude" e que os recursos minerais recolhidos "não são renováveis, nem requalificáveis".
"O tipo de exploração pretendida é vulgarmente conhecida como mina a céu aberto e apresenta graves impactos negativos nos ecossistemas e em toda a comunidade envolvente, contaminando o ar, solos e água e produzindo uma enorme poluição sonora", alerta.
O BE está convencido de que "a saúde das populações residentes e a biodiversidade serão certamente afetadas" e também que "será invalidada qualquer outra atividade que pressuponha a utilização de recursos naturais para consumo, sejam elas atividades agrícolas, de exploração animal, captações de água para consumo ou termas".
"Não podemos esquecer o quanto a exploração mineira nesta região, em especial na zona da Urgeiriça, afetou a saúde humana e ainda hoje há quem tenha problemas de saúde graves derivados da exploração mineira aí efetuada", lembra o BE, aludindo às minas de urânio.
Neste âmbito, a comissão coordenadora distrital de Viseu do BE opõe-se "a qualquer uma das propostas apresentadas para prospeção ou exploração mineira na região", considerando que "as carências económicas e financeiras do interior não podem servir de pretexto para sacrificar a biodiversidade e o bem-estar ambiental e humano em nome de potenciais receitas a curto prazo".
No seu entender, também não haverá vantagens ao nível da criação de postos de trabalho, porque, "no que respeita à exploração mineira, atualmente o processo é largamente mecanizado".
O BE defende que "todos os pedidos de prospeção, extração ou alargamento, independentemente da dimensão proposta, devem obrigar à realização de relatórios e estudos de impacte ambiental, que devem ser divulgados junto das populações".
A integração de coletivos ambientalistas no grupo de trabalho para o lítio e "que os processos de consulta pública sejam marcados por uma divulgação eficiente da informação dos pedidos e do seu impacte" são outras exigências.
"As atividades económicas têm de procurar ser benéficas para as populações, não só no retorno que dão com a criação de emprego e pagamento de impostos, mas também têm de ter um impacto positivo no respeito pelo meio ambiente envolvente e minimizar os impactos que sempre causam", sublinha.


Publicidade

 

 


2021-10-11 16:32:13
Autor: Irene Ferreira

Outras Notícias


Local

Banco Alimentar contra a fome de Viseu angariou cerca de 33 toneladas de alimentos (com áudio)

O Banco Alimentar contra a fome de Viseu angariou cerca de 33 toneladas de alimentos durante o fim-de-semana (27 e 28 de novembro).
Uma campanha inferior a anos anteriores devido à pandemia. Ainda assim, Fátima Ribeiro, responsável pelo banco alimentar de Viseu, faz um balanço positivo da iniciativa. 
Alimentos que vão ser distribuídos por 96 instituições do distrito de Viseu, que por sua vez, os faz chegar a centenas de famílias carenciadas.

Local

Frio e possibilidade de neve, na região de Viseu e Guarda, para os próximos dias

A temperatura vai descer nos próximos dias na região de Viseu com a possibilidade de queda de neve.
A meteorologista Madalena Rodrigues, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) deixa a previsão do tempo para esta semana.

Local

Viseu acolhe a magia do Natal com programação ao longo de 36 dias

O concelho de Viseu abre portas à magia do Natal com programação para toda a família, ao longo de 36 dias.
O VISEU NATAL tem o arranque oficial marcado para sexta-feira, dia 3 de dezembro.  “A magia está aqui” é o mote da iniciativa.
"É especialmente com o intuito de incentivar a escolha pelo comércio local e tradicional, particularmente afetado pela pandemia COVID-19, e com vista à sua dinamização económica", que o município viseense lança um mote secundário – “A magia está no comércio local”.
Já a partir desta quarta-feira, dia 01 de dezembro, é ligado o projeto de iluminação  pelas 18h00, na Praça da República. A iluminação natalícia estende-se também às freguesias do concelho, com 32 estrelas cadentes, com tecnologia 100% LED, a iluminarem as fachadas de edifícios, igrejas e capelas.
A tradição volta a cumprir-se com o regresso do Mercado de Natal no Rossio. São 15 as casinhas de madeira que estarão de portas abertas ao longo da semana.
Segundo a autarquia de Viseu, o Rossio será também um pequeno museu de presépios a céu aberto. Em 2021, as freguesias são novamente desafiadas a pôr à prova a criatividade, participando numa nova edição da Rota dos Presépios. A partir do dia 07 de dezembro, e até 06 de janeiro, será possível conhecer o resultado das propostas feitas pela comunidade, em cada uma das freguesias. 
Oficinas, workshops, cinema, conversas, leituras de contos e histórias irão decorrer ao longo de todo o mês, e até 07 de janeiro, nos oito Museus Municipais. Já a “Casa dos Livros” reserva espetáculos de teatro infantil, horas do conto e oficinas de ilustração e escrita criativa.
A animação de rua também ganha relevo no programa de Natal, com vários grupos a percorrer os espaços da cidade. Workshops temáticos de Natal, associados às artes ou à gastronomia, peças de teatro para miúdos e graúdos, e concertos e espetáculos musicais complementam esta oferta de micro eventos, vocacionada para todas as idades.

Os já tradicionais concertos da época, nomeadamente o de Natal e Vozes Brancas, face às limitações impostas, assumirão um formato digital, em live streaming, nos dias 18 e 19 de dezembro, respetivamente. Já o concerto de Ano Novo e Reis, o formato e realização estarão sujeitos às orientações da Autoridade de Saúde Local, dado que este está agendado para o dia 02 de janeiro.
O Viseu XMAS RUN regressa às ruas da cidade de VISEU, no próximo dia 19 de dezembro. A iniciativa, 100% solidária, tem já as inscrições abertas e, nesta edição, toda a receita angariada irá reverter para crianças e jovens do concelho de Viseu em situação mais desfavorecida.
O programa completo do VISEU NATAL poderá ser brevemente consultado online, em www.cm-viseu.pt, assim como nas redes sociais do Município de Viseu.

 

Local

Munícipio de Oliveira de Frades promove programa alimentar 'Os Super Saudáveis' juntos das crianças

"Os Super Saudáveis", programa de Educação Alimentar, decorre no 1º ciclo do Ensino Básico do Agrupamento de Escolas de Oliveira de Frades com o objetivo de promover hábitos de vida saudáveis, através de uma alimentação equilibrada, sendo o eixo de intervenção, educação para a saúde.
No programa, cada criança recebe um kit, composto por uma caderneta e cinco cartas de alimentos conhecidos pelos estudantes: água, azeite, batata, ovo e cenoura. As restantes dez cartas serão entregues durante o período que decorre esta iniciativa, sendo que cada criança irá colecionar quinze cartas que representam quinze alimentos saudáveis - "Os Super Saudáveis".
"Este programa irá decorrer durante cinco semanas, sendo que um almoço e um lanche por semana são acompanhados por um alimento com um poder super saudável. Com a ingestão desses alimentos, na escola serão entregues as respetivas cartas", explica a autarquia de Oliveira de Frades..
A iniciativa é promovida pela Liga Portuguesa contra o Cancro, em parceria com o Município de Oliveira de Frades e o Agrupamento de Escolas, bem como a Associação de Pais.

Local

Penalva do Castelo: arranque das obras do ginásio municipal encerra piscinas municipais (com áudio)

Durante o mês de dezembro, a piscina municipal de Penalva do Castelo vai estar encerrada, devido ao arranque das obras de construção do ginásio municipal.
O novo espaço é construído na parte superior dos balneários da piscina municipal, o que, numa fase inicial dos trabalhos não permite, segundo o presidente da autarquia, Francisco Carvalho, o normal funcionamento da piscina.
A construção do ginásio municipal de Penalva do Castelo tem uma previsão de meio ano e custa cerca de 300 mil euros.
Segundo o autarca é mais uma valência para o concelho.

Local

Miss Viseu e Udaca juntam-se para iniciativa solidária (com áudio)

A Udaca, União das Adegas Cooperativas da Região do Dão, aceitou o desafio do projeto Miss Viseu para abraçar a iniciativa solidária destinada a ajudar a Cruz Vermelha Vale do Dão, com sede em Viseu. 
Nuno Peixoto, responsável pelo Miss Viseu explicou à Dão Digital o que está previsto.
A par desta campanha, e durante todo o mês de dezembro, a Udaca terá também um ponto de recolha de produtos alimentares destinados à Cruz Vermelha Vale do Dão.